Home » Artigos arquivados » 2002 – Upgrades (Perguntas e Respostas)

2002 – Upgrades (Perguntas e Respostas)

1) Problemas no ZIP Drive
Tenho um Athlon K7 900, placa mãe soyo K7VTA-B, Hd de 20 giga, placa de vídeo SIS 32, CD-Rom de 56X MAX. Instalei um zipdrive NEC que veio com um driver da iomega. Tudo funciona perfeitamente bem, exceto pelo fato de que quando mando gravar um arquivo no zip (por exemplo um arquivo do word de 500 K de tamanho), ele leva meia hora para gravar tudo. O meu computador fica travado agurdando ele terminar a gravação. Pode-se verificar no momento da gravação no zip ele não faz um acesso contínuo, pois a luzinha do zipdrive acende, apaga, acende, e assim por diante, sendo que estes intervalos são de cerca de cinco segundos. Já fiz atualização do driver da iomega e não funcionou, continua a mesma coisa. Será que pode ser um problema na placa mãe? Existe uma orientação na página www.soyousa.com no suporte técnico sobre mal funcionamento do zipdrive, e eles sugerem que se faça um upgrade da BIOS. Será esta a solução?
Resposta:
Tive um problema exatamente igual a este em uma placa Asus A7V133, que usa o mesmo chipset que a Soyo K7VTA-B. Aliás, a K7VTA-B é a placa que uso atualmente no meu computador principal. Foi solucionado com a instalação dos novos drivers do chiset (versão 4.37), obtidos em www.via.com.tw. Antes de usar esses drivers, o ZIP Drive funcionava corretamente apenas nas operações de leitura. As gravações eram erráticas e travavam o micro. Continua sendo válida a regra geral, que recomendo a todos os leitores: em caso de problemas, atualize todos os drivers, mas não esqueça dos drivers do chipset da placa de CPU.
2002_08
ZIP Drive interno IDE

2) Trackball
Tenho procurado em várias lojas de informática por um “mouse” que é bem parecido com os mouses encontrados nos “notebook”. São aqueles mouses que movem o cursor da tela, bastando correr o dedo levemente sobre uma superfície lisa. Sou portador de tetraplegia e sem ele não consigo clicar e arrastar. Tenho um desses, o qual, já tive que leva-lo para o conserto duas vezes, desembolsando uma quantia superior ao preço de um novo, às vezes, apenas por um defeito no fio. Além isso, ele não funciona com o Windows XP. Aonde poderíamos encontrar equipamentos como esse, para portadores de deficiêcia? Ou então, como faze-lo funcionar no Windows XP, já que ele nem é reconhecido como instalado, na inicialização. (No Windows 98 SE ele funciona muito bem!)
Resposta:
Antes de mais nada parabéns pelo seu esforço para vencer suas dificuldades e conseguir usar o computador. Infelizmente as lojas de informática oferecem apenas uma pequena parcela dos produtos disponíveis no mercado. Trabalham apenas com os produtos mais vendidos. O trackball é um tipo de dispositivo como os que você se refere. São parecidos com um mouse, mas a “bolinha” fica voltada para cima. Usamos um dedo para mover a esfera (polegar ou indicador, dependendo do modelo) e outros dedos para clicar. A mão fica parada, apenas os dedos se movem. Esses produtos são difíceis de encontrar porque existem poucos modelos disponíveis. Também são caros porque o volume de vendas é pequeno. Os modelos encontrados com mais facilidade no Brasil são os da Microsoft: o Trackbaal Explorer e o TrackBall Optical. Nesses dois modelos o cursor é comandado respectivamente pelo dedo indicador e polegar.
2002_09
Trackballs da Microsoft

