Home » Artigos arquivados » Phenom II X4 de 3.4 GHz

Phenom II X4 de 3.4 GHz

Autor: Laércio Vasconcelos
Data: 06/07/2010

Sinopse
Para quem quer um processador veloz, de quatro núcleo e preço abaixo de R$ 500 (só o processador), o Phenom II X4 965, de 3,4 GHz, é uma excelente opção.

O Phenom II X4 de 3.4 GHz já não é o mais novo processador da AMD. Entretanto preparamos um sistema para testar o novo Phenom II X6, este sim o que a AMD oferece hoje de mais avançado. Enquanto o processador não chega, aproveitaremos o sistema para testar o Phenom II X4 de 3.4 GHz, uma excelente opção quad-core. O preço no mercado brasileiro (jul/2010) da versão Box é R$ 450,00 em média. Já o Phenom II X6 está sendo vendido na faixa de R$ 600,00 (6 x 2,8 GHz) e R$ 800,00 (6 x 3,2 GHz). Mas o X6 ficará para o próximo artigo, vamos abordar aqui o X4, uma opção interessantíssima para micros de alto desempenho e custo moderado.

phiix6

Figura 1 – Phenom II X6 de 3.2 GHz, modelo HDT90ZFBK6DGR

Atualmente a Intel leva vantagem sobre a AMD com o desempenho dos processadores Core i5, Core i7 e Core i7 Extreme. Entretanto nem todos os usuários podem ou estão dispostos a pagar R$ 1000, R$ 2000 ou até R$ 5000 para ter um processador super veloz. O modelo avançado da AMD que analisamos aqui é o Phenom II X4 965, que custa cerca de R$ 450,00. Este processador leva vantagem competitiva ao levarmos em conta preço e desempenho, em comparação com os modelos Intel de custo e desempenho moderados, como Core i3, modelos de 2 núcleos do Core i5, e os modelos ainda comuns do Core 2 Duo e Core 2 Quad. Não podemos esquecer que a grande parcela dos micros novos ocupa os mercados de baixo e médio desempenho, e os modelos da AMD, mesmo não sendo os campeões de velocidade, são opções bastante atrativas.

Sabemos que existem dezenas de modelos de processadores Intel e AMD, com várias opções de velocidade e custo. Não é nosso objetivo fazer uma comparação extensa de diversos modelos de processadores, e sim aproveitar a disponibilidade deste Phenom X4 para fazer alguns testes e apresentar o produto para aqueles que não tiveram a oportunidade de um contato direto.

Como não testamos ainda o Phenom II X6, estamos excluindo este processador da nossa análise, por enquanto.

Os processadores mais velozes que o Phenom II X4 965 são todos da Intel. Para certas aplicações o campeão de velocidade da Intel (i7-980X) chega a ser quase duas vezes mais rápido (dependendo da aplicação), entretanto seu preço é cerca de 7 vezes mais alto. Um modelo da Intel que tem preço e performance muito similares aos do Phenom II X4 965 é o Core i5 modelo 750, também na faixa de R$ 450 (jul/2010).

Para quem deseja conhecer comparações detalhadas de diversos modelos de processadores, com medidas de performance dos mais variados tipos, recomendamos a seção charts do site www.tomshardware.com.

Phenom II X4 965

Assim como a Intel, a AMD oferece atualmente vários processadores, com 1, 2, 3 ou 5 núcleos. Além da memória cache L1, com 128 kB por núcleo, existem várias opções para a cache L2 (256 kB, 512 kB ou 1 MB, dependendo do processador) e para a cache L3 (2 MB, 4 MB ou 6 MB). Abordaremos neste artigo especificamente o Phenom II X4 965, com 4 núcleos de 3.4 GHz e cache L3 de 6 MB. A tabela abaixo apresenta os modelos disponíveis de Phenom II X4:

