Home » Artigos arquivados » 2002 – Placas de CPU e processadores (Perguntas e Respostas)

2002 – Placas de CPU e processadores (Perguntas e Respostas)

1) Escolha de Placa de CPU
Gostaria de esclarecer algumas duvidas quanto ao assunto sobre placa-mae e processador. Primeiramente qual dos processadores (Athlon 1.2 e Duron 900) apresentam algum problema de superaquecimento e como pederia resolver. Qual das placas-mãe (ASUS e ASUS TU4XC) apresentam melhor desempenho ? Elas poderiam ser usadas numa configuracão com ATHLON 1.2 e se não qual outra placa voce indicaria ? Agradeco, a sua atencão.
Resposta:
Os processadores Athlon e Duron, ainda utilizando a tecnologia de 0,18 micron, esquentam muito devido ao seu elevado número de transistores. O Athlon por exemplo tem 37 milhões de transistores, e as suas versões mais rápidas dissipam mais de 60 watts. A situação irá melhorar depois que a AMD passar a utilizar a tecnologia de 0,13 micron, muito em breve. Por enquanto é preciso utilizar coolers grandes para dissipar todo o calor do Athlon, e mesmo do Duron. Sugiro que você use coolers próprios para Athlon XP, da Thermaltake ou AVC. O Duron pode usar coolers um pouco menores, já que gera menos calor.
Quanto à placa mãe, você deve procurar um modelo que dê suporte a memórias DDR266 (ou PC2100), sem vídeo onboard. No site da Asus, procure por Motherboards e Socket A, e serão apresentados os diversos modelos, como a A7V266 e a A7A266. Quase mensalmente surgem novos modelos, mas nem sempre os encontramos com facilidade no Brasil. As placas Asus são muito caras. Não são de qualidade tão boa quanto Intel e Supermicro, na minha opinião as melhores placas, porem a Asus pratica preços similares aos desses dois fabricantes. Placas da Soyo e FIC, por exemplo, têm qualidade similar à das placas Asus, porém seus preços são mais acessíveis. Outro problema: evite comprar placas Asus recém lançadas. Já ocorreram casos de bugs nas primeiras versões dessas placas (por exemplo, a A7V, que chegava a queimar o processador Athlon devido a um bug que resultava em erro na tensão do processador). Espere as placas estarem estabilizadas e que o seu revendedor já esteja trabalhando há no mínimo um mês com o modelo de placa que você escolher. O primeiro a usar uma placa sempre corre o risco de ser “cobaia”.

2) Placa Mãe SOYO K7V DRAGON PLUS
Caro Laércio, gostaria de saber se já foi realizado algum teste na placa mãe SOYO K7V DRAGON PLUS. Estou interessado em comprar uma placa mãe com suporte a memória DDR e processador Atholn XP e gostaria de saber sobre a reputação dessa placa, já que aqui em Goiânia só encontro ela e a ASUS A7A266 (que me parece não ser muito boa em função do Chipset ALI). Qual outra placa você me recomendaria? Eu trabalho com edição de músicas e vídeos.
Resposta:
Não fiz testes com esta placa, bem que eu gostaria de fazer. São dezenas de placas que aparecem no mercado todos os meses no mercado brasileiro, e pelo menos as melhores marcas e modelos eu gostaria de testar. Como em geral tenho que comprar tudo o que testo, fica difícil comprar um número muito grande de produtos. Fabricantes, distribuidores e revendedores, pelo menos no Brasil, não gostam muito de enviar produtos para avaliação, com raras exceções; dos fabricantes instalados no Brasil, apenas a FIC me envia placas para testes. De um modo geral, a Soyo é um fabricante de boa reputação, o mesmo podendo ser dito sobre a VIA, fabricante de chipsets. Considero que a ALI não é superior à VIA, apesar de não nunca ter observado problemas em chipsets de ambos os fabricantes, nos produtos que já testei. A SiS, esta sim domina o mercado de placas de baixo custo e já passou por problemas diversos, como funcionamento errático e anomalias intermitentes.
A K7V Dragon+ é uma super placa. Suporta o Athlon XP, até 3 GB de DDR SDRAM de 266 MHz, tem áudio onboard de 6 canais, 6 portas USB, 5 slots PCI, um slot AGP Pro e RAID. Uma boa configuração básica para um PC voltado a aplicações profissionais, com boas possibilidades de instalações em termos de memória, processador e expansões. Esta placa está na lista para minhas próximas compras. A última placa para Athlon XP que testei e tenho em uso em meu laboratório é a Asus A7V266, também uma boa placa.
2002_8
Placa K7VDragon+

3) Pentium III com clock errado
Olá tenho uma placa mãe asaki modelo 147 , com dois islote, no islote 1 ele suporta até um Pentiun III de 600Mhz, ela trabalhava com um prcessador celerom 266Mhz e meu pc as vezes a reconhecia como 233Mhz, agora coloquei um processador Pentiun III de 450Mhz, e meu pc diz que e´ um Pentiun III de 300Mhz, queria saber como faço pra arrumar este problema, e tambem queria saber se estou perdendo desempenho de velocidade de meus processamentos.
OBS.: queria saber se o HD tem alguma coisa com este problema, ja que o meu é de 3.1Gb, e ele é daqueles que faz muito barulho quando está processando.
Resposta:
A redução de clock na proporção de 3:2 (450 para 300 MHz, por exemplo) é normalmente resultado do uso de clock externo de 66 MHz, onde deveria ser 100 MHz. O Celeron opera com 66 MHz externos, e sua placa de CPU pode estar configurada para operar desta forma, mesmo com um Pentium III. É preciso verificar inicialmente se suas memórias podem operar a 100 MHz. Devem ter a indicação PC100, ou -8 ns, ou -125 MHz nos seus chips. Se for o caso, a próxima etapa é procurar no manual da placa de CPU e no CMOS Setup se existe um jumper ou configuração que defina o clock externo, aumentando-o de 66 MHz para 100 MHz. Isto fará o Pentium III operar com 450 MHz, ao invés dos 300 MHz atuais. O problema não tem relação alguma com o disco rígido.

4) Processador com clock errado
Tenho uma máquina cujo o Processador: é um Pentium III 650 MHZ ( Slot1 ), memória RAM : 128 MB e a Placa mãe: Soyo ( SY-6VBA 133). O problema é o seguinte: não consigo configurar o Clock para chegar no 650 MHZ . Atualmente ela está funcionando na seguinte configuracao: Pentium III 433 MHZ. Já fui no Setup e fiz várias configurações e nenhuma delas chega a 650 MHZ.
Resposta:
Este é outro caso de processador com clock errado na proporção de 3:2 (650 MHz para 433 MHz). Ocorre quando o clock externo está programado para 66 MHz, ao invés de 100 MHz. O Pentium III/650 exige 100 MHz externos, e sua placa de CPU deverá ser configurada desta forma. Verifique inicialmente se as memórias são PC100 (tempo de acesso de 8 ns ou clock de 125 MHz). Verifique a seguir se no manual da placa de CPU ou no CMOS Setup existem configurações para indicar o clock externo. Programe-o com 100 MHz (atualmente deve estar programado com 66 MHz, por isso o processador está com apenas 433 MHz).

5) Athlon com clock errado
Comprei um computador com um processador AMD Athlon 1.3 GHz (Placa-mãe Asus A7V133). Durante o processo de inicialização, no entanto, a indicação é de apenas 1000 MHz (AMD Athlon at 1000 MHz). Isso é um indicativo de que o processador instalado não é o Athlon 1,3 GHz ou que é o processador de 1.3 GHz, porém, o clock interno não está configurado da maneira correta? Como posso saber qual é realmente o processador que opera na minha máquina?
Resposta:
Esta placa suporta o processador Athlon de 1.3 GHz. É preciso antes de mais nada verificar qual é realmente este processador. Verifique as inscrições na sua parte superior. Para isso será preciso retirar o cooler. Se for A1300AMS3B, significa que é realmente o modelo de 1300 MHz, que opera com clock externo de 200 MHz (100 MHz com DDR). Se for 1330AMS3C, significa que é o modelo de 1,33 GHz, que opera com clock externo de 266 MHz (133 MHz com DDR). As memórias usadas por esta placa são SDRAM, e devem ser adequadas ao processador usado. Para o modelo com clock externo de 266 MHz, é preciso usar SDRAM PC133 (tempo de acesso de 7 ou 7,5 ns). No CMOS Setup desta placa existe um ajuste para o clock externo, que deverá ser de 100 ou 133 MHz (correspondem a 200 e 266 MHz externos para o Athlon). Se um processador que exige 266 MHz estiver configurado como 200 MHz, realmente ocorrerá uma queda como a que você cita, e um clock de 1300 MHz ficará mesmo em torno de 1000 MHz. Faça o ajuste correto e o computador funcionará normalmente.

