Windows Vista: instalação e configuração

Autor: Laércio Vasconcelos
Data: 2/3/2008

Recomende este artigo a um amigo.
Basta clicar no ícone abaixo. Será aberta uma janela do seu programa de correio eletrônico. Você só precisa preencher o endereço e o nome do destinatário.

    

clique na capa
    Extraído do livro
CONSERTANDO MICROS

Sinopse
Programas de instalação de sistema operacionais normalmente são fáceis de usar, contam com a "tecnologia NNF" (Next, Next, Finish) - teoricamente qualquer usuário instala. O artigo mostra a instalação do Windows Vista e passos importantes de sua configuração, cujos comandos são muito parecidos com os do Windows XP. 

 

  
Copyright (C)
Laércio Vasconcelos Computação

Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem o consentimento do autor. Apenas usuários individuais estão autorizados a fazer download ou listar as páginas e figuras para estudo e uso próprio e individual, sem fins comerciais.

Instalação do Windows Vista

Instalar o Windows Vista não é mais difícil que instalar versões anteriores, como XP, 2000 e 2003. Aplicam-se os mesmos conceitos sobre partições válidas para versões anteriores. O Windows Vista não usa um CD de instalação, e sim, um DVD de instalação. Executamos o boot com este DVD e entrará em ação o programa de instalação do sistema. Pequenas diferenças podem existir dependendo da distribuição. Por exemplo, alguns DVDs de instalação têm versões de 32 e de 64 bits, podendo conter as versões Starter, Home Basic, Home Premium, Ultimate, etc. Em outros casos, o DVD possui uma única versão. No exemplo da figura 31, vemos que é apresentado um menu para seleção da versão a ser instalada.


Figura 31 - Escolhendo a versão do Windows Vista a ser instalada.

Depois de apresentado o contrato de licença, o programa de instalação pergunta (figura 32) o tipo de instalação a ser feito. Podemos fazer uma instalação “por cima” de outra já existente. Essa opção permite por exemplo uma migração do Windows XP para o Windows Vista, mantendo os programas e configurações presentes. Uma instalação sobre o próprio Windows Vista pode ser feita para solucionar problemas, por exemplo, substituir arquivos corrompidos. Finalmente podemos instalar o Windows Vista em uma segunda partição do disco, mantendo o sistema antigo (dual boot).


Figura 32 - Indicando como o Windows Vista vai ser instalado.

Para fazer a instalação em um disco rígido vazio, escolhemos a opção Personalizada. Será apresentado o quadro da figura 33. Vemos que o disco é indicado como “Espaço não alocado”. Precisamos criar pelo menos uma partição no disco para a instalação do sistema. Para isso clicamos em Opções de unidade (avançadas). Será apresentado um menu para criar, deletar e formatar partições. O processo é bastante parecido com o do Windows XP. Note que temos ainda a opção “Carregar Driver”. Serve para fornecer drivers para controladores de disco não suportados pelo Windows Vista. É um processo similar a teclar F6 na instalação do Windows XP para fornecer um disquete de controladora SATA, RAID ou SCSI, como já foi explicado nesse capítulo.


Figura 33 - Para criar partições no disco rígido.

O processo de instalação continuará em modo automático por vários minutos. O computador será reiniciado duas vezes. Nas etapas finais da instalação será apresentado um quadro para selecionamento do idioma (figura 34).


Figura 34 - Selecionando o idioma para o Windows Vista.

A seguir será feita a criação de uma conta de usuário. Será perguntado o nome, uma senha opcional, e uma imagem (figura 35).


Figura 35 - Indicando o nome do usuário e sua imagem.

Será perguntado o nome do computador e o papel de parede a ser usado (figura 36). É claro que essas opções podem ser alteradas posteriormente, assim como em outras versões do Windows.


Figura 36 - Nome do computador e papel de parede.

O programa de instalação pode fazer atualizações de segurança via Internet (figura 37). Use a opção “Usar configurações recomendadas” para que essas atualizações sejam instaladas. Se não quiser que as atualizações sejam instaladas agora, marque a opção “Perguntar depois”.

 
Figura 37 - Para baixar e instalar atualizações de segurança.

