3) Dicas sobre CD-ROM e multimídia

 
Extraído do livro
500 dicas e macetes para PC volume 1

 

#01 O Auto Play do meu CD-ROM não está funcionando.

#02 Alguns programas só reproduzem os sons quando são executados pelo Prompt do MS-DOS dentro do Windows 95, mas nunca se reinicializo ou dou boot em modo MS-DOS.

#03 Quando gravo pelo microfone, o som fica péssimo.

#04 Meu drive de CD-ROM é 20X, ou seja, lê 3000 kB/s. Fiz uma leitura de um arquivo de 30 MB, que deveria levar 10 segundos, mas demorou 18!!!

#05 Minha placa de som é Sound Blaster AWE64. Quero configurar um jogo mas no seu menu de opções de placa de som, esta placa não consta.

#06 Existe incompatibilidade entre drives de CD-ROM muito rápidos e certos CDs?

#07 Os sons das caixas de som estão com muita distorção.

#08 Vários jogos não estão reproduzindo sons MIDI, apenas os sons WAV funcionam.

#09 Como capturar músicas digitalizadas de CDs?

#10 Posso ouvir CDs de áudio no meu drive de CD-ROM sem ter placa de som?

#11 Como medir a velocidade do meu drive de CD-ROM?

#12 Quais são as diferenças entre as mídias dourada, verde e azul em CD-R?

#13 Meu drive de CD-ROM está funcionando em "modo de compatibilidade".

Volta ao topo da página

 

Dica # 01

O Auto Play do meu CD-ROM não está funcionando.

Não confunda Auto Play com Auto Run. O Auto Play é um recurso através do qual um CD de áudio é reproduzido automaticamente assim que é colocado no drive de CD-ROM. O Auto Run é uma execução automática de programas de um CD-ROM, assim que é colocado no drive. Portanto, o Auto Play aplica-se a CD-Audio, e o Auto Run aplica-se a CD-ROM. Para que o Auto Play funcione, é preciso que você instale o programa CD Player. Este programa não é encontrado na versão do Windows 95 que é comercializada em disquetes. Você poderá obtê-lo através do site da Microsoft na Internet:

http://www.microsoft.com

Quando o CD Player está instalado, é automaticamente executado sempre que for inserido um CD de áudio no drive. O CD começará imediatamente a tocar.

Volta ao topo da página

 

Dica # 02

Alguns programas só reproduzem os sons quando são executados pelo Prompt do MS-DOS dentro do Windows 95, mas nunca se reinicializo ou dou boot em modo MS-DOS.

Isto ocorre com placas de som Plug and Play, ou seja, todas as produzidas a partir do final de 1995. Ao contrário das placas que não são Plug and Play, estas precisam de comandos especiais para sua ativação a cada vez que o boot é realizado. Após o processamento dos arquivos CONFIG.SYS e AUTOEXEC.BAT, esses comandos de ativação não foram ainda executados, e por isso a placa de som não estará ativa (e não reproduzirá sons) no modo MS-DOS obtido por um boot com a opção Somente Prompt. O mesmo ocorre quando usamos o comando Desligar/Reiniciar em modo MS-DOS. Apenas quando o Windows 95 propriamente dito é carregado, comandos adequados são enviados à placa de som, que é inicializada e passa a operar normalmente. Quando usamos um programa para MS-DOS que reproduza sons (ex: jogos) a partir do comando Prompt do MS-DOS dentro do Windows 95, a placa de som estará ativa, e por isto funcionará normalmente.

