Home » Artigos arquivados » Limpeza de poeira no micro

Limpeza de poeira no micro

Autor: Laércio Vasconcelos
Data: 25/março/2007

Extraído do capítulo 20 do livro

MANUTENÇÃO DE MICROS NA PRÁTICA

Todos sabemos que a poeira é prejudicial ao micro. Uma boa limpeza geral, uma vez por ano, é uma boa prática de manutenção preventiva. Uma limpeza geral pode ser fácil (apesar de demorada) para quem sabe desmontar e montar o micro, e dificílima para quem não sabe. Nosso site e nossos livros ensinam como montar e desmontar um micro, então vejamos como fazer para eliminar a poeira.

Limpeza geral de poeira

A poeira e a umidade causam maus contatos nos circuitos eletrônicos. Por isso precisamos periodicamente fazer uma limpeza geral de toda a poeira do computador. Vejamos primeiro como o mau contato se manifesta. A figura 26 mostra um slot AGP. No diagrama da parte direita da figura vemos como os pinos dos slots AGP são dispostos. Esses pinos encostarão nos contatos da placa, transmitindo corrente elétrica que permite o seu funcionamento.

Figura 26
Slot AGP e detalhe dos seus pinos.hard-01 

 

Prestemos atenção nos pontos de contato entre os pinos do slot e os pinos da placa AGP. O detalhe é mostrado na parte esquerda da figura 27. Todos os metais são atacados pela umidade, poeira e suas várias substâncias químicas, e o oxigênio que tende a causar oxidação. Por isso todos os conectores de boa qualidade são revestidos por uma finíssima camada de ouro, já que é um metal que dificilmente oxida. Ainda assim, mesmo com o tratamento de outro, a oxidação pode ocorrer depois de alguns meses ou anos.

Figura 27
Contatos dos pinos de uma placa AGP no seu slot, antes e depois da oxidação.hard-02

Note na figura 27 que o símbolo com seta dupla indica a passagem de corrente elétrica. Depois de alguns meses forma-se uma película de óxido, tanto na placa quanto nos pinos do conector. O metal deixa de apresentar aspecto brilhante, e passa a ficar fosco. O efeito é mostrado na parte direita da figura 27. Ainda assim, tanto a placa quanto os pinos do slot ainda encontram-se “limpos”, sem oxidação, nos pontos exatos de contato. A corrente elétrica continua passando normalmente e a placa continua funcionando.

Figura 28
Uma pequena mudança na posição da placa é suficiente para causar o mau contato.hard-03 

 

Se movermos a placa uma fração de milímetro da sua posição original, as partes “limpas” da placa e dos pinos do slot ficarão desencontrados. As partes limpas dos pinos do slot tocarão em partes já oxidadas dos contatos da placa, e a corrente não poderá mais passar. A placa deixa então de funcionar. O simples fato de mover um computador, ou trocar uma placa de slot, ou apenas apertar um pouco uma placa ou conector, é suficiente para o mau contato se manifestar. Mesmo quando não mexemos na placa, o mau contato vai de qualquer forma se manifestar dentro de mais algum tempo. A oxidação vai aos poucos conseguindo penetrar na junção entre os pinos que se tocam, até que a corrente não consegue mais passar (figura 29).

Figura 29
O mau contato vai acabar ocorrendo depois de mais algumas semanas ou meses.hard-04

Em manutenção corretiva, ou seja, quando o computador já está apresentando mau contato, devemos fazer o seguinte:

1) Remover toda a poeira das peças envolvidas no mau contato
2) Limpar a oxidação

Na sessão seguinte veremos como limpar a oxidação, mas primeiro precisamos eliminar toda a poeira. Se você tiver tempo, faça uma limpeza geral de toda a poeira do computador. Em manutenção preventiva, essa limpeza pode ser feita uma vez por ano. Se não tiver tempo, limpe a poeira apenas da região afetada pelo problema. Por exemplo, quando instalamos um novo módulo de memória e esse módulo não funciona, provavelmente existe oxidação no soquete de memória. Devemos limpar a poeira do soquete, para depois remover a sua oxidação.

Figura 30
Pincel e Perfex.hard-05

 

É fácil remover a poeira de um computador usando um pincel e um pano Perfex (figura 30). Você pode usar um pincel de cerca de 4 cm de pelos para limpar áreas maiores, e um pincel menor, com pelos com 1,5 cm de largura para limpar cantos.

Figura 31
Usando um pincel para remover a poeira de uma placa mãe. hard-06

Use o pincel para espanar a poeira dos soquetes de memórias, dos slots, do soquete do processador, dos conectores das interfaces de disco, dos conectores da parte traseira, da face dos componentes e do verso da placa (figura 31). É bom tomar uma pequena precaução com a eletricidade estática. Ao longo do uso do pincel, a cada 5 ou 10 “pinceladas”, toque os pelos do pincel na carcaça metálica do computador, que deve estar ligado na tomada, porém desligado. Mantenha por exemplo o computador ligado na rede elétrica através de um filtro de linha ou estabilizador desligado, será suficiente para dissipar qualquer carga estática que o pincel venha eventualmente a acumular.