Será perguntada a data, a hora e o fuso horário. Caso seja detectada uma rede (a interface de rede precisa ser “reconhecida” e seus drivers instalados pelo Windows Vista), será perguntado (figura 38) o tipo de rede onde o computador está sendo instalado. As duas primeiras opções são para redes do tipo ponto-a-ponto (por exemplo, domésticas) e cliente-servidor (rede corporativa). A terceira opção é indicada para instalação em redes públicas, onde existem inúmeros computadores de desconhecidos, como por exemplo, em uma lan-house.


Figura 38 - Indicando o tipo de rede.

Está quase terminada a instalação. Antes de liberar o computador para uso normal, o Windows Vista fará uma checagem de desempenho no computador, que poderá demorar alguns minutos. Finalmente a instalação termina, sendo apresentada a janela do Centro de Boas-Vindas (figura 39).


Figura 39 - Centro de Boas-Vindas.

Terminada a instalação do Windows Vista, devemos passar à etapa de configuração (capítulo 6), operação que não é muito diferente da executada em outras versões do Windows.

Algumas configurações no Windows Vista

Muitos comandos do Windows Vista são idênticos aos do Windows XP. Outros são parecidos e estão em locais diferentes. Vamos mostrar aqui alguns comandos importantes já mostrados nesse capítulo para Windows XP, porém nos seus equivalentes no Windows Vista.

Para quem não saber usar o Windows Vista mas sabe usar o Windows XP, vai aqui uma dica. Para executar um comando de configuração no Windows Vista, tente usar o comando correspondente do Windows XP. Isso quase sempre funciona, apesar de muitas vezes os quadros obtidos serem visualmente diferentes.

Área de trabalho

Clique com o botão direito em qualquer parte da área de trabalho do Windows Vista e escolha no menu apresentado a opção Propriedades. Será apresentado o quadro mostrado na figura 39, que dá acesso a várias configurações. Esse comando é o correspondente no Windows Vista das “Propriedades de vídeo” encontradas nas versões anteriores do Windows.


Figura 39 - Para personalizar a área de trabalho.

Os comandos “Cor e aparência”, “plano de fundo”, “Proteção de tela” e
“Tema” não apresentarão dificuldades. Note no canto esquerdo da janela da figura 39, o comando “Alterar ícones da área de trabalho”. Esse comando exibe o quadro da figura 40, e com ele podemos escolher quais ícones serão exibidos na área de trabalho. No nosso exemplo marcamos para exibição todos os ícones, mas você pode escolher somente os que seja de seu interesse. O ícone Computador é importante nesse momento porque dá acesso a diversas configurações, bem como ao Painel de Controle. 


Figura 40 - Definindo os ícones da área de trabalho.

Para evitar que as figuras seguintes desse capítulo não fiquem visualmente carregadas com os bonitos papéis de parede do Windows Vista, optamos por desativá-los. Para isso usamos na figura 39 a opção “Plano de fundo da Área de Trabalho” e escolhemos “Cores sólidas”.

Gerenciador de dispositivos

Clique em Computador com o botão direito do mouse e no menu apresentado escolha a opção Propriedades. Será apresentado o quadro de propriedades mostrado na figura 41. O mesmo quadro pode ser obtido com o comando Sistema, no Painel de Controle.


Figura 41 - Quadro de propriedades do sistema.

Na parte esquerda do quadro mostrado na figura 41, clicamos em Gerenciador de Dispositivos. O Windows Vista apresentará um pequeno quadro para confirmação (figura 42). É uma segurança adicional apresentada em todos os comandos que alteram a configuração do sistema. Clique em Continuar.


Figura 42 - Clique em Continuar.

Finalmente você verá o “bom e velho” Gerenciador de dispositivos (figura 43). No nosso exemplo vemos que existe um dispositivo com problema, o “Controlador de áudio de multimídia”, indicado por um ponto de exclamação amarelo. Aplicando um clique duplo sobre o dispositivo com problema, é apresentado o quadro da figura 44. Vemos que existe a indicação “Os drivers para este dispositivo não estão instalados”. Clicamos então em “Reinstalar driver”. Será executado um assistente para atualização de driver, muito parecido com o do Windows 2000/XP.


Figura 43 - Gerenciador de dispositivos.