3) Upgrade em K6-2
Tenho um amd k6-2 500 mhs….queria colocar um processador mais rápido.. …tenho alguma opção? pois sei qo soquete 7 é pro k6 e outros da série e outros amd tipo duron 800 mhs usam soquete A já coloquei hd de 7200 rpms e aumentei memória ram q era de 64 passei para 128mb. o q devo fazer para aumentar a velocidade?
Resposta:
O K6-2 foi o último processador para o Socket 7. Esta informação foi bem veiculada nas colunas técnicas, durante a época em que o K6-2 ainda era vendido. Ou seja, com ele era possível produzir um computador barato, entretanto com limitadas chances de upgrade. É possível aumentar a memória, instalar um novo disco rígido e algumas poucas placas de expansão, já que a maioria dos PC com K6-2 (com raras exceções) usavam placas de CPU com “tudo onboard” e apenas um ou dois slots livres. Agora a única forma de tornar o seu computador mais rápido é instalando uma nova placa de CPU, juntamente com um novo processador. As opções mais caras são Pentium 4 e Athlon XP. As mais econômicas são Celeron e Duron. Procure uma placa de CPU de boa qualidade e que suporte não só os processadores mais simples, mas também seus “primos” mais velozes. A maioria das placas de CPU modernas que dão suporte ao Athlon XP, operam também com o Duron. Você poderá portanto comprar uma placa de CPU dessas, equipada com o Duron, e terá maiores chances de fazer um upgrade dentro de dois anos. Também está no fim da linha a plataforma Socket 370, usada pelo Pentium III e Celeron. Atualmente os processadores Celeron acima de 1000 MHz são boa opção (na verdade são processadores similares ao Pentium III, com cache L2 de 256 kB, mas barramento externo de 100 MHz). Devem ser usados com uma placa de CPU que os suporte. Os modelos produzidos há um ano atrás não suportam as atuais versões do Pentium III e do Tualatin. Note que um PC com Pentium III ou Celeron hoje terá dentro de dois anos o mesmo problema que tem hoje o seu PC com o K6-2, já que o Socket 370 será descontinuado. Portanto hoje a única opção de baixo custo e com chances de expansão futura é usar uma placa de CPU para Athlon XP, mas equipada com o Duron. Por outro lado, a maioria dessas placas operam com memórias DDR, portanto as suas atuais memórias não serão aproveitadas. Recomendo que você nesse caso venda a sua placa de CPU completa, inclusive com as atuais memórias.

4) Upgrade em Pentium II
Oi! Laércio, meu nome é Fabrício e estou querendo melhorar meu PC. Tenho um PII 450 MHZ ele fica conectado no Slot 1, mas tem um Socket 370 livre. Gostaria de saber se há algum processador melhor de mais ou menos 800 MHZ que se encaixa a minha placa mãe, se tiver, qual é? Quanto Custa? Só lembrando, minha Memória é de 128mb.
Resposta:
As opções de upgrade para a sua placa de CPU são bastante restritas. Normalmente as placas de CPU para Pentium II só aceitam no máximo um Pentium III/600, com barramento externo de 100 MHz. Nos últimos anos, as mudanças feitas no clock externo, no tipo de soquete e na voltagem interna dos processadores têm tornado difíceis os upgrades. De qualquer forma vale a pena consultar o site do fabricante da sua placa mãe e checar no manual, ou na área de suporte técnico, qual é o processador mais veloz suportado. O Pentium III/600 com 100 MHz externos e cache de 512 kB foi o último processador da família Katmai. Depois dele surgiu a família Coppermine, com características elétricas diferentes, e muitas placas para Katmai não suportam a nova versão. É o mesmo problema que ocorre hoje com os novos processadores Pentium III e Celeron Tualatin, que não podem ser usados nas placas de CPU padrão Coppermine.
2002_010
Processador Pentium II

5) Upgrade em um Pentium de 200 MHz
Possuo um Pentium 200mhz, 38mb Ram e 2gb de memória. Rodo com Windows 95. Se trocar para Windows 98 ou Millennium vou ter mais gasto de memória e lentidão na utilização? Meu sistema às vezes fica lento no Word ou Excel. O que devo limpar ou organizar para melhorar o desempenho?
Resposta:
Não use o Windows ME com menos de 64 MB de memória. Já o Windows 98SE pode funcionar melhor com esta memória, mas o ideal é que você faça uma expansão de memória para no mínimo 64 MB. Hoje em dia 64 MB de memória custa menos de 50 reais, e o Windows custa no mínimo 400 reais, portanto é justo que seja feita uma expansão. O problema é que muitas placas com Pentium-200 aceitam apenas memórias SIMM/72, que são difíceis de encontrar, exceto no mercado de peças usadas.
Se você está passando por problemas de lentidão, pode ser causado pela baixa quantidade de memória. Quando um PC tem pouca memória, o Windows utiliza a memória virtual, que é uma área do disco usada para simular memória. Os programas funcionam mas ficam muito lentos. É possível que mesmo mantendo o Windows 95 e somente aumentando a memória, seus problemas de lentidão fiquem resolvidos. Por outro lado, se os problemas são travamentos, recomendo que adote o Windows 98SE, pois tem muito menos bugs que o Windows 95.