Use o pincel à vontade nas demais placas do computador, como placa de vídeo, placa de som, placa de rede, etc. Use-o também nos conectores das unidades de disco e nos cabos flat.

Figura 32
Limpando ventiladores com o pincel.hard-07 

Limpe todos os ventiladores com o pincel. Basta bater várias vezes com os pelos do pincel sobre a hélice do ventilador. Não bata com o cabo do pincel, apenas o pelo deve tocar a hélice, com força suficinete apenas para expulsar a poeira. Melhor ainda é retirar os ventiladores para limpar os dois lados das hélices. No caso do cooler do processador, é bom retirar o ventilador para limpá-lo, e lavar também a base metálica, como mostraremos no capítulo 22.

Figura 33
Limpando o interior do gabinete.hard-08 

Uma boa limpeza do gabinete do micro requer a retirada de todas as placas e unidades de disco. Use então o pincel para espanar toda a poeira, sobretudo a dos cantos, e depois use o Perfex úmido para finalizar (figura 33).

Figura 34
Cabos podem ser limpos com Perfex úmido.hard-09

Use o Perfex úmido (figura 34) para limpar todos os cabos flat e os cabos da fonte de alimentação, que também acumulam poeira.

Limpe também o interior da fonte de alimentação. Para isso, antes de mais nada desligue-a da rede elétrica e retire-a do computador.

Figura 35
Abrindo a fonte de alimentação.hard-010
Figura 36
Limpe toda a poeira do interior da fonte.

hard-011

Para abrir a fonte de alimentação, normalmente é preciso remover quatro pequenos parafusos, como mostra a figura 35. Retire então a sua tampa superior e você terá acesso ao interior. Use o pincel para limpar todo o seu interior. Limpe a poeira depositada sobre os componentes, limpe as duas grandes chapas de alimínio, que são dissipadores de calor. Limpe o ventilador do seu interior (figura 37), que fica bastante cheio de poeira. O ideal é soltar o ventilador para limpar seus dois lados. Para retirar o ventilador da fonte basta retirar os quatro parafusos que o prendem.

Figura 37
Retire o ventilador da fonte para limpá-lo melhor.hard-012
Figura 38
O fusível da fonte de alimentação.hard-013

Já que estamos com a fonte aberta, aproveitamos para mostrar o seu fusível (figura 38). Uma fonte “queimada” pode estar em perfeitas condições, e estar apenas com esse fusível queimado. Use o multímetro (com a fonte desligada!) na escala de resistência mais baixa (200 ohms, por exemplo), e toque as duas pontas de prova nos dois terminais metálicos do fusível. O valor mostrado deve ser próximo de zero (0,1 ohm, por exemplo). Se apresentar um valor maior, ou mesmo infinito (1   .), então o fisível está queimado. Quase sempre conseguimos ver o seu pequeno filete interno rompido nesse caso. Compre um fusível novo, com a mesma corrente do anterior. A corrente está indicada na parte metálica do fusível. Se não tiver indicação, divida a potência da fonte pela tensão se rede elétrica. Por exemplo, 500 watts divididos por 127 volts, resulta em cerca de 4 amperes. Compre então um fusível um pouco mais forte, de 5 amperes. Infelizmente o fusível da fonte não é encaixado, e sim soldado. Você precisará dessoldar o fusível antigo para soldar o fusível novo.

Figura 39
Uma placa vergonhosamente empoeirada…hard-014

 

As figuras 39 e 40 mostram a diferença entre uma típica placa vergonhosamente empoeirada (situação bastante comum) e o aspecto bastante melhorado depois da limpeza. Note que por enquanto falamos apenas da limpeza de poeira. É preciso ainda mostrar a limpeza de contatos.

Figura 40
… com certeza funcionará melhor se for limpa!.hard-015

 

Muitos técnicos preferem fazer limpeza de poeira com spray de jato de ar (figura 41). Esse método é indicado quando não temos tempo para desmontar o computador todo para fazer uma limpeza geral. O jato de ar pode ser aplicado apenas na região afetada pelo mau contato, ou então por todo o interior do computador. A poeira será espalhada, da mesma forma como seria com o uso do pincel. Apesar de alguns resíduos de poeira ainda permanecerem no computador, ganhamos tempo porque não é preciso desmontar e montar o computador novamente.

Figura 41
Ar “enlatado”.hard-016

 

Você pode usar o spray de jato de ar, ou mesmo o pincel, para limpar também o interior de impressoras, unidades de CD/DVD e outros aparelhos eletrônicos.