Modelo Clock HT       MHz Temp Pot. Cache

L1

Cache

L2

Cache

L3

Soquete/Memória
965 3.4 GHz 4000 62°C 140 W 128 kBx4 512 kBx4 6 MB AM3, DDR3/1333
965 3.4 GHz 4000 62°C 125 W 128 kBx4 512 kBx4 6 MB AM3, DDR3/1333
955 3.2 GHz 4000 62°C 125 W 128 kBx4 512 kBx4 6 MB AM3, DDR3/1333
B95 3.0 GHz 4000 71°C 95 W 128 kBx4 512 kBx4 6 MB AM3, DDR3/1333
945 3.0 GHz 4000 62°C 125 W 128 kBx4 512 kBx4 6 MB AM3, DDR3/1333
940 3.0 GHz 3600 62°C 125 W 128 kBx4 512 kBx4 6 MB AM2+, DDR2/1066
B93 3.0 GHz 4000 71°C 95 W 128 kBx4 512 kBx4 6 MB AM3, DDR3/1333
925 3.0 GHz 4000 71°C 95 W 128 kBx4 512 kBx4 6 MB AM3, DDR3/1333
920 2.8 GHz 3600 62°C 125 W 128 kBx4 512 kBx4 6 MB AM2+, DDR2/1066
910 2.6 GHz 4000 71°C 95 W 128 kBx4 512 kBx4 4 MB AM3, DDR3/1333
905e 2.5 GHz 4000 70°C 65 W 128 kBx4 512 kBx4 6 MB AM3, DDR3/1333
900e 2.4 GHz 4000 70°C 65 W 128 kBx4 512 kBx4 6 MB AM3, DDR3/1333
820 2.8 GHz 4000 70°C 95 W 128 kBx4 512 kBx4 4 MB AM3, DDR3/1333
810 2.6 GHz 4000 71°C 95 W 128 kBx4 512 kBx4 4 MB AM3, DDR3/1333
805 2.5 GHz 4000 71°C 95 W 128 kBx4 512 kBx4 4 MB AM3, DDR3/1333

 

phiix4a

Figura 2 – Phenom II X6 965 (3.4 GHz)

Todos os modelos de Phenom II X4 disponíveis atualmente são fabricados com tecnologia de 45 nm. Os clocks variam de 2.4 GHz a 3.4 GHz, e a cache L3 pode ter 4 MB ou 6 MB. Os dois primeiros modelos (920 e 940) eram destinados ao Socket AM2, suportando no máximo memórias DDR2/1066. Os modelos seguintes passaram a suportar o Socket AM3, com memórias DDR3. A AMD anuncia a velocidade máxima das memórias como sendo 1333 MHz. Esta é a velocidade máxima suportada nas placas mãe mais simples, que não possuem ajuste de velocidade para as memórias. Nas placas que permitem esse ajuste, podem ser usadas memórias DDR3 mais velozes, como 1600 MHz ou superiores. Esta limitação fica portanto a cargo das memórias, e não do processador. Em todos os modelos com Socket AM3, o barramento Hypertransport opera com 4000 MHz.

Note que a tabela apresenta dois modelos de consumo reduzido, apenas 65 watts, o que é notável para um processador de quatro núcleos. A maioria dos modelos dissipa 95 watts, porém os mais velozes chegam a 125 ou 140 watts. É preciso portanto selecionar uma placa mãe que suporte processadores de 140 watts. Outra questão muito importante é a temperatura máxima permitida. Nos modelos mais velozes, este máximo é 62°C, enquanto os demais suportam até cerca de 70°C. É preciso tomar cuidados especiais com a refrigeração do gabinete para evitar que o limite máximo de temperatura seja atingido. Quando isto ocorre, o processador automaticamente reduz a sua velocidade para reduzir a temperatura. A placa mãe também aumenta a velocidade de rotação do cooler do processador à medida em que sua temperatura aumenta, também contribuindo para a redução da temperatura.

Note que o primeiro modelo de 3.4 GHz dissipava 140 watts, mas posteriormente foi lançado um modelo que dissipa um pouco menos, 125 watts. Como os preços são idênticos, vale a pena dar preferência ao modelo de 125 watts. O modelo de 140 watts tem identificação HDZ965FBGIBOX ou HDZ965FBK4DGI, enquanto o de 125 watts tem identificação HDZ965FBGMBOX ou HDZ965FBK4DGM. É fácil visualizar esta identificação gravada na face superior do chip, mesmo dentro da sua caixa.

phiix4b

Figura 3 – Nosso modelo é um HDZ965FBK4DGM, que dissipa 125 watts.