6) Pentium 4 não reconhece a memória RAMBUS
Qual a solução que você me daria, em meu computador, sua configuração é a seguinte: Pentium IV- 1.6 Ghz, 1 Par de 128Mb RAMBUS- SANSUNG (400 Mhz), Placa de vídeo 32 Mb Riva TNT AGP, Placa de Som (CREATIVE ENSONIC), Placa mãe Socket 478 Intel D850MV, Fax 56K Lucent, Hd 20 GB. O Problema: Logo que comprei, instalei alguns programas como: Autocad-2000, Corel 9.0 e Show do Milhão 4. Acontece que agora, constantemente minha máquina acusa erro, dizendo que houve estouro de pilha.Procurei contato com a loja onde o comprei, e solução seria: Trocar o sistema operacional (Windows 98, para Windows 2000) ou fazer a atualização do Windows 98(2ª Versão). Pois o Windows 98 (2ªVersão) só reconhece uma das memórias. Bem, parecia fácil, mas nem o endereço na internet ele me forneceu para eu fazer essa atualização, e como fazer
Resposta:
O Windows 98 não tem suporte nativo para o chipset da sua placa de CPU, que foi lançado no ano 2000. Depois de instalar o Windows é preciso instalar os drivers do chipset, encontrados no CD-ROM que acompanha a sua placa de CPU. Verifique se a memória é reconhecida corretamente no CMOS Setup, e se aparece a contagem de memória correta. Isto não tem relação alguma com o sistema operacional, e sim com o hardware. Antes de prosseguir, certifique-se de que o CMOS Setup e a contagem de memória indicam a quantidade correta. A seguir verifique a quantidade de RAM indicada pelo Windows (clique em Meu Computador com o botão direito do mouse e escolha no menu a opção Propriedades, depois selecione a guia Geral para checar a quantidade de RAM). A RAM é controlada pelo chipset, e realmente podem ocorrer problemas, como a indicação da quantidade errada, caso os drivers do chipset não estejam instalados. Este instalação deverá resolver o seu problema. Não existe atualização via Internet do Windows 98 para o Windows 2000, XP ou para qualquer outro sistema da Microsoft. Para usar um sistema novo é preciso comprá-lo no comércio. A única atualização de sistema disponível é do 98 para o 98SE (segunda edição). Para isso é preciso instalar o Service Pack 1 para Windows 98, encontrado em www.microsoft.com.br. Finalmente, a questão do “estouro de pilha” é resolvida quando adicionamos no arquivo CONFIG.SYS o comando STACKS=9,256.

7) Manual de placa PC Chips
Tenho um Pentium III 650Mhz 128MB HD 40GB, com placa mae PC Chips M748MR. Meu problema e o seguinte: toda vez que ligo o computador ele acende a luz do power, liga o HD e a luz, mas em seguida apaga a do HD e não inicializa o reconhecimento do hardware, consequentemente nao aparece nada no video. Me disseram que o manual da placa mae M748LMRT é o mesmo mas existem grandes diferenças. Qual seria a solução? Vc possui o manual desta placa, pois não encontro nem no site da PC Chips.
Resposta:
Infelizmente a PC Chips oferece um suporte muito ruim aos seus produtos que já saíram de linha, ao contrário do que ocorre com a maioria dos fabricantes. Pelo menos eles poderiam dar a dica que dou agora. No site da Amptron (www.amptron.com), uma revendedora de placas PC Chips, podemos encontrar os manuais e as últimas versões de BIOS para as placas da PC Chips. Note que a Amptron também não dá suporte, já que é apenas um revendedor. Pelo menos disponibilizam arquivos que a PC Chips não coloca mais no seu site, como manuais e BIOS. Assim como ocorre com a maioria dos modelos da PC Chips, existem realmente variações, dependendo das interfaces onboard (som, vídeo, modem e rede). Você terá que procurar na página da Amptron, qual corresponde à sua placa, o que será fácil, devido à descrição apresentada para cada produto.
2002_9
placa M748

8) Placa-Mãe Soyo travando
Meu processador é um athlon de 900 Mhz em uma placa-mãe k7vta pro- soyo, já consultei o manual da placa e experimentei diversas configurações, mas ainda assim meu micro trava quando o ligo. Às vezes mal dá para reconhecer as IDE´s, ou trava quando está reconhecendo a memória (um pente de 128) e então preciso apertar o reset (ás vezes ele trava novamente e fica com a tela embaralhada) para então funcionar. Independente do sistema operacional que estiver usando. Já tive notícias de duas placas deste modelo que pararam de funcionar com menos de 06 meses de uso e tiveram que ser trocadas. Esta placa não serve para o Athlon? O problema pode ser na Memória Ram?
Resposta:
Prezada Carla, uso esta placa há pouco mais de um ano, já instalei vários modelos de Athlon e Duron. O chip mais rápido que instalei foi um Athlon XP/1900+. Como a placa opera com barramento de no máximo 200 MHz, não permite obter o maior proveito nas versões mais novas do Athlon, que operam com 266 MHz externos. No seu caso, como o Athlon é de 900 MHz, o clock externo é de 200 MHz (na verdade são 100 MHz com DDR), já que somente os modelos acima de 1 GHz usam o clock externo de 266 MHz. Travamentos durante o processo de boot podem ocorrer por inúmeras causas. As memórias realmente podem ser a causa do problema. Esta placa suporta memórias PC100 ou PC133, e o reconhecimento é automático. Você pode entretanto ajustar manualmente esta velocidade. Para memórias PC100, ajuste como 3:3 a relação entre clock da CPU e da SDRAM. Para memórias PC133, o ajuste é de 4:3. O ideal é que o computador seja vistoriado por um técnico. Ele poderá por exemplo experimentar outras memórias para ver se esta é a razão do problema. Isto evitará que você compre memórias novas sem necessidade.

9) Placa mãe de um Compaq
Laércio, tenho um Compaq 5000 LA, com Celeron de 766 MHz com 128 KB de Cache, 256 MB de Memória e até 11 MB de memória compartilhada para video. Como descubro que placa mãe possuo, e até qual processador ela suporta, e caso suporte algum, seria aconselhavél?
Resposta:
Certa vez um fabricante de placas de CPU que tem uma fábrica no Brasil me disse que alguns micros de grife utilizam as suas placas, mas que não poderia divulgar quais são, já que esses fabricantes querem divulgar a sua marca, e não a marca da placa que utilizam (mesmo que a placa de CPU seja de alta qualidade). Não sei se isso é verdade, mas é certo que descobrir a marca de uma placa de CPU usada em um desses micros é tarefa difícil. A Itautec por exemplo usa placas Asus em alguns modelos e PC Chips pelo menos em um deles, aquele que é ultra compacto e pode ser colocado nas posições vertical e horizontal. As mensagens apresentadas pelo BIOS quando o computador é ligado, que normalmente indicam a marca e o modelo da placa mãe, são alteradas pelo fabricante do computador, e assim não são mais apresentadas. Você pode tentar usar um programa de configuração de hardware como o HWINFO (www.hwinfo.com) ou o CTBIOS (www.wimsbios.com) para descobrir esta informação. Fora esses métodos, também é possível abrir o gabinete e checar as inscrições na placa de CPU. Muitas placas usadas nos PCs de grife, sobretudo os mais compactos, são do padrão LPX (os mais antigos) e NLX. Essas placas não são normalmente encontradas nos sites dos fabricantes de placas de CPU, já que são voltadas para o mercado OEM.
Também é difícil indicar qual é o máximo processador suportado, sem identificar a placa de CPU. Provavelmente poderá usar processadores Pentium III, pelo menos da versão Coppermine, até 1 GHz, já que este processador foi lançado bem antes do Celeron-766. Com certeza absoluta a sua placa não suporta os novos processadores Pentium III e Celeron Tualatin, com tecnologia de 0,13 micron. Para usar esses processadores é preciso utilizar placas de CPU novas. Infelizmente os processadores Pentium III da antiga geração (Coppermine, com 0,18 micron) estão muito mais caros que os atuais modelos Tualatin, o que torna os upgrades pouco interessantes.
De um modo geral, não aconselho upgrades em computadores de grife, a menos que seja identificada a marca e o modelo da sua placa de CPU, para que seja possível obter informações diretamente do fabricante da placa. Fabricantes de computadores não incentivam muito o upgrade, por razões óbvias.

10) Identificação do processador
Baixei um programa para identificar o processador do meu computador, e estou sem entender o seguinte: meu computador é um pentium III 900 MHZ, placa Asus TUV4X, 128 MB, HD Sansung 20 GB, e quando o ligo, aparece que o meu processador é um Intel III, mas no programa tem a seguinte designação: This system has a genuine Intel Pentium (R) II processor Processor Family: 6 Model: 8 stepping: A. Este programa não deveria identificador como processador o Pentium III e não o Pentium II? O que está errado? Gostaria de aproveitar a oportunidade e perguntar qual seria a placa fax modem com melhor resultado na conexão com a internet (de preferência US Robotic) compatível com a minha placa mãe, ressaltando que estou usando uma motorola 56K V90 e eu a acho péssima.
Resposta:
Este problema pode ocorrer quando o processador é mais novo que o programa. Sugiro que você use programas mais novos, como o HWINFO (www.hwinfo.com) ou o PC Certify (www.eurosoft-usa.com). Quanto à placa de modem, sugiro uma US Robotices 56k V92, modelo Performance Pro (ou 5610B). Pode ser encontrada em www.cdr.com.br. O modem Motorola é realmente problemático. Dependendo do caso, pode funcionar bem ou pode apresentar inúmeros problemas.