Figura 44 - Dispositivo de áudio sem driver instalado.

Chegando ao Gerenciador de dispositivos podemos fazer a instalação de drivers de todos os dispositivos de hardware, pelo método manual. Na maioria dos casos isso não é necessário, basta usar o CD de instalação que acompanha cada dispositivo de hardware. É preciso usar drivers apropriados para o Windows Vista, e note que para muitos deles, existem versões diferentes de drivers para o Windows Vista de 32 bits e para o de 64 bits. Se o seu dispositivo de hardware não tem drivers específico para o Windows Vista, você deve obtê-lo no site do seu fabricante. Programas como o HWiNFO32 e o Everest já citados nesse capítulo ajudam muito nessa tarefa.

Infelizmente nem todos os fabricantes produziram drivers para Windows Vista. Quanto mais antigo é um dispositivo, menor é a probabilidade do seu fabricante ter produzido novos drivers. Se um produto já saiu de linha, a chance de não existirem drivers para Windows Vista é ainda maior. Por isso, instalar e configurar o Windows Vista em um micro que não seja novinho em folha pode ser uma tarefa bem árdua.

Formatando o drive D

Recomendamos a divisão do disco rígido em duas unidades, durante a instalação do Windows. Na instalação do Windows XP, apenas o drive C é formatado. Na instalação do Windows Vista, podemos dividir o disco rígido e formatar cada unidade. Se não tivermos feito a formatação das unidades adicionais, será preciso fazê-lo agora. No exemplo da figura 45, o disco rígido foi dividido em duas unidades (C: e D:) Aplicando um clique duplo sobre a unidade D:, será apresentada uma mensagem solicitando a formatação. Também podemos fazer a formatação clicando no ícone da unidade com o botão direito e no menu apresentado escolhendo a opção Formatar. O quadro de formatação que será apresentado é idêntico ao do Windows XP.

 
Figura 45 - Para formatar o drive D.

Painel de controle

O Painel de controle do Windows Vista é muito parecido com o do Windows XP, apesar de ter vários comandos adicionais. Na sua parte esquerda podemos escolher entre a exibição por categorias ou no modo clássico. Na figura 46 escolhemos o modo clássico.


Figura 46 - Painel de controle do Windows Vista.

Não vamos descrever os inúmeros comandos do painel de controle, mas os que já foram apresentados nesse capítulo sobre o Windows XP também estão no Windows Vista. Por exemplo, podemos definir a configuração de alto falantes com o comando Som. Usando o comando Personalização e a seguir Configurações de vídeo, teremos acesso a ajustes de resolução e número de cores (figura 47).


Figura 47 - Configurações de vídeo.


Figura 48 - Configurações avançadas de vídeo.

Assim como nas outras versões do Windows, o quadro de configurações de vídeo permite ajustar a resolução e o número de cores. Clicando no botão Configurações Avançadas é apresentado o quadro da figura 48, onde podemos por exemplo definir o monitor e a placa de vídeo, bem como ter acesso a recursos especiais da placa de vídeo, por exemplo o envio de imagem para um segundo monitor ou para uma TV, caso a placa tenha a saída de vídeo adicional.

Se você está configurando o Windows Vista, use todos os comandos de configuração já mostrados nesse capítulo para o Windows XP. Você verá que assim como ocorre com os poucos exemplos citados acima, praticamente todas as configurações são idênticas. Por exemplo, é preciso definir a região do DVD, usar o comando Windows Update, é conveniente fazer testes com o DXDIAG, e assim por diante.

Poderíamos afirmar que o Windows Vista é na verdade o Windows XP com um visual diferente, mas isso não seria correto. O Windows Vista tem inúmeras modificações internas sobre segurança. Mas os comandos de configuração dos dois sistemas são bastante parecidos. Um técnico ou usuário habituado a configurar o Windows XP não encontrará dificuldades em configurar o Windows Vista.

 

/// FIM ///

PÁGINA

PRINCIPAL

Copyright (C)
Laércio Vasconcelos Computação

Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem o consentimento do autor. Apenas usuários individuais estão autorizados a fazer download ou listar as páginas e figuras para estudo e uso próprio e individual, sem fins comerciais.