O sistema testado

O desempenho do processador em sistemas com Socket AM3 depende principalmente do próprio processador e da memória, já que o controlador de memória fica no processador, e a sua comunicação independe do chipset. Escolhemos uma placa mãe com chipset AMD 790GX.

Processador AMD Phenom II X4 965, 3.4 GHz, 6 MB de cache L3

Memória: dois módulos de 2 GB, DDR3/1600 HyperX Kingston KHX1600C9D3K2/4G

Placa mãe Asus 790GX-G65 (chipset AMD 790GX)

790gxt

A placa mãe usada no teste (Clique para ampliar)

Programas de teste

Em geral os programas de benchmark modernos fazem testes envolvendo um só, mas também dois ou mais processos paralelos. O índice de desempenho apresentado é uma média dos resultados, por exemplo, operando com 1, 2 ou 4 processos simultâneos. São resultados importantes para quem opera com múltiplos processos em paralelo, mas é preciso levar em conta também que as medidas com um só processo também são importantes. Por exemplo, muitos jogos, mesmo modernos, levam em conta que existe apenas um núcleo de processamento. Ao executar um programa como esse, um processador com um só núcleo mas clock elevado pode levar vantagem sobre um processador com quatro núcleos e um clock mais baixo. Por exemplo, um Pentium Dual Core de 1,6 GHz é mais veloz que um Pentium 4 de 3,2 GHz quando executam múltiplos processos, mas este Pentium 4 é mais veloz quando opera com um só processo principal, graças ao seu clock mais elevado, e devido ao fato do Pentium Dual Core não estar aproveitando seus dois núcleos. É claro que na maioria das situações, os processadores de geração mais nova (mesmo os mais simples, como o Pentium Dual Core de 1.6 GHz) levam vantagem sobre os de geração mais antiga, como o Pentium 4, mas isso depende de vários fatores, como o clock de cada núcleo, a arquitetura interna, a cache e o tipo de programa (ou programas) em execução no momento. Por isso não é uma tarefa simples medir quantas vezes um processador é mais veloz que outro. Um fato adicional deve ser levado em conta na era dos processadores de quatro ou mais núcleos. Muitos programas já foram otimizados para operar com dois núcleos, mas podem não operar com sua máxima eficiência ao usarem quatro ou mais núcleos. Quando usamos programas não otimizados para usar todos os núcleos, ainda assim o Phenom II X4 965 leva alguma vantagem, já que o clock de cada um dos seus núcleos (3.4 GHz) é elevado em comparação com a maioria dos demais modelos de quatro núcleos.

Portanto, procuraremos nas nossas análises dar destaque não somente ao processamento com múltiplos núcleos, mas também aos que operam em modo monotarefa.

O Phenom, desde o lançamento

Os primeiros modelos do Phenom, lançados no final de 2007, eram bastante caros, e voltados ao mercado de micros com alto desempenho. Os primeiros modelos tinham clocks de 2.2, 2.3 e 2.4 GHz. Na ocasião do seu lançamento tivemos a oportunidade de analisar o modelo de 2.4 GHz. O Phenom II X4 965 analisado no presente artigo opera com 3.4 GHz, portanto é esperado que o seu desempenho seja 3.4 / 2.4 vezes maior, ou seja, deve apresentar um ganho de 40%, aproximadamente (para sermos mais exatos, 41,6%). Na verdade o ganho será um pouco maior, já que a cache L3 foi aumentada de 2 MB para 6 MB, e a memória foi aumentada, de DDR2/800 para DDR3/1600.

OBS: O Phenom original analisado suportava até DDR2/1066 (Socket AM2+), mas na ocasião o sistema enviado pela AMD para testes veio com memórias DDR2/800.

OBS: Certamente um aumento de desempenho de 40% em três anos não pode ser considerada uma marca formidável. O mérito deste novo Phenom em comparação ao antigo é o seu custo bem mais acessível.

2.4 GHz versus 3.4 GHz

Para manter coerência com as medidas de desempenho feitas com o primeiro Phenom (não mais disponível em nosso laboratório), façamos a comparação dos dois modelos, através de testes realizados com o programa PCMark 2005, da Futuremark.