Para que a placa de som funcione também no modo MS-DOS, é preciso que os comandos de ativação sejam executados, da mesma forma como ocorre no Windows 95. Isto pode ser feito através do programa CTCM.EXE (Creative Configuration Manager). Quando fazemos a instalação da placa de som, este pequeno programa é copiado automaticamente para o diretório C:\WINDOWS. Ao entrarmos no modo MS-DOS, seja qual for o caminho (por boot com opção Somente Prompt ou com o comando Desligar/Reiniciar em modo MS-DOS), devemos executar o CTCM para que a placa de som passe a funcionar. Se não quiser ter este trabalho, execute este programa a partir do arquivo DOSSTART.BAT, localizado no diretório C:\WINDOWS. Se este arquivo não existe, crie-o usando um editor de textos simples. O DOSSTART.BAT funciona como uma espécie de AUTOEXEC.BAT para o modo MS-DOS obtido com o comando Desligar/ Reiniciar em modo MS-DOS.

Volta ao topo da página

 

Dica # 03

Quando gravo pelo microfone, o som fica péssimo.

A gravação em 8 bits e 8 kHz (o mesmo ocorre com 11 kHz) não fica com som nítido, lembrando um pouco a voz em uma conversação telefônica ou o som de uma rádio AM. Experimente fazer o seu programa gravador operar com 22 kHz, 16 bits e mono. Cada segundo de som corresponderá a 43 kB (com 8 bits a 8 kHz, cada segundo consome apenas 8 kB, mas a qualidade é ruim), mas a qualidade será muito boa. A menos que você esteja gravando sons de instrumentos musicais muito agudos, não será necessário usar a máxima taxa de amostragem suportada pela placa de som, que é 44 kHz.

A regulagem das características sonoras pode ser feita de várias formas. Se você estiver usando o programa SoundOLE, que acompanha as placas Sound Blaster, poderá usar o comando Options/Recording Settings. Se estiver usando o Gravador de som do Windows 95, use o Painel de Controle para fazer a regulagem. Selecione então o item Multimídia e a guia Áudio. No item Qualidade Preferencial clique sobre o botão Personalizar. Você terá acesso a um quadro no qual pode escolher uma entre diversas combinações de número de bits, estereofonia e taxa de amostragem.

A desvantagem em aumentar a taxa de amostragem e o número de bits, bem como ativar a estereofonia, é o grande tamanho resultante nos arquivos com som digitalizado. É preciso encontrar um meio termo entre qualidade e tamanho.

Volta ao topo da página

 

Dica # 04

Meu drive de CD-ROM é 20X, ou seja, lê 3000 kB/s. Fiz uma leitura de um arquivo de 30 MB, que deveria levar 10 segundos, mas demorou 18!!!

Os drives de CD-ROM 16X e superiores usam o método CAV (velocidade angular constante). Sua principal característica é que apresentam uma taxa de transferência máxima quando é feita a leitura de trilhas mais externas, e mínima quando são lidas as trilhas internas. Um drive de CD-ROM 20X, por exemplo, pode operar com 3000 kB/s ao ler as trilhas externas, e em torno de 1800 kB/s (típico de 12X) ao ler as trilhas internas. Portanto, a taxa de transferência irá depender da posição do arquivo dentro do disco. Além dos modelos 16X e superiores, alguns modelos 12X também usam o método CAV.

Volta ao topo da página

 

Dica # 05

Minha placa de som é Sound Blaster AWE64. Quero configurar um jogo mas no seu menu de opções de placa de som, esta placa não consta.

Muitos jogos apresentam apenas a opção genérica Sound Blaster 16. Com esta opção, também funcionarão as placas Sound Blaster 32/AWE32 e Sound Blaster AWE64. Você encontrará outros jogos que apresentam explicitamente a opção Sound Blaster 32/AWE32. Se sua placa for uma dessas, ou mesmo uma AWE64, utilize esta opção, e você irá obter uma excepcional qualidade nos sons MIDI. A trilha sonora MIDI passará a utilizar o sintetizador Wave Table, e os sons serão amostras de instrumentos musicais verdadeiros.

Volta ao topo da página

 

Dica # 06

Existe incompatibilidade entre drives de CD-ROM muito rápidos e certos CDs?