11) Athlon XP ou Pentium 4?
Estou a comprar um novo computador e estava pensando em um Pentium 4 de 2.0 Ghz, placa mâe Soyo off-board processador box, 256 memória cache, 256 RAM, HD 40 Gb, CD-ROM 56x Creative Sound Blaster Live!, placa de video Riva TNT2, modem Lucent 56k, rede Realtek 10/100. Gostei de sua configuração mas a algum tempo um amigo meu me pediu uma configuração boa de um computador para jogos, eu recomendei este Pentium 4, uma semana depois ele comprou um Athlon XP de 1.8Ghz on-board eu perguntei o porque, ele disse que fez uma comparação em uma loja em Brasilia e recomendaram um Athlon XP, disseram também que um Athlon XP de 1.5 Ghz pode ser comparado à um Pentium 4 de 2.0 Ghz. E agora estou com uma dúvida de qual comprar, o Pentium 4 ou um Athlon XP? Qual você me recomendaria para jogos (em rede) e Internet?
Resposta:
Não é correto que o Athlon XP de 1.5 GHz se compara ao Pentium 4 de 2 GHz. A verdade é que o Athlon XP 1900+ (que na verdade opera a 1,6 GHz) se compara ao Pentium 4 de 1.9 GHz. Portanto a comparação real não dá uma vantagem tão grande para o Athlon, apesar da vantagem existir. O computador que você especificou está muito bem configurado, e seu preço talvez tenha ficado um pouco alto. A loja ofereceu ao seu colega um PC com vídeo onboard, provavalmente utilizando uma placa de CPU barata. O Athlon XP oferecido deve ter sido o modelo 1800+, e não 1,8 GHz. O resultado é que o PC ficou barato, apesar do seu desempenho ser bom. Considero que respeitando a equivalência de clocks e os custos, o Pentium 4 e o Athlon XP são processadores bastante semelhantes. O Athlon XP leva vantagem no preço, e este é o processador que utilizo no meu computador principal, mas por outro lado, o servidor da minha rede usa o Pentium 4. Não quero convencer o leitor a comprar um processador ou outro. Você tem preferência pelo Pentium 4, é um bom processador. Mas se comprar o Athlon XP, também estará fazendo uma boa compra.
2002_10
Processador AMD Athlon

12) Athlon lento
Laércio, eu tinha um computador K6-500 pl. pc-chips 128m de men. E resolvi trocá-lo. Mudei p/ athlon 1G com placa mãe ASUS a7vl-vm on-bord c/256m de memoria não vi quase nenhuma mudanca de velocidade. O que posso fazer p/ melhorá-lo?
Resposta:
O processador Athlon de 1 GHz e no mínimo três vezes mais rápido que o K6-2/500. A memória também teve um aumento considerável, de 128 MB para 256 MB. Portanto o seu computador está mais rápido. Se você não notou diferença de velocidade, duas coisas podem estar acontecendo: 1) Seu padrão de comparação é baseado em programas que são executados com bom desempenho no K6-2. Se este processador oferece o desempenho máximo para tais programas, você não notará diferença se usar um processador mais rápido. Isso ocorre tipicamente com os programas mais simples, que funcionam bem em micros antigos. 2) Você pode estar medindo o desempenho através de programas que exigem alto desempenho gráfico 3D. Mesmo com um processador veloz, um vídeo onboard pode apresentar desempenho sofrível. Nesse caso sugiro que você instale uma placa de vídeo 3D de boa qualidade, baseada em chips Nvidia da série Geforce, ou com o TNT2, que é mais barato. Não use placas Trident ou SiS, pois seu desempenho é muito fraco.

13) Adaptador para processador
Após enviar e-mail à Asus, obtive como resposta que poderia efetuar upgrade de processador em minha placa P3B-F, Rev 1.03. Foi-me informado que poderia utilizar no máximo processadores Pentium III ou Celeron de até 1.1 GHz, desde que fossem Coppermine, nunca Tualatin. Também deveria efetuar troca da Bios para a versão 1008.004, anexa ao e-mail da resposta. Atualizei a Bios e procurei para comprar o processador e o adaptador de slot para soquete. Enfrentei grande dificuldade e demora para encontrar tanto um como outro. Por sorte, encontrei e comprei o processador Celeron FCPGA 1100/128/100/1.75V, nitidamente Coppermine, em função do cache de 128k e da ausência do “A” após a indicação de velocidade. Quanto o adaptador, fiz de tudo para encontrar o modelo ASUS S370-DL CPU Adapter Card, não obtendo sucesso. O único modelo e exemplar que pude encontrar e comprar foi o 370SPC CPU CARD REV:1.0. Pelo que pude encontrar na Internet, é fabricado pela Fastfame. Infelizmente não consigo baixar a versão eletrônica de seu manual através da Intenet. O endereço é <http://www.fastfame.com.tw/ENGLISH/PRODUCT/370SPC.htm>, mas o download não inicia. Na embalagem é assegurado suporte a barramentos 66/100/133 e também a CPU’s PPGA ou Coppermine FCPGA. Só existem 4 jumpers no adaptador. Um deles se refere ao fabricante da CPU, Intel ou Cyrix, ajustado para Intel. Outro jumper para tipo de CPU, Coppermine ou Celeron, ajustado para Coppermine. Outro jumper para Dual CPU, ajustado para Single CPU Coppermine. O último jumper é para Over-Clock, em que se opta por “auto-detect host frequency(66/100)” ou “force the host frequency running in 100MHz”,ajustado para Auto Detect. Encaixei o processador, instalei o cooler e inseri o conjunto no slot da placa mãe. A placa mãe já estava ajustada para “Jumper Free”(DIP switches off, JEN jumper 2-3, jp20 1-2). Nem um único beep de resposta. Tentei o processador antigo(Pentium III 450 MHz) novamente(após clear cmos) e tudo bem. Nova tentativa com o Celeron e nada, novamente. O que poderia ser? Levei o processador à loja e dizem estar funcionando. O adaptador foi testado por uma colega em outra placa, com outro processador e funcionou. Incompatibilidade da placa mãe? Erro no ajuste de jumpers? Existe opção de ajuste manual dos DIP switches? Infelizmente, após o insucesso, já enviei diversos e-mails à Asus e ainda não obtive resposta. Será que obterei sucesso com o adaptador original da Asus? Sabe onde posso encontrá-lo?
Resposta:
O ideal seria obter o manual no formato PDF, mas já acessei o endereço que você forneceu, e nada. Apenas o manual no formato JPG, de uma única folha, com quase tudo em chinês dá alguma idéia de como usar o produto. Uma diferença importante entre o Celeron e o Pentium III é o clock externo. O Celeron opera com 66 MHz ou 100 MHz, dependendo da versão (mesmo sendo um Celeron Coppermine 128), enquanto o Pentium III Coppermine opera com clock externo de 100 ou 133 MHz. É possível que o manual esteja mal explicado, que Coppermine se aplique apenas ao Pentium III Coppermine, e que Celeron se aplique aos vários modelos do Celeron. Eu tentaria configurar a sua CPU como Celeron no adaptador, mas eu só faria isso depois de ler o manual do produto. Note que as classificações dada no manual são imprecisas. Os processadores suportados são Pentium III e Celeron, e as famílias existentes são várias, como Katmai, Mendocino, Coppermine, Coppermine 128 e Tualatin. O fabricante misturou processador com família, e acho que esta é a origem da confusão. Talvez estejam considerando Coppermine como sinônimo de Pentium III. Eu testaria alterar este jumper para Celeron, mas sempre existe a chance de danificar o processador ao alterarmos jumpers sem ler o manual.

14) Problemas com K6-2/500
Tenho um K6-2 500 com a placa Mãe Soyo SY-5EHM V1.1. O problema é o seguinte, quando ligo o equipamento ele faz todo o procedimento de reconhecimento dos dispositivos e pára na seguinte mensagem: Verify DMI Pool Data … e não sai desta mensagem. Não consigo iniciar o sistema nem através de disquete e nem pelo driver de CD. O que pode estar acontecendo???
Resposta:
A área chamada DMI Pool Data fica na mesma ROM onde é armazenado o BIOS. Lá ficam informações sobre os dispositivos Plug and Play instalados. Na maioria das vezes o BIOS simplesmente faz uma leitura nessa área, mas às vezes precisa fazer alterações. Não deve ocorrer travamento nessa operação. No seu caso pode existir um defeito de hardware ou um bug no BIOS. Recomendo inicialmente que você vá ao CMOS Setup e mude a opção “PNP OS Installed” para YES. Isto reduzirá a quantidade de gravações que o BIOS precisará fazer nesta área. Uma outra alteração que deve ser tentada é habilitar a escrita no BIOS. Muitas placas de CPU possuem no CMOS Setup o item BIOS UPDATE, para que seja desabilitado para proteção contra vírus que apagam o BIOS, mas deve ser ativado quando são feitas instalações de hardware. Como último recurso, use no CMOS Setup o comando “Load BIOS Defaults”.