PC Mark 2005 CPU

  Phenom 9700

(4x 2,4 GHz)

Phenom II X4 965 (4x 3,4 GHz) Ganho
1 Compactação de arquivos 10,962 MB/s 15,945 MB/s 45,5%
2 Descompactação de arquivos 142,791 MB/s 207,263 MB/s 45,1%
3 Encriptação de arquivos 62,363 MB/s 92,456 MB/s 48,2%
4 Decriptação de arquivos 54,210 MB/s 83,497 MB/s 54,0%
5 Descompressão de imagem 29,672 Mpixels/s 43,964 MB/s 48,2%
6 Compressão de áudio 2777 kB/s 3947 kB/s 42,1%
         
7A Compactação de arquivos 11,093 MB/s 15,900 MB/s 43,3%
7B Encriptação de arquivos 63,123 MB/s 92,624 MB/s 46,7%
         
8A Descompactação de arquivos 144,587 MB/s 206,720 MB/s 43,0%
8B Decriptação de arquivos 53,737 MB/s 83,351 MB/s 55,1%
8C Descompressão de áudio 2288 kB/s 3282 kB/s 43,4%
8D Descompressão de imagem 29,705 Mpixels/s 43,764 Mpixels/s 47,3%

Vemos que na maioria dos testes o ganho de desempenho foi maior que 40%. Isso mostra que outros melhoramentos, além do simples aumento de clock, foram realizados na nova geração do Phenom. Os dois melhoramentos mais óbvios são:

1) Aumento da cache L3, de 2 MB para 6 MB
2) Aumento da velocidade da memória, de DDR2/800 para DDR3/1600

Como sabemos, um aumento expressivo no tamanho da memória cache não produz aumento expressivo no desempenho. Com o aumento do tamanho da cache, é aumentada a taxa de acerto, ou seja, a probabilidade de um dado requisitado por um programa estar na cache, e não na memória principal. Como a cache L3 está integrada dentro do Phenom II, o usuário não estará, pelo menos diretamente, pagando mais caro por sua maior quantidade.

* Indiretamente paga-se mais caro, já que processadores com cache menor (Sempron) são bem mais baratos, apesar do desempenho também ser inferior.

Já vimos nos últimos anos o lançamento de processadores com clocks maiores mas não necessariamente com desempenho maior. Os testes realizados mostram que os novos modelos do Phenom II apresentam ganho real em relação à sua primeira geração, ou seja, ganho de desempenho maior que a proporção entre os clocks.

Influência da memória DDR3/1600

Sistemas bem equipados com o Phenom usam memórias DDR3/1600, mas isso não é estritamente necessário. Graças à sua cache L3, podemos usar memórias um pouco mais lentas, sem queda perceptível de desempenho. Podemos por exemplo usar memórias DDR3/1333, que são bem mais baratas que as do tipo DDR3/1600. A tabela abaixo compara os índices obtidos nos testes com o PCMark 2005, com 1600 e 1333 MHz, bem como da queda de desempenho resultante quando optamos pela DDR3/1333. Pode ser uma economia considerável, pois memórias DDR3/1600 chegam a custar o dobro das memórias DDR3/1333 de mesma capacidade. É claro que assim como ocorreu com outras tecnologias de memórias, essa diferença de preços vai diminuir de acordo com a produção.

PCMark 2005 CPU

    Phenom II X4 965 + DDR3/1600 Phenom II X4 965 + DDR3/1333 Perda
1 Compactação de arquivos 15,945 MB/s 15,925 MB/s -0,1%
2 Descompactação de arquivos 207,263 MB/s 206,550 MB/s -0,3%
3 Encriptação de arquivos 92,456 MB/s 92,700 MB/s +0,2%
4 Decriptação de arquivos 83,497 MB/s 83,120 MB/s -0,4%
5 Descompressão de imagem 43,964 MB/s 43,870 MB/s -0,2%
6 Compressão de áudio 3947 kB/s 3935 kB/s -0,3%
         
7A Compactação de arquivos 15,900 MB/s 15,924 MB/s +0,2%
7B Encriptação de arquivos 92,624 MB/s 92,415 MB/s -0,2%
         