6) Upgrades de processador e placa mãe
Estou pensando em fazer um upgrade de um Pentium 200 MMX, 32mb de Ram (memória EDO 72 pinos), placa de vídeo 2mb, fax Motorola 56k e placa de som. Como a grana anda curta, gostaria de uma sugestão. Um K6-2 500mhz, placa-mãe onboard com som, vídeo, fax e 64mb de Ram, um Pentium 500mhz ou um Celeron? Ou um processador Duron? Qual placa usar? Existe placa-mãe onboard de boa qualidade? Dá para rodar programas pesados, navegar na internet e usar jogos? Tenho um Pentium 233mhz numa placa Soyo com nada onboard. Vale a pena trocar o meu processador por um AMD K6-2 500? Vai mudar muita coisa?
Resposta:
Processadores na faixa de 500 MHz já saíram de linha. O caso do K6-2 é ainda mais crítico, pois não serão lançados processadores mais novos para a plataforma Socket 7. O Celeron é muito lento, portanto recomendo que a escolha recaia entre o Pentium III ou o Duron, na faixa de 500 a 1000 MHz. O Duron é mais barato e rivaliza com o Pentium III em termos de desempenho. Existem placas de CPU com “tudo onboard” de boa qualidade, mas elas são raríssimas no Brasil. O objetivo principal das placas de CPU onboard é a redução de preço, e os revendedores preferem os modelos mais baratos, que são conseqüentemente de qualidade inferior. Além disso essas placas não foram criadas para rodar programas pesados, e sim para office applications (processamento de textos, planinhas, acesso à Internet). Para ser honesto, devo alertar que é muito difícil conciliar grana curta com PC de boa qualidade e bom desempenho. Você pode até consegiur um PC barato, mas vai deixar muito a desejar. Basta ver os problemas que os leitores relatam nesta coluna, todas as semanas. A melhor coisa a fazer é esperar um pouco mais, apertar um pouco mais o bolso e comprar um PC de melhor qualidade, sem vídeo onboard.
A troca de um processador Pentium MMX/233 por um K6-2/500 trará um razoável melhoramento no desempenho. Ficará com praticamente o dobro da velocidade de processamento. É preciso entretanto checar no manual da sua placa de CPU se ela suporta o K6-2/500, pois muitas placas operam com barramento de 66 MHz e suportam no máximo processadores de 233 MHz.

7) Upgrade em um Pentium MMX
Faz tempo que tenho um Pentium MMX 166 com 2.5gb de HD, 32mb, modem de 56 kbps e multimídia 52x. Acho que ele é bom, mas gostaria de melhora. O que é mais indicado (com preços melhores) para mudar a placa-mãe, HD e memória? Estou com medo pois tenho colegas com PC´s mais avançados, como o Pentium 3 550mhz, 64mb e 10gb que são mais lentos do que o meu. O que posso fazer: trocar só o HD, o HD e a memória, ou tudo inclusive a placa-mãe?
Resposta:
É triste mas é verdade. Muitos PCs acima de 500 MHz mal configurados apresentam desempenho sofrível, perdendo para modelos antigos de 166 ou 200 MHz. Se você comprar um PC bem configurado, o custo será um pouco salgado. Se optar por um modelo mais barato, tem grande chance de ser tão lento quanto os dos seus colegas. Outro motivo para a lentidão é o sistema operacional e os softwares utilizados. Quando mais novos são os softwares, mais exigentes são em relação ao uso do processador e da memória. Um Pentium-166 usando o Windows 95 ou 98 pode ser mais eficiente que um Pentium IIII/550 usando o Windows ME ou XP e outros softwares novos. Se você está satisfeito com o seu PC, pode melhorá-lo um pouco, fazendo uma expansão de memória, instalando um Pentium MMX/233 e um disco rígido de maior capacidade. Um bom técnico de manutenção terá condições de realizar o serviço, mas será preciso utilizar processador e memórias de segunda mão, já que não são mais fabricados.