Infelizmente sim. Alguns drives de CD-ROM muito rápidos encontram até mesmo dificuldade para ler certos CDs de áudio. Isto pode ocorrer com drives mais velozes que 10X. Se você possui um CD-ROM antigo, do tempo em que os drives muito comuns eram 2X e 4X, poderá ter dificuldades para acessá-lo com drives mais rápidos. Tanto é assim que vários fabricantes de drives de CD-ROM implantaram um sistema de velocidade variável. Ao serem verificados erros de leitura, reduzem automaticamente a velocidade antes de tentar ler novamente. O problema é sério com certos CDs de qualidade inferior. Esta qualidade inferior consiste em serem oticamente imperfeitos, não tanto ao ponto de não poderem ser lidos, mas o suficiente para apresentarem problemas em velocidades mais elevadas. Se você possui um drive de CD-ROM lento e quer trocar por um novo, não se desfaça do antigo, pois um dia ele poderá ser necessário.

Volta ao topo da página

 

Dica # 07

Os sons das caixas de som estão com muita distorção.

Na parte traseira da placa de som, você encontrará duas saídas sonoras: Line Out e Speaker Out. Ligue as caixas de som no Speaker Out. Você terá desta forma um som alto e de boa qualidade, mesmo usando caixas de som sem amplificação. O controle de volume deve ser feito pelo Mixer do Windows 95 (clique sobre o pequeno alto-falante na barra de tarefas), ou então pelo programa Mixer que acompanha a sua placa de som (Ex: Creative Mixer). Ao colocar o volume em até 70% do máximo, não ocorrerá distorção. Acima deste valor, a distorção será perceptível. Se as suas caixas de som possuem amplificação, deixe o volume do Mixer em torno de 50% e regule a seguir o volume diretamente nas caixas de som.

Volta ao topo da página

 

Dica # 08

Vários jogos não estão reproduzindo sons MIDI, apenas os sons WAV funcionam.

No AUTOEXEC.BAT, deve ser usado um comando que especifica se os sons MIDI devem ser reproduzidos pela própria placa de som, ou se devem ser enviados através da UART MIDI, para serem reproduzidos por um sintetizador MIDI externo. Para que os sons sejam reproduzidos pela placa, o comando a ser usado é:

SET MIDI=SYNTH:1 MAP:E

Se for usado o parâmetro SYNTH:2, os sons MIDI não serão gerados pela placa de som, e sim, por um sintetizador MIDI externo, caso esteja instalado.

Volta ao topo da página

 

Dica # 09

Como capturar músicas digitalizadas de CDs?

Você poderá encontrar na Internet, alguns programas capazes de ler músicas das trilhas de CDs de áudio e gravar o som captado em arquivos WAV. Esses arquivos podem ser posteriormente editados. Desta forma é possível por exemplo cortar pequenos trechos de suas músicas prediletas para sonorizar os eventos do Windows. Vá ao site http://www.shareware.com e procure por termos como CD Player, CD capture ou CD grabber. Um dos programas que atende à finalidade é o GOACD11.ZIP. Depois de fazer o download e descompactá-lo, você encontrará, entre outros arquivos, o seu executável, que é o GO_AUDIO.EXE. Trata-se de um utilitário para MS-DOS (procure, pois você poderá encontrar também utilitários para Windows que desempenham a mesma função). Apesar de ser um utilitário para MS-DOS, o GO_AUDIO é bastante versátil. Além de ser usado para capturar músicas, podemos usá-lo como CD Player.

Existe um outro método de gravação, mas não resulta na melhor qualidade de áudio possível. Coloque o CD para tocar e use o mixer (do Windows 95 ou da Creative Labs) para aceitar entrada proveniente de CD Áudio. Você pode nesse caso fazer, se quiser, um "karaokê", bastando habilitar as entradas sonoras do microfone e do CD Áudio, simultaneamente. Com o som do CD sendo reproduzido, utilize um programa de gravação qualquer (SoundOLE ou Gravador de Som do Windows 95). Você terá como resultado, um arquivo de áudio com o conteúdo proveniente do CD. A desvantagem deste método é que o som digital armazenado no CD é convertido para analógico, transferido para a placa de som, e novamente digitalizado. Erros de digitalização ocorrem neste processo, na forma de ruído audível. Já o uso de programas como o GO_AUDIO não provoca erros, pois os dados digitais existentes no CD são transferidos diretamente para um arquivo WAV, de forma 100% fiel.