8A Descompactação de arquivos 206,720 MB/s 206,495 MB/s -0,1%
8B Decriptação de arquivos 83,351 MB/s 83,452 MB/s +0,1%
8C Descompressão de áudio 3282 kB/s 3272 kB/s -0,3%
8D Descompressão de imagem 43,764 Mpixels/s 43,740 Mpixels/s -0,05%

 

Vemos que a diferença de desempenho resultante do uso de DDR3/1333 ao invés de DDR3/1600 é muito pequena, inferior a 0,5%. Em alguns casos foi observado um pequeno aumento de desempenho, também imperceptível. Como usar memórias mais lentas pode aumentar o desempenho, mesmo por valores ínfimos? Explicamos as diferenças por variações nos valores das medidas. Ao realizarmos medidas sucessivas os valores podem variar um pouco. Para determinar o índice de desempenho com maior precisão, seria necessário realizar inúmeras medidas para obter a média. Não vale a pena, buscar tanta exatidão, pois de qualquer forma as diferenças são muito pequenas.

Sabemos que o desempenho da memória depende de vários fatores, como a velocidade, a latência, o uso de canal simples ou duplo, etc. Poderíamos suspeitar que o desempenho melhoraria bastante se fizéssemos ajustes apropriados no CMOS Setup (como sempre ocorreu com várias tecnologias de memórias no passado), mas preferimos adotar outro caminho. Configuramos os módulos de memória com a metade da velocidade (DDR3/800, ao invés de 1600) e alteramos o posicionamento dos módulos para single channel. Teoricamente essas duas providências tornariam a taxa de transferência da memória quatro vezes menor, mas os resultados observados foram bem diferentes. A tabela abaixo mostra as medidas de desempenho feitas com essas duas configurações de memória:

PCMark2005 CPU

  Phenom II X4 965 + DDR3/1600 Dual channel 4 GB Phenom II X4 965 + DDR3/800, single channel

4 GB

Perda
1 Compactação de arquivos 15,945 MB/s 15,370 MB/s -3,7%
2 Descompactação de arquivos 207,263 MB/s 203,424 MB/s -1,8%
3 Encriptação de arquivos 92,456 MB/s 92,143 MB/s -0,3%
4 Decriptação de arquivos 83,497 MB/s 83,190 MB/s -0,3%
5 Descompressão de imagem 43,964 MB/s 43,824 MB/s -0,3%
6 Compressão de áudio 3947 kB/s 3922 kB/s -0.6%
         
7A Compactação de arquivos 15,900 MB/s 15,874 MB/s -0,1%
7B Encriptação de arquivos 92,624 MB/s 92,512 MB/s -0,1%
         
8A Descompactação de arquivos 206,720 MB/s 201,094 MB/s -2,8%
8B Decriptação de arquivos 83,351 MB/s 82,543 MB/s -1,0%
8C Descompressão de áudio 3282 kB/s 3265 kB/s -0,5%
8D Descompressão de imagem 43,764 Mpixels/s 43,410 Mpixels/s -0,8%

 

A cache L3 de 6 MB do Phenom II X4 965 contribui para compensar a velocidade baixa das memórias. Graças a ela, usar memórias DDR3/800 ao invés de DDR3/1600, e single channel ao invés de dual channel, faz com a queda de desempenho nas aplicações testadas seja inferior a 4%. Sendo assim, ao invés de pagar o dobro por memórias DDR3/1600, seria melhor optar por DDR3/1333 e comprar uma quantidade de memória duas vezes maior, ou um processador mais rápido, ou uma placa de vídeo melhor.

Esta reduzida influência da memória no desempenho global do computador foi verificada em outros artigos. Existe um artigo muito interessante no Tom’s Hardware Guide (www.tomshardware.com) que compara o desempenho de memórias DDR3/1600 contra DDR3/1066 em três sistemas, baseados no Phenom II X4, Core i7 e Core 2 Quad. Os testes do artigo mostram que o ganho de desempenho fica em média entre 2% e 3% maior ao usarmos DDR3/1600 ao invés de DDR3/1066.

OBS: Usar memórias DDR3/1600 é uma opção aceitável quando queremos realizar overclock.