8) Upgrade em um Pentium
Meu computador é um Pentium 100mhz. Usando o CPUID.exe foram detectadas as seguintes configurações: “This sistem has a genuine Intel Pentium (R) processor. Processor family: 5; Model: 2; Stepping: 5”. Usando o CTBIOS.exe, foi detectado: “Computer ID: FC; Type: ATX; BIOS Date: 10/10/94; AMI-BIOS Found: Version 04.00 Date: 10/10/94; OEM ID: 8031; URL: ????; Chipset: I430FX. Qual processador de maior capacidade eu poderia colocar nesta placa?
Resposta:
Não é possível responder com as informações que foram fornecidas. A sua placa de CPU possivelmente suporta no máximo um Pentuim-200 não MMX. Para fazer a sua instalação é preciso identificar o jumper que define o multiplicador para programar o clock interno. Para o Pentium-100, a configuração é 1,5×66 MHz. Para o Pentium-200, a configuração é 3×66 MHz. Portanto é preciso alterar o multiplicador de 1,5x para 3x. Esta programação só é possível quando temos em mãos o manual da placa de CPU. Sem este manual, descobrir os jumpers que definem os multiplicadores é um jogo de adivinhação, e pode até mesmo danificar o processador em caso de programação errada. É portanto fundamental que você encontre o manual da sua placa de CPU.

9) Upgrade em um Pentium MMX
Gostaria de fazer um upgrade em meu computador, mas antes gostaria de tirar algumas dúvidas. Existe alguma diferença entre os modelos de processadores Athlon e Duron da AMD? Eles suportam a memória Dimm PC133? Possuo um Pentium 233MMX e não sei o modelo da placa-mãe. Gostaria de aumentar a quantidade de memória RAM (atualmente possuo duas placas EDO de 8mb e duas de 4mb). Pretendo adquirir uma placa de 64 ou 128mb Dimm PC66, mas fui informado que essas não funcionariam em meu PC. Existe esta possibilidade? Existe algum software que poderia me fornecer o nome e o modelo da minha placa-mãe?
Resposta:
A diferença principal entre o Athlon e o Duron é a cache L2. O Athlon tem 256 kB, enquanto o Duron tem apenas 64 kB. Todos os modelos do Duron operam com barramento externo de 200 MHz (100 MHz com Double Data Rate). Já o Athlon é oferecido com barramentos externos de 200 e de 266 MHz. Você pode usá-los em placas de CPU com Socket A e que suporte memórias PC133, existem vários modelos no mercado. Já os modelos de maior desempenho, recomendáveis para o Athlon XP, operam normalmente com memórias DDR. Quanto ao Pentium MMX-233, é possível que a sua placa de CPU tenha soquetes para módulos de memória DIMM/168, do tipo PC66. Não é possível entretanto misturar essas memórias com os módulos EDO que você possui. Será preciso retirar os módulos EDO para instalar um ou mais módulos DIMM PC66. Se você tiver dificuldades em comprar esses módulos, procure os revendedores da Itaucom ou da Kingston (www.kingston.com.br). O software CTBIOS, encontrado na área de programas de www.laercio.com.br, indica o fabricante da placa de CPU. No site www.wimsbios.com existem várias dicas para identificar a marca e o modelo da placa de CPU, de acordo com os códigos que são apresentados na tela durante o boot.

10) Procuro um Plotter
Estou querendo adquirir uma plotter preta para trabalhar com AutoCAD, porém preciso de uma que não dê distorções nas medidas. Por exemplo, se faço um quadrado de 40x60cm ou um círculo de diâmetro de 45cm, ao imprimir eles têm que apresentar as mesmas medidas no papel. Você me indicaria uma? E onde posso adquiri-la com preço melhor?
Resposta:
Muito bons e muito comuns entre os profissionais são os plotters da HP. Você pode obter informações a partir de www.hp.com.br. Você pode ainda procurar em empresas especializadas em equipamentos para CAD, como a AKAD (www.akad.com.br). Quanto à sua preocupação com precisão, ela realmente é importante. Bons plotters devem ser capazes de oferecer boa precisão nas medidas e baixa distorção. Esta é uma preocupação de todos os fabricantes de plotters.