15) Trocando Duron por Athlon
Tenho um PC com as configurações:
Placa: M810 266 on-board; Memoria: 256 /133; Duron 750; Windows xp.; Contem Delphi 6
Gostaria de saber se consigo mudar para atlon e qual o máximo suportado pela placa mãe, tambem se haverá necessidade de mudar as memorias para as mais velozes.
Resposta:
A placa M810 utiliza o chipset SiS730. De acordo com as informações do fabricante (www.pcchips.com e www.amptron.com), esta placa suporta processadores Duron até 1200 MHz. Poderá também suportar versões do Athlon com clock externo de 100 MHz (o mesmo que 200 MHz com DDR). Os Athlons suportados por esta placa não são os da família XP, e sim da família T-Bird, que são os modelos até 1400 MHz. Na face superior do chip você encontrará uma inscrição como A1200AMSB. Este “B” no final indica que o barramento externo do processador é de 200 MHz, portanto compatível com a sua placa. Se o caracter final for “C”, o barramento é de 266 MHz, não suportado pela placa. Normalmente é necessário realizar uma atualização de BIOS para suportar os novos processadores. Você deverá entretanto testar o processador antes de comprá-lo, se possível, o que pode ser feito em um laboratório de manutenção e montagem de PCs. A PC Chips, fabricante desta placa, deixa muito a desejar no seu suporte, o que cria inúmeras dificuldades na manutenção e upgrades. Se a expansão for feita por um técnico que já fez outras expansões nesta placa, terá maiores chances de sucesso. Se você fizer a expansão por conta própria, correrá o risco de seu novo processador ser incompatível com a placa, mesmo que anunciado pelo fabricante como sendo compatível.

16) Placa mãe Soyo K7VTA-PRO
Gostaria de saber, qual eo clok maximo dessa placa pois a vendedora me disse que ela pegava processador athlon ate 1.6 entao gostaria de ter certeza ja que no manual diz que ela pega ate 1.3.
Resposta:
Esta placa foi lançada para ser usada com o Athlon T-Bird, que tem clock de até 1.4 GHz. O problema com as versões mais novas do Athlon é que esses novos processadores usam barramento externo de 266 MHz, enquanto a placa suporta apenas 200 MHz. Já instalei nesta placa um Athlon XP1900+ (cujo clock é na verdade 1600 MHz). Como este processador exige 266 MHz externos e a placa só oferece 200 MHz, o clock interno é automaticamente reduzido para 1200 MHz. Desta forma o processador ficaria sub-utilizado. O manual indica como 1.3 GHz o máximo clock que pode ser usado. É o processador Athlon T-Bird com clock externo de 200 MHz e interno de 1300 MHz. Um Athlon XP teoricamente pode ser instalado, eu já a usei com o XP1900+, porém o desempenho é bastante prejudicado. Mais vale a pena utilizar uma placa mais nova, como a K6266 Pro2, da MSI.

17) Reconhecimento de velocidade de processador incorreto
Olá Dr.Laércio Vansconcelos, sou fã de suas colunas no jornal OPOPULAR. Tenho um AMD Athlon XP 1600Mhz, 256MB de memória RAM, etc… Quando inicio a máquina aparece velocidade do processador, mas ao invés de aparecer 1.600Mhz,aparece escrito 1.050Mhz. Gostaria de saber como poderia solucionar este problema,tenho certeza que o senhor seria capaz de realizar este grande favor !!
Resposta:
Fico feliz por você ter aprendido e gostado dos meus ensinamentos, mas por favor esqueça essa história de Dr, Sr, professor, etc. Gosto que os leitores me chamem apenas de Laércio. O problema com o seu computador é bastante típico. O Athlon XP1600+ não é de 1,6 GHz, e sim, de 1,4 GHz. O processador exige um clock externo de 266 MHz. Se for ligado em uma placa com clock externo de 200 MHz, ficará com apenas 3/4 do seu clock, o que resulta em extamente 1050 MHz. Seu problema portanto é que a sua placa de CPU não opera com barramento de 266 MHz, o que resulta na redução do clock interno do processador. Se você comprou um computador anunciado como tendo um “Athlon XP 1600+”, então o fabricante ou revendedor deve ter fornecido uma placa de CPU correta, com barramento de 266 MHz que dá o suporte correto ao Athlon XP. Se não é o caso, então a loja não vendeu o produto correto. Outro problema comum é nos upgrades de processadores. Quem vende o processador normalmente não se preocupa com o fato da placa mãe do cliente possuir ou não suporte ao novo processador.

18) Programando o clock correto da placa de CPU
Na leitura da última coluna publicada, percebi que o colega Leandro tem a Mesma dúvida que eu, porém gostaria de saber como esse caso se aplica com a minha placa mãe, que é uma ASUS A7S333. Uso o mesmo processador, um AMD Athlon XP de 1600+ MHz e que tb surge a informação de 1.050 Mhz. Será que minha placa opera com o clock externo de 266 Mhz? Em caso afirmativo, qual a configuração que devo fazer para que o clock informe o esperado 1,4 Ghz?
Resposta:
O Athlon XP 1600+ opera na verdade com um clock interno de 1400 MHz e clock externo de 266 MHz. Se for instalado em uma placa de CPU que opera com clock externo de 200 MHz, o Athlon XP 1600+ irá operar com apenas 3/4 do seu clock, o que resulta em exatamente 1050 MHz. É preciso verificar no manual da sua placa de CPU, como fazer a sua configuração para que opere com clock externo de 266 MHz (normalmente indicado como 133 MHz x2), e não 200 MHz. Eu gostaria de consultar este manual e dizer exatamente como configurar a sua placa, mas não estou conseguindo fazer o download do manual em inglês do site da asus. Estou conseguindo apenas o manual em japonês. Procure portanto no manual que acompanha a sua placa, a configuração relativa ao clock do FSB (front side bus), não é difícil fazer esta configuração. Muitos fabricantes deixam os jumpers programados para uma velocidade mínima para evitar a queima de processadores que não suportam velocidades mais altas. O usuário deve então programar manualmente a velocidade correta.

19) Troca de placa de CPU
Oi! Laércio! Eu quero trocar meu Processador por um Athlon XP, mas estou em dúvida com relação a placa mãe que deverei comprar, gostaria que me ajudasse, estou em dúvida se compro a placa mãe MSI 6390 ou M810. Qual é melhor e mais barata? gostaria que colocasse a relação dos preços e falasse um pouco sobre as duas. não esqueça de por a relação dos preços, obrigado.
Resposta:
Recomendo que você não compre a placa PC Chips M810. Este é considerado o fabricante que mais dá dores de cabeça ao usuário. Muitos PCs baratos foram vendidos com essas placas, e os problemas foram tantos que esses fabricantes abandonaram a PC Chips. Mas ainda encontramos milhares de PCs à venda com tais placas. Já a 6390 é fabricada pela MSI, que é considerada como um dos melhores fabricantes de placas de todo o mundo. Recentemente a MSI ultrapassou a Asus no número de unidades vendidas. Portanto você está indeciso entre uma das melhores e uma das piores placas. Não pense duas vezes, é melhor optar pela placa MSI. Existem modelos extremamente avançados, mas não é o caso da 6390. Apesar da alta qualidade, este modelo tem mais de um ano, e não suporta os recursos das placas de última geração. É adequado a processadores Duron e Athlon XP até 2200+. Os modelos mais novos do Athlon XP já requerem o barramento externo de 333 MHz, enquanto esta placa vai apenas até 266 MHz. Um grande atrativo é o seu video onboard, de desempenho aceitável, aliado a um slot AGP 4x para futuras expansões. Além do som onboard, esta placa oferece ainda três slots PCI, o que garante razoáveis possibilidades de expansão. Quanto aos preços não poderei opinar, pois o custo final depende do valor do dólar e da concorrência no mercado local.
2002_11
Placa MSI 6390

20) Placa M810
Oi! Laércio! Estou querendo saber algumas coisas arrespeito da placa mãe M810 da PC-Chips sei que uma placa ruim! por esse motivo queria saber quais são os seus defeitos, o que faz ela ser ruim? É por que ela não dura muito? suporta poucas tecnologias? Me fale um pouco arrespeito. Queria saber também um pouco sobre o Athlon XP, mais expecificamente o 1.7, ele é bom pra trabalhar com jogos e gráficos? com o Athlon 1.7 poderei jogar o jogo “O senhor dos anéis” sem placa aceleradora?
Resposta:
A PC Chips é conhecida pelos especialistas pela sua reputação em produção de placas de baixo custo com o sacrifício da qualidade. Na maioria dos casos entretanto, as placas funcionam bem, porém a sua probabilidade de apresentar defeitos é maior que a de outras placas de melhores marcas. Placas de baixo custo podem utilizar por exemplo conectores sem a devida camada de ouro para proteção contra oxidação, e usar capacitores de baixa duração, o que pode resultar em vida útil mais curta. Devido ao seu baixo custo, as placas PC Chips têm sido as preferidas dos fabricantes de micros baratos, mas até esses fabricantes estão começando a abandoná-las e usar marcas melhores, devido ao alto índice de defeitos. Se você já tem um PC com esta placa, não é motivo para ficar desesperado, é provável que ela funcione bem. Um ponto fraco desta placa (e das placas baratas) é o vídeo onboard, que não foi feito para jogos 3D e aplicações gráficas pesadas. Essas placas são fabricadas para uso em computadores simples, usados para aplicações de escritório. Não adianta ter um processador veloz quando o vídeo 3D é lento. Um Athlon de 600 MHz operando com uma boa placa 3D oferece melhores resultados que um Athlon XP 2000+ operando com o vídeo onboard desta placa. Para rodar bem os jogos 3D de última geração, é necessário instalar uma boa placa 3D. Recomendo que use uma da família GeForce.