Outras comparações com o Phenom original

Não é nosso objetivo aqui comprar o Phenom II X4 965 com outros processadores, como Athlon II, Core i7, Core i5, etc. Para isto podemos encontrar excelentes tabelas comparativas na seção Charts do Tom’s Hardware Guide. Procuramos neste artigo transmitir conhecimentos sobre este processador e mostrar que apresenta ganho real de velocidade em relação à sua geração anterior. Comparando o modelo atual de 3.4 GHz com um modelo de 2.4 GHz da primeira geração, podemos considerar um ganho de 40% como um 0x0, ou seja, o processador cumpriu nada mais que sua obrigação em apresentar um ganho proporcional ao aumento de clock. Um ganho maior que 40% seria um mérito resultante de melhoramentos na arquitetura, como a cache L3 de 6 MB. Já mostramos que o aumento da velocidade da memória não foi responsável por ganhos adicionais.

Aproveitamos as medidas de desempenho disponíveis no Tom’s Hardware Guide para fazer várias comparações entre os dois modelos citados de Phenom. Nas aplicações reais, o desempenho depende não apenas do processador, memória e cache, mas de outros elementos independentes, como a placa de vídeo e o disco rígido. Entre as medidas existentes no referido site, desprezamos as que são fortemente relacionadas com a placa de vídeo e com o disco rígido, ficando com aquelas que dependem mais do processador. A tabela abaixo mostra as comparações resultantes.

  Phenom II X4 965 3.4 GHz Phenom X4 9700 2.4 GHz Ganho
Adobe Photoshop CS 4 Image Processing Score in Time [seconds] 166.00 236.00 42,16%
3DS Max 2009 Image Rendering (1920×1280) Score in Time [seconds] 179.00 281.00  56,98%
iTunes 8.1.0.52 Audio Transcoding Score in Time [seconds] 133.00 196.00  47,36%
SiSoftware Sandra 2009 SP3 Processor Arithmetic MFLOPS Score in Score 39.76 27.00  47,25%
DivX 6.8.3 Video Transcoding: MPEG-2 to AVI (Insane Quality)
Score in Time [seconds]
110.00 144.00 30,90%
Performance Index 50% Time Based Scores, 25% Games (12.5 % PC Mark Suite, 12.5 3DMark CPU ) Score in Score 1081.40 772.40  40,00%
SiSoftware Sandra 2009 SP3 Cryptography AES256 Encryption
Score in MB/sec
505.00 343.00  47,23%
Lame 3.98 Audio Encoding: wav to mp3 (160 Kbit/s) Score in Time [seconds] 181.00 280.00  54,7%
WinZIP 12 (8252) File Compression (4096 KB dictionary) (maximum compression) Score in Time [seconds] 309.00 434.00  40,45%
SiSoftware Sandra 2009 SP3 Memory Bandwidth Score in GB/sec 13.13 11.41 15%
Adobe Acrobat 9 Professional PDF Document Creation Score in Time [seconds] 112.00 148.00 32%
GTA IV 1.0.3 1280×1024 (Medium settings, Vsync off) Score in FPS 62.10 50.80  22,7%
PCMark Vantage RAM Memories Suite Score in Score 5665.00 4429.00  27,9%
Adobe Premiere Pro CS4 1440×1080 Video Editing Score in Time [seconds] 136.00 201.00  47,8%
SiSoftware Sandra 2009 SP3 Processor Arithmetic ALU Performance
Score in Score
50.82 36.00  41,16%
AVG Anti-Virus 8.5.287 Scanning ZIP and RAR archives for viruses
(Virus Base 270.12.16/2094) Score in Time [seconds]
234.00 247.00  5,5%
Fritz 11 Chess game (multi-threaded) Score in Score 8266.00 5692.00  45,22%
SiSoftware Sandra 2009 SP3 Cryptography Encryption Score
Score in MB/sec
566.00 391.00  44,75%
XviD 1.2.1 Video Transcoding: MPEG-2 to AVI Score in Time [seconds] 156.00 218.00  39,74%
WinRAR 3.9 x64 Beta1 File Compression (multi-threaded) (maximum compression) Score in Time [seconds] 88.00 113.00  28,4%
SiSoftware Sandra 2009 SP3 Cryptography SHA256 Encryption Score in MB/sec 628.00 440.00  42,7%
Mainconcept Reference 1.6.1 Video Transcoding: MPEG-2 to H.264/AVC
(FullHD Video) Score in Time [seconds]
118.00 173.00  46,6%
PCMark Vantage PCMark Suite Score in Score 7139.00 5617.00 27%