11) Compra ou upgrade do PC
Tenho um Pentium II 400 e estou pensando em trocar para um Pentium 4 de 1.6 ghz. Fiz várias pesquisas de preço e um vendedor me disse que o Athlon XP 1700 é melhor que o Pentium que penso em comprar. Isso é verdade? Quero um micro para jogos e internet. Qual a melhor configuração? Pensei em fazer um upgrade, mas a diferença de preço é pequena. Tenho um monitor Philips 15″ e estou feliz com ele. Vale a pena o upgrade? Compro só a torre?
Resposta:
Tanto o Pentium 4 como o Athlon XP são processadores velozes. A atual geração do Pentium 4 tem cache L2 de 512 kB, tornando-o uma opção vantajosa em relação ao Athlon XP. A geração anterior do Pentium 4, com cache L2 de 256 kB, esta sim perdia em desempenho para um Athlon XP de mesmo clock. Levando em conta o preço e o desempenho, ambos os processadores ficam mais ou menos empatados. O novo Pentium 4 operando a 1,6 GHz tem desempenho parecido com o do Athlon XP 1900+, que também opera a 1,6 GHz. Ambos os processadores têm preços parecidos. Dificilmente notamos uma diferença de desempenho inferior a 10%, o que podemos considerar um “empate técnico” na comparação de processadores. Testei processadores Pentium 4 de 1,6 GHz, Athlon XP 1600+ e Athlon XP 1900+, e todos têm desempenhos parecidos, do ponto de vista do usuário. Apenas com programas medidores de desempenho (benchmarks) podemos notar a diferença. Portanto qualquer dos dois processadores, Intel ou AMD, será uma boa escolha. É importante entretanto escolher uma boa placa de CPU. Sugiro que use memórias DDR e uma boa placa 3D. As placas baseadas nos chips Nvidia Geforce 2 são uma boa opção, e o custo é aceitável para um PC de alto desempenho. Como seu monitor está bem satisfatório, você poderá comprar seu novo PC sem monitor.

12) Upgrade em um computador de 1998
Tenho um computador desde 98 com as seguintes configurações:
placa pentium Asaki TX3 MMX
processador pentium MMx233
modulo de memoria 32 mb DIM
placa de video 1 mb Trindent 9680 PCI
unidade de disco rigido 3.2 GB Quantum
unidade disco flexivel 1.44mb
gabinete torre tampa Up980 fonte 300W
teclado 104 MTEK
monitor de video Troni 15” Ne s/ caixas
mouse pe de pato Troni
estabilizador 1 KVA
fax modem 33.600 c/ voice generica
recentemente instalei um kit multimidia 56max
Como é de uso domestico e utilizo muito internet p/ pesquisas gostaria de saber o que posso fazer p/ melhora-lo (se na sua opiniao for necessario). Quais as configuracoes corretas, quais as melhores, pois nao entendo patavina de computador e estou com medo de mudar algo que nao devo ou ser “passada pra tras” na hora de trocar as peças.
Resposta:
Infelizmente este computador não tem muitas possibilidades de upgrade. Seu gabinete deve ser provavelmente padrão AT, portanto não suporta as placas de CPU novas, que são ATX. A maioria das placas de CPU daquela época suportavam no máximo o Pentium MMX/233, sendo portanto pouco provável que possa operar com processadores mais velozes, como o K6-2. Mesmo que pudesse, todos os processadores compatíveis com o Pentium e o Pentium MMX saíram de linha, e não são mais fabricados há uns dois anos. Entretanto se a aplicação principal é o acesso à Internet, o Pentium MMX pode dar conta do recado. Instale mais memória (procure um revendedor de memórias Kingston ou Itaucom, que ainda oferecem memórias EDO e SDRAM PC66, usadas nas placas desta época). Com 128 MB, o que não custa muito caro, o desempenho vai melhorar bastante. Você também pode instalar um disco rígido de maior capacidade, mas será preciso usar um driver, fornecido em um disquete que acompanha o disco rígido ou disponível no site do seu fabricante, que permite a computadores com BIOS antigos funcionarem com discos de maior capacidade. Finalmente, nem pense em instalar um sistema operacional mais novo, como o Windows ME e o Windows XP. Quanto mais recente é a versão do Windows, mais exigente é em termos de velocidade de processamento. Fique com o Windows 98, pois funcionará bem no seu computador. Se quiser utilizar um sistema mais novo e aplicações mais avançadas, será preciso trocar o computador inteiro, pois não existem opções economicamente viáveis para o seu upgrade.

