Home » Artigos arquivados » 2003 – Impressoras (Perguntas e Respostas)

2003 – Impressoras (Perguntas e Respostas)

1) Uso da porta paralela
Gostaria de saber se vc tem algo que fale sobre aplicações para porta paralela e integração de rotinas assembly em linguagem de alto nivel.
Resposta:
Esta é a especialidade dos livros de dois amigos meus, engenheiros Ricardo Zelenovsky e Alexandre Mendonça (www.mzeditora.com.br). Você encontrará muitas informações úteis também em www.lpt.org (informações técnicas em geral sobre portas paralelas). Como você está interessado em circuitos e hardware em geral, recomendo ainda o site do Steve Ciarcia, com o qual aprendi muito sobre eletrônica e hardware durante meu curso de engenharia: www.circuitcellar.com.

2) Duas impressoras
Da para conectar duas impressoras no mesmo pc pois eu utilizo uma matricial e uma jato de tinta e tenho que ficar trocando o cabo toda hora ?
Resposta:
A solução mais cômoda é instalar uma segunda porta paralela (LPT2). Você pode adquirir na NAXOS (www.naxos.com.br) uma placa PCI com duas portas paralelas (é o mínimo que eles fabricam) e ficar com três portas ao todo. Nunca mais precisará trocar cabos, nem se preocupar com conflitos.

3) Impressora não funciona no Windows XP
Tenho um Pentium III – 800 MHZ, com 384 RAM, sendo 128 PC100 e 256 PC133, placa-mãe asus CUV4X-C off-board, 2 HDs Maxtor 40 GB, Quantum Fireball 20 GB, CD-ROM Creative 52X e CDRW LG 32x10x40, placa de vídeo voodoo 4 4500, placa de som PCI 128 CREATIVE, FAX MODEM AMBIENTE 56 kbps. Meu problema começou quando instalei o Windows XP Home Edition, pois tinha o WIN98 e não havia incompatibilidades, entretanto agora com o XP não consigo ligar meu scanner Genius Color Page Vivid III com a impressora HP 680 C. Ou funciona um, ou funciona o outro, ou seja, tenho que desconectar um equipamento para que o outro funcione bem. Já baixei o drive atualizado do Scanner para o XP mas nada resolveu. Se entro no setup e escolho somente a condição de porta EPP o sistema entra em looping e não carrega, só aceita ECP ou ECP + EPP. Tem também uma opção ECP DMA no setup com três alternativas: 1 – 3 – Disable. O que posso fazer. Por favor me ajude, pois, uma porta serial nova é cara, assim como um cabo que converte saída paralela em USB também é cara. Tanto na minha impressora quanto no meu Scanner a conexão não é USB e sim saída paralela.
Resposta:
Este problema é realmente triste. Muitos dispositivos de hardware não podem ser usados no Windows XP porque seus fabricantes não fizeram os drivers apropriados. Para certos modelos, os drivers existem, mas os fabricantes podem não estar interessados em corrigir bugs (a menos que o produto ainda esteja sendo comercializado). Você pode tentar resolver o problema instalando os drivers atualizados para a sua placa de CPU, obtidos no site do seu fabricante (www.asus.com). Se mesmo assim você não conseguir resolver o problema, a solução mais barata é instalar uma caixa comutadora manual, de 1 micro para 2 impressoras, na qual deverão ser ligados o scanner e a impressora. Use a chave para selecionar o dispositivo que você pretende usar. A solução mais cômoda seria instalar uma porta paralela adicional. Placas com portas seriais e paralelas adicionais podem ser encontradas em www.naxos.com.br. Mas no seu caso específico, já que o uso do scanner é normalmente mais esporádico que o da impressora, poderá não ser grande incômodo virar a chave para selecionar o periférico que você deseja utilizar.