 

Vemos que na maioria das medidas, o ganho foi próximo de 40% (relação entre os clocks). Para algumas delas o ganho foi um pouco maior. São tarefas para as quais o aumento da cache traz grandes benefícios. Vemos ainda que em algumas delas o ganho foi inferior a 40%. São tarefas nas quais os acessos a arquivos são muito mais intensos em relação ao processamento, e desta forma ficam mais limitadas pela velocidade do disco rígido, e não somente do processador. É o caso do último índice da tabela, com ganho de apenas 27%, já que este é um teste que envolve processador, memória, disco rígido e placa de vídeo. Entre os testes, a tarefa menos beneficiada pelo processador é o uso do antivírus AVG sobre arquivos compactados. O acesso a disco é muito intenso nesta tarefa, daí o ganho de desempenho ficou quase independente do processador.

Temperatura

Ela como sempre, a preocupação constante de todos os usuários que usam os processadores mais velozes de sua geração. Com seus 125 watts, o Phenom II X4 965 tende a atingir temperaturas elevadas durante momentos de processamento intensivo com os quatro núcleos. Tanto a versão de 140 watts quanto a de 125 watts têm a temperatura máxima especificada pela AMD como 62°C. Verificamos que foi relativamente fácil manter o processador a uma temperatura bem abaixo deste valor apenas usando os cuidados básicos em relação a montagem. O cooler fornecido com o processador tem base de cobre e heat pipes (figura 4).

phiix4c

Figura 4 – Cooler que acompanha o Phenom II X4 965

Em relação ao gabinete, usamos um com duto lateral de ventilação e instalamos um cooler traseiro com 12 cm (figura 5). Esses cuidados básicos e mais o cooler fornecido com o processador na versão Box deram conta do recado. Em atividade baixa, o processador ficam abaixo de 40°C. Nos períodos de atividade intensa, mantendo os quatro núcleos com utilização próxima de 100% (compressão de vídeo), a temperatura do processador variou entre 55°C e 60°C. A temperatura ambiente foi mantida em 25°C.

phiix4d

Figura 5 – Cuidados básicos com a ventilação do gabinete.

Para operar em um ambiente mais hostil (temperatura da sala acima de 30°C – aliás, isso seria hostil também para o usuário) ou para fazer um overclock, o cooler fornecido pela AMD já deixaria a desejar. Fizemos overclock com o programa AMD Overclock (fornecido pela própria AMD) para 4.0 GHz e em uso intenso a temperatura ultrapassou os 60°C. Seria preciso então utilizar um cooler apropriado (aqueles que parecem uma turbina de avião…). Outra opção seria exagerar um pouco no ar condicionado. Reduzimos a temperatura ambiente para 20°C e o processador ficou abaixo de 60°C, mesmo com overclock para 4.0 GHz e usando o cooler original.

A AMD tem hoje uma vantagem que não tinha há alguns anos. Graças à fusão entre AMD e ATI, hoje a AMD produz seus próprios chipsets. A disponibilidade de processador e chipset do mesmo fabricante (resultando em maior estabilidade e confiabilidade) era uma vantagem que antes só a plataforma Intel oferecia. Até mesmo um programa para realizar overclock “oficial” é fornecido pela AMD. Como sempre, o overclock deve ser feito por conta e risco do usuário. Esse programa atua sobre os processadores do tipo Black Edition, que têm o multiplicador interno destravado, como é o caso do Phenom II X4 965. Quando o processador é travado, o overclock deve ser feito por comandos específicos da placa mãe – alterar o clock externo aumentará automaticamente o interno.

Conclusão

Este é um processador rápido de custo bastante acessível. É veloz nas aplicações que tiram proveito dos quatro núcleos. Graças ao clock elevado de cada um dos seus núcleos, também levará vantagem nas aplicações monoprocessadas. Levando em conta ainda a disponibilidade de placas mãe com chipsets AMD, a temperatura moderada, enfim, é uma boa opção para quem quer um computador veloz mas não está disposto a pagar um preço exagerado.