13) Upgrade em um Pentium-133
Tenho um Pentiun 133, 32 mb de memória e quero melhorá-lo. Não sei qual é a melhor saída, se faço um upgrade, ou troco de máquina.
Resposta:
A melhor saída é trocar de máquina, mas o custo será elevado. Os computadores mais baratos podem dentro de pouco tempo deixar a desejar na execução de softwares mais modernos. Além disso esses PCs mais baratos usam normalmente o processador Intel Celeron (Socket 370), que será logo descontinuado, e não será possível fazer futuros upgrades de processador. Os computadores com melhor configuração são muito caros, principalmente devido à alta do dólar. A opção mais barata é mesmo melhorar a sua máquina, adicionando mais memória, talvez um disco rígido de maior capacidade, se você achar conveniente, e trocar o processador por um Pentium-200, que é provavelmente o modelo mais veloz suportado pela sua placa de CPU. Bons técnicos de manutenção são normalmente capazes de realizar este upgrade, e também sabem como conseguir as peças necessárias. No seu caso, o processador e a memória serão provavelmente de segunda mão, pois não são mais fabricadas há anos. O disco rígido deverá ser atual, pois modelos modernos podem funcionar em PCs antigos. Além disso o disco rígido sofre desgaste mecânico com o tempo, e não é recomendável comprar um disco antigo. Não leve o PC para fazer upgrade em uma loja, a menos que seja uma loja especializada em upgrades. A maioria das lojas vai preferir vender um PC novo ao invés de melhorar o seu.

14) Upgrade para K6-2
Tenho uma placa (5ss-ml) com um processador AMD-K6 II 500Mhz, gostaria de saber se é possivel fazer o upgrade do processador, para esta placa.
Resposta:
Infelizmente isso não é possível. Eu já havia explicado isso várias vezes nesta coluna, mas não custa repetir. Não existem mais placas de CPU novas e processadores mais velozes para a plataforma Socket 7. O último deles foi o K6-2/550. Para fazer um upgrade no seu PC será preciso instalar uma nova placa de CPU. Se o gabinete for do tipo Micro ATX, menos ruim. Você poderá comprar uma placa de CPU neste padrão. Se o gabinete for AT, suas opções de expansão serão bem mais restritas, já que os fabricantes de placas novas não fazem mais modelos AT. Para ter mais opções será preciso usar um novo gabinete, padrão AT. Você pode melhorar um pouco o desempenho da sua atual placa, instalando mais memória e uma placa de vídeo 3D (não compre a SiS 6326, é muito fraca).