4) Cartuchos recarregados
É verdade que o uso de cartuchos recarregados pode estragar a impressora? Por que os preços dos cartuchos originais são tão altos, quase 1/3 do preço da impressora?
Resposta:
É realmente irritante. As impressoras modernas são relativamente baratos e os cartuchos são caríssimos. Um conjunto de cartuchos chega mesmo a custar 1/3 do preço de uma impressora nova. Os cartuchos não originais podem em alguns casos causar entupimento, e oferecem uma qualidade de impressão inferior à obtida com os cartuchos originais. Como os preços dos originais são muito elevados, considero bastante aceitável usar os cartuchos reciclados ou “retintados”. Com a economia obtida com o uso desses cartuchos, é possível comprar uma impressora nova caso a sua estrague devido ao uso desses cartuchos. Além disso os estragos não são tão comuns, apenas a qualidade da impressão é um pouco prejudicada. No passado em condenava cartuchos não originais, mas com os preços das impressoras modernas, mais baixos, e os preços dos cartuchos originais, mais altos, não chego mais a condenar os cartuchos alternativos.

5) Impressão pela metade
Estamos com problemas referente à comunicação da impressora, gostaria de ressaltar que o nosso computador é um Pentium 4 com 256 MB RAM, (On-board), Sistema Operacional Windows 98 SE. Anteriormente, a impressora (HP Deskjet 820 Cxi) estava instalada normalmente e funcionando em perfeitas condições, mas de alguns dias depois, começou o caos, quando colocávamos algum documento para imprimir, a mesma imprimia somente até a metade da folha e em alguns casos o texto saía totalmente desconfigurado. Gostaria de lembrar que troqueio os cabos e reinstalei a impressora, mas, novamente aparecia o erro de comunicação. Este mesmo procedimento foi realizado em outro computador de mesma configuração e o resultado foi perfeito, a impressora funcionou normalmente. Por favor, gostaria de obter as possíveis possibilidades de correções e desde já agradeço.
Resposta:
Este problema pode ocorrer devido ao uso de cabo paralelo indevido. Não consegui confirmar no site da HP se este modelo é realmente paralelo, mas lembro que quando foi lançado eram raras as impressoras USB. O cabo paralelo para ser usado nas impressoras produzidas nos últimos anos deve ser do tipo IEEE-1284, que suporta operar nos modos ECP e EPP. No Brasil esses cabos são raros, por desconhecimento técnico dos revendedores de cabos e suprimentos. Vendem o cabo paralelo comum, ou um conhecido como “bitronics”, que é na verdade idêntico ao comum. Ambos foram criados para operar com taxas de 150 kB/s, típicas das impressoras dos anos 80. Quando a impressora vem com o cabo, este é IEEE-1284. Quando não vem, o usuário acaba tendo que comprar um cabo comum, que pode funcionar ou não com altas velocidades. Quando não funciona (depende da impressora e do computador), ocorre perda de caracteres, impressão pela metade e impressão de dados aleatórios. Uma solução para o problema é reduzir a velocidade de impressão, alterando o tipo de porta paralela no CMOS Setup para SPP ou Compatible. Também é preciso alterar o tipo de porta paralela no Gerenciador de dispositivos para “Porta de impressora padrão”. A transmissão de dados será feita em baixa velocidade, e o cabo comum funcionará. Outra configuração que você pode tentar, que pode funcionar mesmo com o cabo antigo e em alta velocidade (depende de sorte, já que este não é o cabo adequado) é abrir a pasta de impressoras, clicar no ícone da impressora e escolher a opção Propriedades. Clique em detalhes e em Configuração da porta. Marque a opção “Verificar o status da porta antes de imprimir”. Aumente os valores da “Configuração de tempo limite”, para que o computador espere mais antes de apresentar erro de impressão.

6) Dano na impressora
Laércio eu tenho uma impressora hp deskjet 692c, que não está funcionando mais, devido a queima da fonte alimentadora, eu gostaria de saber se a impressora sofreu algum dano com o problema. Por favor me de uma sugestão.
Resposta:
Quando uma fonte de alimentação queima, o restante do aparelho pode queimar ou não. Isso vale para computadores, impressoras, televisores e qualquer outro tipo de eletro-eletrônico. Se ao queimar a fonte produziu uma sobretensão, pode ter danificado os circuitos do aparelho. Se simplesmente sofreu um curto-circuito interno, a sua tensão fornecida chegou ao valor zero, não danificando os demais componentes. Não tem como saber qual foi o caso com sua impressora. É possível que você gaste com o conserto ou a troca da fonte da impressora e a mesma funcione perfeitamente. É possível também que outros circuitos da impressora estejam danificados, nesse caso não valeria a pena fazer o conserto. Uma assistência técnica autorizada poderá fazer uma avaliação mais precisa.