21) Athlon XP com clock errado
Olá Laércio! Tenho um AMD Athlon XP 2000+ de 1.7 Ghz, placa mãe ASUS A7V266 e Windows XI Prossifional. Apesar do clock interno do processador ser de 1.7 Ghz, surge a informação de 1.26 Ghz. Creio que o problema esteja na configuração da placa mãe que deve estar operando com clock externo de 200 Mhz. Já li o manual da placa, porém ainda não consigo mudar essa configuração. Um dos técnicos da loja que comprei o computador falou para eu fazer o seguinte: setup-avançado-CPU speed e alterar de 1.2/1.3 para 1.6/1.7, fiz como ele falou mas o windows não carregou e desligou o computador. Já outro técnico da loja me informou que não tem como fazer tal configuração e ainda disse que estava tudo certo e aparecia 1.26Ghz devido a memória cache. Gostaria de saber se o que o técnico me falou é verdade, caso negativo gostaria ainda que me explicasse como fazer essa configuração. Se possível, responda-me o mais rápido possível pois estou prestes a pegar meu dinheiro de volta. Desde já agradeço pela sua colaboração.
Resposta:
O Athlon XP 2000+ realmente opera com um clock interno de 1,7 GHz, mas para isso é preciso que o clock externo seja 266 MHz. Se for de 200 MHz (3/4 do valor necessário), o clock interno também será multiplicado por 3/4, resultando em 1275 MHz. Portanto é isso o que está ocorrendo com a sua placa. No item “3 – Hardware Setup” do manual da sua placa, está explicada a configuração do clock externo SYSCLK deve ser configurado para 133 MHz, na sua placa deve estar com 100 MHz. Regule também os jumpers indicados como PALO_FREQ (o nome original do Athlon XP era Palomino). Acho bom que você pegue o dinheiro de volta caso não consigam fazer com que apareça 1700 MHz (2000+) na inicialização. Afinal, quem vende computadores tem que saber o que está fazendo.

22) Instalação de K6-2
A minha placa mãe é uma TX Pro II com Vídeo onboard Modelo SIS 5597/5598 e eu uso um processador Soquet 7 Pentium 233 MMX. Eu quero comprar um processador mais rápido então que modelo de processador a minha placa mãe aguenta ???, um amigo meu me disse que eu poderia comprar um processador AMD K6 – II 550MHZ , mas eu fiquei com uma grande dúvida, a voltagem da minha placa mãe só vai até 2,5 Volts e a voltagem do AMD K6 – II 550MHZ é de 2,2 volts. Caso eu coloque este processador, ele vai rodar, será que ele vai queimar ( se ele aquecer de mais ). e como eu devo configurar a placa mãe para ele trabalhar, será que é 1.5 x 66MHZ ou 1.5 x 75MHZ.
Resposta:
Se a voltagem da placa só chega a 2,5 volts, esqueça. Não é possível instalar um K6-2, que normalmente exige 2,2 volts. O processador poderá queimar se for ligado a uma tensão mais elevada, além do seu funcionamento não ser garantido. Outra questão importante é o clock externo e o multiplicador. Para instalar o K6-2/550 é preciso configurar a placa com 100 MHz externos e multiplicador 5,5. Se a placa de CPU não possui essas configurações, o processador não poderá ser instalado. Voce poderá obter melhor desempenho se instalar mais memória e uma placa 3D, já que o funcionamento do K6-2 na sua placa não é garantido. Você pode tentar encontrar um processador Cyrix MII/333, pois aceita clocks de 66 e 75 MHz, além de operar com 2,9 volts, tendo maiores chances de ser compatível com a sua placa.

23) Placa mãe para AMD DURON
Qual a placa-mãe indicada para ser usada com um processador da AMD, o Duron? Quero uma boa e barata. Existem placas-mãe onboard de boa qualidade? Qual? Sobre o Duron: ele é satisfatório?
Resposta:
Sim, existem boas placas de CPU, até mesmo com áudio e vídeo onboard, para processadores AMD Duron/Athlon. Recomendo a placa MS-6340M, produzida pela MSI. É encontrada no Brasil com relativa facilidade. Possui slot AGP, o que permite uma eventual instalação de uma placa de vídeo AGP. Possui ainda 3 slots PCI. Opera com memórias SDRAM PC133 e suporta processadores Duron, Atlhon e Athlon XP. Seu vídeo onboard é de desempenho superior aos encontrados na maioria das placas similares. É baseado no chip gráfico Savage 4. Infelizmente é mais fácil encontrar outras placas para o Duron porém de qualidade inferior, como a M805 e a M810 da PC Chips. Quanto ao processador AMD Duron, trata-se de um Athlon com cache L2 menor, com apenas 64 kB, contra 256 kB do Athlon. A cache L1 entretanto tem 128 kB. O Duron tem desempenho similar ao de um Pentium III de mesmo clock, e é muito mais veloz que o Celeron. Os preços do Athlon e do Duron também são bastante convidativos em comparação com os dos processadores Intel.

24) Placa com Slot A para Athlon
Esto com uma dúvida sobre placas para o processador AMD Athlon, principalmente das marcas Asus e Soyo. Gostaria de saber qual placa da Asus serve para o Athlon 700mhz slot A. Eu tinha uma placa Asus K7M, mas ela queimou e eu não consigo achar outra igual. Vi numa lista de preços as placas Asus A7V, A7, A7SVM e A7A266. E também as placas da Soyo K7VLM-B e K7VTA-B. Será que alguma dessas serve? Qual devo comprar?
Resposta:
A placa que você deve usar seria uma outra K7M, mas existe um modelo mais recente, a K7V. É a placa que uso no meu computador de casa. Esta placa já saiu de linha, mas existem várias à venda no mercado de varejo. Você também pode tentar encomendar a placa na CDR, onde compro a maior parte do meu material (www.cdr.com.br). Comprei lá minhas placas K7M e K7V, e eles podem fazer a encomenda, caso exista nos seus distribuidores.

25) Upgrade em Pentium-100
Tenho um PC da marca Microtec, modelo Quest 5100, processador 100mhz, modem 14400bps, 8mb de Ram. Gostaria de saber se posso trocar apenas o processador (por um de maior clock possível), o modem (para 56kbps) e a memória Ram (para 64mb) sem ter que trocar a placa-mãe. Por favor, também me indique uma placa de vídeo.
Resposta:
Suponho que este PC seja equipado com um processador Pentium-100. Se for equipado com um processador 486, é melhor esquecer o assunto. Não vale a pena melhorá-lo, pois seria preciso trocar a placa de CPU e as memórias. As placas de CPU equipadas com o Pentium-100 normalmente podem receber um Pentium-200. No manual da placa você encontrará instruções para a configuração. A placa deve ter jumpers que definem o multiplicador, que é 1,5x para o Pentium-100. Se você conseguir um processador Pentium-200 no comércio de peças de segunda mão (não pode ser MMX, pois provavelmente a sua placa não o suporta), configure o multiplicador 3x. É claro que para isso será preciso ter em mãos o manual da placa de CPU. Talvez você possa conseguir este manual junto à Microtec. Sua placa também suporta provavelmente módulos de memória SIMM/72 do tipo EDO, com 60 ns. Essas memórias são difíceis de encontrar, pois já caíram em desuso, mas você ainda pode obtê-las por encomenda, nos revendedores da Kingston (www.kingston.com.b). Você também não poderá instalar qualquer Winmodem, já que este tipo de modem não funciona bem com processadores antigos. Um modem de baixo custo que funciona bem no Pentium-100 e superiores é o da Lucent, encontrado com facilidade nas lojas especializadas em hardware. Não use os modems Motorola ou PCTel, eles não funcionarão bem no seu PC.

26) Placa mãe com “tudo onboard”
Gostaria de saber se há placa-mãe onboard de bom desempenho. Gostaria de uma com slot para futuras instalações com placa de vídeo agp. e modem. Pretendo usar o processador AMD Duron.
Resposta:
Existe uma placa produzida pela MSI, a modelo 6430. Ela suporta Athlon e Duron, tem 3 slots PCI e um slot AGP, além de som e vídeo onboard. Esta placa tem formato Micro ATX, e é destinada a PCs de baixo custo, porém permite expansões graças aos seus slots. É muito difícil encontrar uma placa com vídeo onboard e slot AGP. Para a linha Intel, tínhamos as placas com o chipset i815, usado em placas como a Intel D815. Foi uma das poucas placas com “tudo onboard” que tem alta qualidade e admite expansões. Demorou muito até ser lançado um chipset versátil como o i815 para a linha AMD. Este novo chispet é produzido pela VIA (nForce), e é usado em várias placas recém lançadas, como a Asus A7N266E. Apesar do vídeo ser onborad com memória compartilhada, é baseado no núcleo gráfico GForce2. A placa possui slot AGP, permitindo expansões futuras, além de 4 slots PCI e um slot ACR.