Volta ao topo da página

 

Dica # 10

Posso ouvir CDs de áudio no meu drive de CD-ROM sem ter placa de som?

Sim, já que todos os drives de CD-ROM possuem na sua parte frontal uma conexão para fones, além de um controle de volume. A forma mais simples de colocar o CD para tocar é pressionando o botão Play, localizado no seu painel frontal. Se o seu drive é um pouco mais antigo, é possível que não possua o botão Play. Neste caso, você pode comandá-lo através do programa Mídia Player do Windows 95. Use Iniciar/Programas/Acessórios/Multimídia/Mídia Player.

No menu Dispositivo do Mídia Player, escolha a opção CD Audio. Feito isto, basta clicar com o mouse sobre o seu botão Play.

Se você não usa o Windows 95, ou se deseja tocar CDs em ambiente MS-DOS, e o seu drive não possui o botão Play, poderá usar um CD Player para DOS. É possível encontrar vários programas de shareware que realizam esta função. Vá ao site http://www.shareware.com e na opção Search, indique a área DOS e digite "CD Player". Será apresentada uma lista com diversos pequenos programas para tocar CDs em ambiente DOS.

Volta ao topo da página

 

Dica # 11

Como medir a velocidade do meu drive de CD-ROM?

Existem na Internet alguns programas de shareware que servem para esta função, mas existe uma forma bastante simples que dispensa ou uso de programas. Selecione um CD-ROM no qual exista um arquivo de no mínimo 30 MB. Digamos que este arquivo tenha como nome, BIGFILE.DAT, e que o drive de CD-ROM seja usado como D. A partir do Prompt do MS-DOS (pode ser feito sob o Windows 95), use o comando:

COPY D:BIGFILE.DAT NUL

O arquivo será lido do CD-ROM, mas não será gravado em lugar algum, já que está sendo especificada uma cópia para o dispositivo NUL (ou seja, não copia para lugar nenhum). Cronometre o tempo gasto nesta leitura, desde o instante em que é teclado ENTER, até o instante em que o Prompt volta a aparecer. Divida o tamanho do arquivo, medido em bytes, pelo tempo gasto na leitura, dado em segundos. Suponha que o arquivo tenha 30.000.000 bytes e que o tempo total gasto seja de 20 segundos. Teremos então uma taxa de transferência igual a:

30.000.000 / 20 = 1.500.000 bytes por segundo

A taxa de transferência foi de aproximadamente 1,5 MB/s, ou 1500 kB/s. Isto caracteriza um drive de 10 velocidades (10X). Lembre-se que 1X representa 150 kB/s. Para saber o "número de velocidades" do seu drive, divida a sua taxa de transferência por 150.000, e você terá aproximadamente, o número de velocidades. No nosso exemplo, tivemos:

1.500.000 / 150.000 = 10

Trata-se portanto de um drive de 10 velocidades.

Você pode ainda fazer esta medida de uma forma mais simples, usando o programa CDTEST. Este programa pode ser obtido na área de programas deste site.

Volta ao topo da página

 

Dica # 12

Quais são as diferenças entre as mídias dourada, verde e azul em CD-R?

O processo de gravação em CD-R foi patenteado pela Mitsui Chemicals, e é baseado em uma substância chamada phthalocyanine. A mídia apresenta o aspecto dourado (gold media). CD-Rs com este tipo de mídia são fabricados pela Kodak e pela Mitsui. Outras empresas desenvolveram outro tipo de mídia, na cor verde (green media), baseada em uma substância chamada cyanine. Esses discos são produzidos pela Sony e TDK, entre outras. A Verbatim patenteou um outro tipo de mídia, na cor azul (blue media), também baseada no cyanine.