15) Placa de CPU para Duron
Oi! Laércio! meu nome é Fabrício tenho um PC pentium II 450 MZH, 128mb de memória, placa mãe on-board. E gostaria de fazer um up-grade no meu PC, estava pensando em um Duron de 1.2 ou 1.3 GHZ, no caso teria que trocar a placa mãe. Gostaria que você me desse algumas dicas de placa mãe on-board com slot DIMM de memória e outra com DDR, que seja boa e se possível barata, juntamente com o preço desse processador e que suporte tanto fonte AT como ATX ou só AT. Gostaria que você especificasse, em cada placa mãe de sua sujestão, o tamanho máximo de memória RAM que posso por na placa VGA através da BIOS. Trabalho com o windows XP e acho meu PC muito lento, com o Duron ele ficará mais rápido? e em relação aos meus vídeos que tenho no PC e os jogos, aumentarão o desempenho? E a internet pode ficar mais rápido?
Resposta:
Se você vai comprar uma placa de CPU para o Duron, existem dois caminhos a seguir. Ou compra uma placa ultra moderna com suporte às mais novas versões do Athlon XP (e paga caro por isso) ou compra um modelo mais simples que suporta apenas o Duron e versões mais simples do Athlon (e paga mais barato por isso). Uma placa barata e de excelente qualidade que gostaria de recomendar é a MS-6390, produzida pela MSI. Placas MSI ainda não são fabricadas no Brasil, mas podemos encontrá-las com facilidade na maioria das lojas que vendem placas em geral. Seu chipset é baseado no chip VIA KM266, com barramento de 200 e 266 MHz (por isso suportará tanto o Duron como o Athlon XP, até 2200+, segundo o fabricante). Tem dois bancos para memórias DDR, chegando ao máximo de 2 GB de RAM. Apesar de ter vídeo onboard, a placa tem um slot AGP para futuras expansões de vídeo, além de 3 slots PCI. Além do som onboard, pode ter circuitos de rede onboard (modelos MS-6390L e MS-6390LT) e saída para TV (modelo MS-6390LT). Eu diria que esta placa é um bom meio termo entre um modelo caro com muitos slots e suporte às versões mais novas do Athlon XP (2200+ e superiores) e os modelos mais simples que não suportam memórias DDR, não têm slot AGP e não operam com o Athlon XP.
Não recomendo que você adota placas inferiores a este patamar. Não vale a pena, por exemplo, usar placas com suporte a memórias SDRAM, pois são mais antigas, a maioria delas já saíram de linha e quanto mais antigas maiores são as chances de incompatibilidades com novos processadores.

2002_20
Placa MSI 6390

16) Upgrade em Compaq
Tenho um Compaq Presario 7476 equipado com K6 2 de 550 mhz e gostaria de fazer um upgrade para Pentium 4, aumentando a memória e acrescentando uma porta Firewire. O objetivo é transformar esse micro numa ilha de edição não linear para eu editar 80 horas de filmagem. Estou pensando em colocar uma placa-mãe Intel DG 850, mais memória Ram Bus 400 mhz com 512 mb, disco rígido Western Digital 100 gb, placa de vídeo G-Force 64 mb. Você concorda? Será que eu mesmo consigo instalar? Tenho também um PC Duron 700 mhz com os seguintes problemas: quando entra na proteção de tela não volta, por isso tenho que finalizar tarefa; se ligado por muito tempo, a tela desaparece; a janela do Iniciar não se mantém aberta, a setinha do mouse fica em cima, mas ela não fecha.
Resposta:
Computadores de grife não gostam muito de upgrades. Muitos deles usam placas de CPU no formato NLX, sendo que os mais antigos seguem o formato LPX. Seus gabinetes são portanto incompatíveis com as placas ATX disponíveis no mercado. Existem entretanto modelos de PCs de grife que seguem rigorosamente o padrão ATX. Se for este o seu caso, a expansão poderá ser feita. Note entretanto que a maioria das peças do seu atual computador possivelmente não poderão ser aproveitadas. Placa mãe, processador e memória terão que ser trocados. Dependendo da placa que você usar, será preciso adicionar também uma placa de som, além da placa de vídeo que você já decidiu comprar. Também trocará o disco rígido, portanto não sobrará muito, além do gabinete. A melhor coisa a fazer em casos como este é vender o computador original e comprar um novo, usando suas especificações. Quanto à placa DG850, não a encontrei no site da Intel, apesar de existirem várias outras com nomes parecidos. Seja qual for a sua escolha, deverá suportar o Pentium 4 com soquete de 478 pinos. As primeiras placas para Pentium 4 usavam o soquete de 423 pinos, e são hoje obsoletas, já que não existe mais o Pentium 4 com este soquete. A memória RDRAM é realmente a mais rápida, melhor que a DDR SDRAM, entretanto pode ficar difícil comprar RDRAM nos próximos anos. O problema da proteção de tela no Duron pode ser resolvido com a instalação da versão mais nova do driver para o chipset da sua placa de CPU.