27) Chipset
Queria que você me explicasse o que é chipset e como faço para instalá-lo.
Resposta:
Antigamente as placas de CPU possuíam dezenas, e em alguns casos centenas de chips que realizavam pequenas funções que possibilitavam a comunicação entre o processador, a memória e as placas de expansão. Aos poucos foram criados chips mais complexos que tinham no seu interior, os circuitos equivalentes a essas dezenas de chips. Ao invés de utilizar dezenas de chips, passaram a ser usados apenas dois ou três chips principais. Este grupo de chips é conhecido como chipset. Com o passar dos anos o chipset ganhou novas funções, integrando interfaces IDE, USB, interfaces de som e vídeo. Tornaram possível a criação de placas de CPU com “tudo onboard”. Essas placas foram criadas para os PCs destinados a aplicações simples, mas infelizmente no Brasil esses PCs são vendidos de forma indiscriminada, para usuários desavisados sobre as suas limitações. São poucos os fabricantes de chipsets. Atualmente os mais ativos são Intel, VIA, ALI, SiS e Nvidia.
O usuário não “instala” o chipset. Esses chips são soldados diretamente na placa de CPU. Não podem ser instalados ou retirados. A providência que todo produtor de PCs deve tomar é instalar os drivers do chipset, que são encontrados no CD-ROM que acompanha a placa de CPU ou no site deste fabricante, ou do fabricante do chipset. Usuários que formatam seus discos rígidos e instalam o Windows também devem instalar os drivers do chipset. Se esta providência não for tomada (e geralmente não é), o computador apresenta anomalias no funcionamento da placa de vídeo e do gerenciamento de energia, conflitos de hardware e lentidão nas interfaces IDE, além de várias outras anomalias. Apenas para citar casos particulares, dois problemas que resolvi recentemente com a instalação de drivers do chipset: o computador resetava ao fazer a cópia de uma grande quantidade de arquivos envolvendo dois discos rígidos diferentes, e o ZIP Drive IDE funcionava apenas para leituras e recusava as gravações. Em ambos os casos, os PCs são equipados com um chipset da VIA Technologies, e a instalação dos seus drivers resolveu os problemas.

28) Placa para Athlon de 1 GHz
Quero instalar uma placa ASUS A7V com um processador Atlhon de 1 GHz em meu pc, mas tenho dúvidas se a placa suportará o processador.
Resposta:
Sim, esta placa suporta o Athlon de 1 GHz, mas existem modelos melhores, como a A7V133, e melhores ainda como a A7A266, A7V266 e A7M266, que suportam memórias DDR. Além disso a A7V original apresentou alguns bugs. Soube de casos em que até o processador foi queimado devido a um erro de programação de voltagem feita pelo BIOS. Na A7V133 esses problemas foram corrigidos. Também é muito boa a placa Soyo K7VTA-B, similar à A7V133, e com custo menor. É a placa que uso em meu computador principal. Você poderá encontrar informações detalhadas em www.asus.com e www.soyo.com.

29) Especificação de processador
Desejo saber se você tem informações sobre o projeto de micro popular da UFMG, se ele terá drives de disquete e CD-Rom, portas USB etc. Peço-lhe também informações sobre os processadores Pentium, Athlon, Duron e Celeron. Eu tenho uma queda pelo Pentium, mas o problema é o preço. Gostaria que você avaliasse esta configuração: K7 Duron, 750mhz, HD de 10gb, 64mb de memória, multimídia 56x, caixas de som 180w, fax/som/rede/vídeo onboard. Desejo também saber qual curso de programação tem aceitação melhor no mercado, as diferenças básicas entre C++, Delphi, Visual Basic e HTML.
Resposta:
Este micro popular opera sem disco rígido, sem drive de CD-ROM, sem modem e sem drive de disquetes. Foi concebido para operar em rede, obtendo o armazenamento de arquivos, acesso à Internet e a impressoras através de um servidor de rede. A idéia é ter vários desses PCs ligados em uma rede, operando como terminais gráficos usando o ambiente Linux, e o servidor central forneceria os recursos que não possuem. É indicado para cursos, escolas, CPDs comunitários e mesmo pequenas empresas. Não foi concebido para uso individual. Os processadores que você citou são todos capazes de executar o Windows e os softwares modernos. O Duron e o Celeron são voltados para PCs mais simples. O Athlon, o Pentium III e o Pentium 4 são voltados para máquinas mais avançadas, e seus preços são mais elevados. Fica difícil descrever em tão poucas linhas, informações sobre processadores, que são muito extensas. Você poderá encontrar vários artigos a respeito em meu site (www.laercio.com.br) e nos meus livros mais recentes. A configuração do micro que você descreveu é considerada super modesta para os padrões atuais. Podemos classificar este PC como ideal para aplicações de escritório, mas fraco para trabalhos profissionais e para jogos. Quanto às linguagens de programação, tenho observado que entre as que você citou, o Delphi tem maior aceitação.

30) PC Chips e Amptron
Tenho um PC Athlon 600 onboard, que foi infectado. Tive que apagar tudo e configurar novamente. A placa é M800 modelo PC200 e o vendedor da loja onde comprei me entregou o CD de instalação do modelo PC100. Essa loja fechou e não estou encontrando o CD noutro lugar. Onde posso encontrá-lo?
Resposta:
As placas que recebem nomenclaturas como Mxxx são em geral produzidas pela PC Chips. Alguns modelos entretanto não são encontrados no site da PC Chips (www.pcchips.com e www.pcchips.com.tw). Em geral são placas que já saíram de linha, ou então que são fornecidas por outra empresa, a Amptron (www.amptron.com). Esta empresa fabrica e/ou comercializa diversos produtos de informática, inclusive as placas de CPU da PC Chips. Ao contrário da PC Chips, a Amptron constuma manter informações técnicas sobre placas de CPU descontinuadas. São fornecidos BIOS, manuais e drivers. Os drivers para a sua placa estão em: http://www.amptron.com/html/drivers3.html. Lá encontrei também os manuais e drivers para uma placa que comprei para testes, da PC Chips, mas que também não é mais citada no site da PC Chips: a M755. Portanto, fica aqui a dica para usuários de placas PC Chips: Se não encontrarem o que precisam em www.pcchips.com, procurem em www.amptron.com.

31) Suporte para placa PC Chips antiga
Eu tenho uma placa-mãe de marca M571 (acho que é da PC Chip) e gostaria de saber quais são os processadores que essa placa suporta e qual seria o ideal para o melhor desempenho do meu PC.
Resposta:
A PC Chips não dá suporte às suas placas antigas, mas podemos encontrar manuais e drivers no site da Amptron (www.amptron.com), uma empresa que vende placas PC Chips. Especificamente esta placa, suporta barramentos de 60, 66 e 75 MHz. É bem antiga, e os processadores suportados são limitados a este clock externo. Isto inclui o Pentium, Pentium MMX, K6 e versões do K6-2 que operam externamente a 66 MHz. O fabricante não se arrisca a indicar qual é o processador mais rápido que pode ser usado, já que não existe mais suporte para esta placa. O funcionamento com novos processadores não é totalmente garantido, mesmo que seja possível configurar os jumpers de voltagem, clock externo e multiplicador para o processador a ser usado.

32) Indicação de processador
Quero comprar um PC, mas tenho dúvidas: qual a diferença no desempenho do Duron e do Celeron de mesmo clock e do Athlon e Pentium 3 e 4?
Resposta:
O antigo Celeron tinha clock externo de 66 MHz (a partir de 850 MHz operava com clock externo de 100 MHz) e 128 kB de cache L2. As atuais versões, chamadas de “Celeron Tualatin” têm clock externo de 100 MHz e cache L2 de 256 kB. São portanto equivalentes aos processadores Pentium III. Podemos dizer que o antigo Celeron não existe mais, e que o Pentium III mudou de nome para “Celeron”. Esta nova versão do Celeron é superior ao AMD Duron de mesmo clock. Está chegando ao mercado o Celeron 4, que é um Pentium 4 com cache L2 de 128 kB. Processadores Athlon XP levavam até pouco tempo, vantagem sobre um Pentium 4 similar. Atualmente o Pentium 4 tem cache L2 de 512 kB e apresenta desempenho sensivelmente maior que o de um Athlon equivalente. O Athlon leva entretanto vantagem no preço. Com o custo de um Pentium 4 você pode comprar um Athlon de clock superior e desempenho melhor. No caso do Pentium 4, evite a qualquer custo usar uma placa de CPU com memórias SDRAM, pois reduzem muito o desempenho deste processador.