A mídia dourada (phtalocyanine) apresenta vantagens sobre as mídias verde e azul (cyanine), mas seu preço é sensivelmente superior. Uma delas é a sua maior vida útil, estimada em cerca de 100 anos, contra cerca de 15 anos obtidos com as outras mídias (a vida útil é estimada por processos de aceleração de envelhecimento, baseados em stress térmico e aplicação de vários tipos de radiação).

A outra vantagem são os melhores resultados obtidos nas gravações em alta velocidade. Podemos encontrar gravadores de CD-R capazes de ler em altas velocidades, tão rápidos quanto os drives de CD-ROM modernos, mas bastante lentos ao fazer as gravações (1X, 2X ou 4X são os tipos mais comuns). Ao gravar em 1X (uma gravação demora cerca de 1 hora), todos os tipos de mídia apresentam resultados semelhantes, com baixas taxas de erro (ou seja, os CDs que você grava podem ser lidos com sucesso em praticamente qualquer drive de CD-ROM), mas a situação poderá ser diferente nas velocidades de gravação superiores. Por exemplo, ao gravar em velocidade 2X (uma gravação completa dura cerca de meia hora), você poderá obter maiores taxas de erro (impossibilidade de leitura em certos drives) nas mídias verde e azul que na mídia dourada. Mais crítica ainda é a gravação em 4X. Na verdade, muitos fabricantes de gravadores de CD-R nesta velocidade recomendam o uso da mídia dourada.

Volta ao topo da página

 

Dica # 13

Meu drive de CD-ROM está funcionando em "modo de compatibilidade".

Isto ocorre porque não está sendo controlado pelos drivers de 32 bits do Windows 95, e sim por drivers de 16 bits, ativados no CONFIG.SYS (em geral, ATAPI_CD.SYS ou SBIDE.SYS) e no AUTOEXEC.BAT (MSCDEX.EXE). Na inicialização do Windows 95, quando é detectada a presença desses drivers, eles são temporariamente suspensos, passando o drive de CD-ROM a ser controlado pelos drivers de 32 bits do Windows 95. Em várias situações entretanto, esta substituição não pode ser feita, e os drivers de 16 bits permanecem ativos. Dizemos então que o drive de CD-ROM está operando em modo de compatibilidade. A desvantagem do modo de compatibilidade é que o seu desempenho é menor que o obtido com os drivers de 32 bits.

Se seu drive de CD-ROM está funcionando bem, e você não tem nenhuma reclamação a fazer sobre o seu desempenho, não existe problema algum em usar o modo de compatibilidade. Por outro lado, se você notar desempenho baixo, por exemplo, durante a exibição de vídeos armazenados em CD-ROM, existe uma boa chance de resolver o problema fazendo com que o drive de CD-ROM deixe de operar em modo de compatibilidade. Atualmente mais de 90% dos drives de CD-ROM instalados são do tipo IDE. O Windows 95 pode detectar a presença do drive de CD-ROM e ativar automaticamente seus drivers de 32 bits. Nos raros casos em que o Windows 95 não faz esta detecção de forma automática, você pode utilizar o programa de instalação que é fornecido juntamente com o seu drive de CD-ROM.

Primeiramente, coloque um comando REM no início das linhas do CONFIG.SYS e do AUTOEXEC.BAT que instalam os drivers de 16 bits (ATAPI_CD.SYS ou similar, e MSCDEX.EXE). Reinicialize o computador e o drive de CD-ROM será automaticamente detectado pelo Windows 95. Se a detecção não ocorrer, use o comando Adicionar Novo Hardware no Painel de Controle. Deixe que o Windows procure o novo hardware, e o drive de CD-ROM será detectado. Nos raros casos em que esses métodos não funcionarem, utilize os procedimentos de instalação contidos no manual do seu drive de CD-ROM ou do seu kit multimídia.

Volta ao topo da página