33) Ajustes no Athlon XP
Tenho um Athlon XP 1700+, placa-mãe Asus A7V266-E (Bios 1006/chipset KT 266A), placa de vídeo GeForce NVidia Mx400 64 mb, memória PC2 100 DDR 256 mb, HD Maxtor de 20 gb ATA 133 7200 RPM e placa de som Creative Sound Blaster Ensoniq e Win XP Professional. Antes de fazer a atualização do Bios e mesmo depois, ao detectar a IDE da máquina, é mostrada a seguinte frase: Ultra100 Bios is not installed because there are no drives attached. O que é isso e como resolver? Essa placa suporta os novos processadores XP2000? Quando a máquina é iniciada ou reiniciada, acontece alguns estalos no som de abertura do Windows como breves interrupções, mas isso não é constante e não acontecia na placa-mãe anterior, uma Asus A7A266. O funcinamento do mesmo, tocando um CD ou reproduzindo algum MP3 parece normal assim como os sons padrões do Windows. O som onboard está desabilitado. O que pode ser? Essa placa possui o recurso do Halt Disconnect Enable? Como fazer? A temperatura da CPU está em torno de 60 graus com o gabinete aberto e mais duas ventoinhas, além do cooler principal. Está muito alta? Quais os demais ajustes de UDMA das unidades de CD-Rom e HD que existiam nas versões anteriores do Windows no gerenciador de dispositivos?
Resposta:
A mensagem sobre o Ultra 100 BIOS não causa problema algum. A sua placa de CPU tem quatro interfaces IDE, sendo duas delas no chip Promise ATA-100. O BIOS detectou que não existem dispositivos ligados nesta interface, e portanto seu suporte não será instalado. Você pode desativar essas interfaces adicionais caso não pretenda usá-las, através do CMOS Setup ou de jumpers da placa de CPU. Os processadores Athlon XP têm mantido uma coerência no que diz respeito a clocks e voltagens. Pelo menos até agora, novas versões do Athlon XP são compatíveis com as primeiras placas de CPU para esses processadores. Quanto à placa de som, sugiro que você tente mudá-la de slot, o que faz com que use outra IRQ. É possível que os estalos no som estejam relacionados ao isso. Instale também os drivers mais novos, encontrados em www.soundblaster.com. Finalmente, verifique no Gerenciador de dispositivos / Controladores IDE, se o modo Ultra DMA está ativado para os discos rígidos. O Windows XP ativa o Ultra DMA automaticamente, mas convém checar. Quando esta ativação não é feita, o disco rígido opera em PIO Modo 4, que mantém o processador ocupado mais de 90% do tempo nas transferências de disco. Na inicialização do Windows, o processador pode ficar muito ocupado, resultando em problemas no som e em outros recursos que exijam processamento em tempo real. A temperatura do processador está correta. Pode chegar até 90 graus, porém 60 graus é um valor bastante seguro.

34) Avaliação de placa-mãe e HD
Comprei um computador PC Max Duron 1 ghz, placa-mãe ECS K7S ATX, 128 mb de memória Dimm Sdram/133 mhz, adaptador de vídeo 3D 32 mb AGP SiS, HD da Quantum de 20.ghz IDE Ultra DMA, Windows XP. Gostaria de saber sobre a placa-mãe e o HD que uso.
Resposta:
Os modelos de placas produzidas pela ECS são muito parecidos com os produzidos pela PC Chips. Há alguns anos a qualidade dessas placas era duvidosa, mas tenho notícias de que este fabricante melhorou a qualidade de suas placas nos últimos anos. Não considero isso como motivo para que eu compre ou recomende essas placas aos meus leitores, entretanto para os que compraram sem recomendação, não chego a desaprovar. Portanto a placa que você comprou é considerada razoável, acima da média de qualidade das placas usadas na maioria dos computadores no Brasil. O disco rígido é de boa qualidade, porém a placa de vídeo SiS (na verdade não é a placa, é o chip gráfico que é SiS) tem reputação de ser barata e de desempenho modesto. Mesmo assim seu computador tem grandes chances de funcionar bem e de apresentar um desempenho satisfatório, levando em conta o seu preço que certamente foi atrativo. Não existe mágica: maior qualidade e maior desempenho significa maior custo. Custo muito baixo significa qualidade e desempenho prejudicados. O seu computador está em um ponto intermediário, mas é satisfatório.

35) Celeron e Pentium II
O Celeron no seu slot antigo, aquele igual ao do Pentium II é mais rápido que o atual PPGA (socket 370), ou o PPGA é mais rápido que o socket do Pentium II?
Resposta:
A velocidade não está relacionada com o tipo do slot, e sim com o clock externo do processador. Os processadores Celeron com clock inferior a 800 MHz operam com o clock extenro de apenas 66 MHz, tanto na versão de cartucho (Slot 1) como na versão do soquete (Socket 370). O clock externo do Celeron foi mantido durante muito tempo, enquanto o Pentium II já operava externamente a 100 MHz, e o Pentium III operava com 100 ou 133 MHz externos. A partir de 850 MHz, novas versões do Celeron passaram a operar com o clock externo de 100 MHz. O mesmo ocorre com as versões mais novas, com 100 MHz externos e 1100, 1200 e 1300 MHz internos. Aliás essas novas versões do Celeron possuem 256 kB de cache L2, portanto são similares ao Pentium III, sendo a única diferença, o clock externo, de 100 MHz ao invés de 133 MHz.

36) Usuário processa a loja
Sem delongas, como já é de conhecimento de todos, as placas da Pcchips só são vendidas em países de 3º mundo e a questão agora é que um dos casos foi parar no JUIZADO ESPECIAL DE RELAÇÕES DE CONSUMO, aqui em Belo Horizonte. Um cliente meu comprou um computador com uma placa mãe M810, e após vários problemas me contratou. Depois que eu expliquei a ele o que ele havia comprado não deu outra, processou a loja. A causa está dependendo de um laudo técnico para terminar, solicitado pelo Juiz, senão vai depender de uma perícia técnica, aí então vai demorar muito. Gostaria de receber a maior quantidade possível de documentos, reportagens, faq’s, etc sobre problemas com a PCCHIPS que tenham o seu respaudo, meu amigo, pois tenho certeza, sua opnião é indiscutível. Sou técnico em manutenção de computadores e também vendo Pc’s, nunca vendi um computador On-board e sabe porque, porque eu explico para o meu cliente o que é e então ele não compra.
Resposta:
Não considero que seria o caso de processar a loja. As placas PC Chips são notoriamente ruins por usarem componentes de má qualidade, mas a maioria delas funciona sem apresentar problemas mais sérios. É verdade que se compararmos placas de vários fabricantes, todas podem apresentar problemas, mas as placas PC Chips normalmente deixam o usuário menos satisfeito por vários motivos, principalmente a baixa confiabilidade e o baixo desempenho. Recentemente conversei com um representante da PC Chips na Comdex, e ele explicou que as placas ECS são idênticas às placas PC Chips, porém usa componentes de melhor qualidade, por isso são um pouco mais caras. Isso é o mesmo que dizer indiretamente que as placas PC Chips são mais baratas porque usam componentes piores. A escolha final deveria ser do usuário. Comprar uma placa mais cara e mais confiável, ou uma placa mais barata e menos confiável. O mercado é livre, entretanto no caso de usuários sem conhecimentos sobre o mercado de placas de CPU, o uso de placas PC Chips é quase obrigatório, já que a maioria das lojas, e muitos modelos de grandes fabricantes usam essas placas, por força do mercado. Na televisão passa uma propaganda na qual o sujeito virou diretor da empresa porque resolveu usar um PC com o Pentium 4. O usuário é levado a pensar que basta ter um bom processador, mas é também preciso ter uma boa placa de CPU (não para ser promovido como na propaganda, mas para ter um computador confiável e de bom desempenho). Apesar da notória falta de qualidade das placas PC Chips, não considero que seria justo processar a loja por vendê-la, já que a esmagadora maioria dos consumidores só se preocupa com o preço, e não com a relação custo/benefício. Não é possível fazer um “laudo técnico” atestando que as placas PC Chips são ruins. Eu apenas, como autor e especialista em hardware, as considero ruins, pela opinião geral dos usuários, pelo conhecimento dos componentes eletrônicos e pelas inúmeras cartas com reclamações que recebo de inúmeros usuários. Recomendo que você dê uma olhada em um site no qual os usuários dão notas para os seus produtos, no qual vemos que as placas PC Chips são consideradas as piores. O endereço é:
http://sysopt.earthweb.com/userreviews/
Neste site, a maioria das placas PC Chips recebem 2 ou 3 estrelas, de um máximo permitido de 5 estrelas.

37) Pentium 4 lento
Há alguns meses comprei um computador pentium 4 de 2GHZ,20Gb,128Mb RAM,pois tive boas recomendações dele.De um tempo pra cá meu computador ficou muito lento e travando toda hora,além de esquentar muito.Levei o computador em uma autorizada só pra ver se era defeito ou algum outro problema.O técnico me disse que poderia ser o gabinete que não tem boa ventilação e o modo que foi montado o processador no gabinete.Pelo pouco que conheço,acho que o computador que adquiri teria que ser muito veloz e com uma performance excelente,ainda mais pelo preço. Gostaria que vocês me dessem dicas ou me indicassem soluções para que o meu problema fosse resolvido,pois meu computador ainda continua na garantia.
Resposta:
Exija o seu direito. Se o técnico disse que o problema é o gabinete ou a montagem errada do processador, então a culpa é do fabricante, e ele deve tomar as providências, e não deixar que você esquente a cabeça. O Pentium 4/2.0 é um processador veloz, mas com um disco de apenas 20 GB e só 128 MB de RAM, terá seu desempenho e funcionalidade prejudicados. A mídia leva o usuário a pensar que o processador é o mais importante de tudo, e o usuário acaba comprando PCs com processadores velozes e todo o resto inadequado. O travamento pode ser causado pelo elevado aquecimento do processador. A lentidão também pode, pois a velocidade do processador é automaticamente reduzida quando é verificado o aquecimento. Por outro lado, os 128 MB de memória também podem ser os responsáveis pela lentidão, principalmente se for usado o Windows XP, para o qual é recomendável ter 256 MB. Aproveite a garantia do seu computador para resolver os problemas.

38) Cache do AMD Duron
Gostaria de saber qual a quantidade de cache L2 nos processadores Duron? E também qual destes é o melhor: Intel Celeron 1 Ghz ou Amd Duron de 1GHz ?
Resposta:
O Celeron tem 32 kB de cache L1 e 128 kB de cache L2, totalizando assim 160 kB. O Duron tem 128 kB de cache L2 e 64 kB de cache L2, totalizando 192 kB. A cache L1 é mais importante que a L2, e isto dá ao Duron uma vantagem. Além disso, o Celeron de 1 GHz opera com clock externo de 100 MHz, enquanto o Duron usa os mesmos 100 MHz com double data rate, resultando em desempenho equivalente a 200 MHz. Além disso o Celeron é um processador de 6a geração, enquanto o Duron é de 7a. O Duron rivaliza com o Pentium III em desempenho. Já a comparação entre o Duron e o Celeron é quase uma covardia. O Duron é ganha por uma boa margem.

39) Gabinete para o AMD Duron
Pretendo comprar uma placa Soyo para processador DURON. Posso montar em um gabinete mini torre ATX ou é necessário o gabinete mais alto (+ou- 42cm de altura). No gabinete preciso colocar um cooler, além do cooler do processador?
Resposta:
Apesar do AMD Duron não ser um processador muito quente, recomendo que não sejam usados gabinetes muito compactos. Os modelos na faixa de 40 cm de altura têm uma melhor capacidade de dissipação de calor, em comparação com os modelos mais compactos. Além disso você provavelmente um dia vai fazer expansões, instalando um novo processador, um gravador de CDs e uma placa 3D. Isto aumentará a quantidade de calor no interior do computador, o que é muito ruim. Em todos os modelos modernos, recomendo a instalação de um cooler adicional, na parte frontal interna do gabinete, jogando o ar para dentro, o que facilitará o fluxo interno de ar que refrigera os componentes do computador.

40) Placa para um K6-2/500
Estou querendo colocar uma placa de vídeo 3D em meu micro, só que não conheço marcas nem preços destas placas. Tenho um K62-500, com placa mãe mr958lmr PCchips, e gostaria de informações sobre que placa devo comprar, levando em conta lógico a relação custo x benefício.
Resposta:
Na faixa dos 150 reais, você pode comprar uma placa com o chip Nvidia TNT2 M64, com 16 MB ou 32 MB de memória de vídeo e barramento PCI. O desempenho obtido será bastante satisfatório, apesar do K6-2/500 ser considerado cada vez menos apto a executar os jogos modernos. Não compre placas Trident, SiS ou S3 Trio 3D, pois o custo é apenas um pouco menor e o desempenho é bastante inferior.

41) Aquecimento do Pentium III
Gostaria de uma ajuda para saber o que acontece, comprei uma placa Asus CUV-4XE com som on-board, o cooler que acompanha o processador pentium III-866 MHZ slot FCPGA comprado recentemente não funciona quando conectado a CPU fan ou Power FAN da placa-mãe somente pela fonte. O problema é que o ASUS PROBE 2 da placa me avisa que a CPU chega facilmente à temperaturas de 55 – 60º C (com ar-condicionado) e sem exigir muito do PC com jogos ou outros programas, enquanto que a monitoração do cooler pelo programa está desabilitado, a CPU parece que dá uma espécie de “boot querendo reinicializar”, estou preocupado, pois não tenho desempenho esperado. O que devo fazer?
Resposta:
A temperatura máxima da junção do Pentium III é de 80 ou 85 graus. Realmente é preocupante que a temperatura chegue com facilidade a 60 graus. É preciso melhorar a ventilação interna do gabiente, através da organização dos cabos flat para que não dificultem a circulação do ar. Também é preciso acoplar o processador ao cooler através de pasta térmica. O uso de um cooler maior também ajudará. Isso tudo fará com que o processador fique a maior parte do tempo em torno de 50 graus, e nos períodos de maior atividade ficará com uma temperatura segura.

42) Super placa para Athlon
Bem gostaria de saber e existe alguma placa para o processador AMD que suporte atá o K7 1200 Mhz, contenha nela video/som/rede on board, e tb contenha 4 Slots PCI e 1 AGP? assim igual esta da linha intel a D815EEA2L
Resposta:
Realmente a placa Intel D815 (e suas variantes) é uma excelente placa de CPU, bastante versátil. É uma das poucas placas com “tudo onboard” que tem alta qualidade e admite expansões. Demorou muito até ser lançado um chipset versátil como o i815. Este novo chispet é produzido pela VIA (nForce), e é usado em várias placas recém lançadas, como a Asus A7N266E. Apesar do vídeo ser onborad com memória compartilhada, é baseado no núcleo gráfico GForce2. A placa possui slot AGP, permitindo expansões futuras, além de 4 slots PCI e um slot ACR.

43) Tensões do Socket 7
Gostaria que me informassem se possível, quais orifícios de um soquete 7(zif) fornecem a tensão de alimentação do processador.
Resposta:
São dezenas deles. Vários são ligados a VCC2, vários a VCC3 (tensão interna e externa do processador) e vários são ligados ao terra. A melhor coisa a fazer é obter o manual do Pentium MMX no site da Intel (www.intel.com), onde você encontrará descrições detalhadas da pinagem dos processadores que usam o Socket 7. Na página principal, clique em Developers, depois em IA-32, Pentium MMX e Datasheets. O manual será transmitido na forma de um arquivo PDF, lido com o Acrobat Reader, programa que pode ser encontrado facilmente nos CD-ROMs que acompanham a placa de CPU, ou então no site da Adobe.

44) Manual de placa mãe 486
Comprei recentemente um AMD486 DX4 100MHZ, com 12 MB de memória Ram, HD 850 MB, placa de vídeo de 1 MB, com Windows 95 e Office, mas estou a procura do manual da placa mãe, já visitei vários sites e nãoconsegui nada. As caracteristicas da BIOS são:
FC TYPE AT
Data BIOS: 10/10/94
AMIBIOS version P4.000 Date:10/10/94
CHIPSET 486AVIP-H
OEM 1437 – HSING TECH ENTERPRISE LTD.
www.pcchips.com
American Megatrends
41-P4000-001437-00101111-10/10/94-486AVIP-H
Ao verificar dentro do gabinete, percebi 3 slots brancos, 3 pretos, e um comprido marron, 2 Ide e 01 para drive, com fonte de 230w, modifiquei no SETUP a configuração do Disco rigido, estava em pio mode 0, coloquei no auto e ele aceitou pio mode 4, mas ele ficou demorando demais a abrir, começava aquela mensagem HD fail pressione F1, e após uma semana o mesmo não funcionava mais, nem é reconhecido pelo SETUP, será que é problema na fonte ou no próprio disco? Gostaria de saber até quanto de disco rigido ele suporta,pois ele tem nosetup o modo LBA, e quanto de memória RAM, se suporta placas gráficas 3D, e onde conseguirir o manual dele, já visitei o site do PCCHIPS e nada. Penso que o disco rigido esteja assim por causa da Fonte, e gostaria de trocá-la, uma de 250 w. seria bom, ou seria carga demais para a placa? Gostaria de saber se posso instalar um disco de 10MB, fazendo as partições nele para que o SETUP possa ler sem dificuldade, ou seria um gasto desnecessário? Aqui em Fortaleza, os discos rigidos mesmo usados são metade do preço de um novo, mas como comprar um disco usado, como saber se ele daqui a alguns dias não dará pau? Aguardando resposta , agradeço desde já a atenção, Um abraço.
Resposta:
Esta placa é chamada informalmente de “486 VIP”, porque possui slots VLB, ISA e PCI. Tenho uma placa como esta, porém o manual também está sumido. Os fabricantes não oferecem manuais nem suporte de placas muito antigas, como esta, datada de 1994. Deixo entretanto o seu e-mail para o caso de algum leitor ter este manual para enviar a você. Manuais de placas como esta trazem basicamente a configuração de jumpers para definir o processador e sua velocidade. O uso do PIO Mode 0 pode ser necessário para o funcionamento de discos antigos, como é o caso da maioria dos modelos com menos de 1 GB. Também é possível que este disco, já tendo passado por maus tratos ao longo desses 8 anos, esteja defeituoso. Sua capacidade é generosa para os softwares da época, mas se você quiser usar algum software mais novo será preciso instalar um disco de maior capacidade. Normalmente os BIOS de placas como a sua reconhecem discos com no máximo 504 MB. Discos de maior capacidade podem ser usados, mediante a instalação de um software como o Disk Manager, encontrados no site do fabricante do disco rígido. Não recomendo que sejam usados softwares posteriores a 1996, pois a maioria deles requere processadores Pentium e superiores, ficando lentíssimos no 486. Teoricamente é possível instalar uma placa 3D PCI, entretanto o processador é muito lento para permitir a utilização de qualquer programa 3D, exceto aqueles muito antigos. Na era dos PCs 486 não eram usadas placas 3D. Você não terá bons resultados. Sugiro que este computador seja usado para aplicações simples, com Windows 95 e Word 6.0 ou 95, acesso à Internet e e-mail. No caso de jogos, terá que usar apenas aqueles para MS-DOS. Quanto à fonte de alimentação, não há problema algum em usar uma de 250 ou 300 watts, mas não creio que esta seja a solução para as anomalias no disco rígido. O problema deve ser mesmo desgaste mecânico.

45) Celeron Tualatin
O Celeron 1.2 Tualatin é um Pentium III PC/100 “disfarçado”?
Resposta:
O novo Celeron tem características similares às do Pentium III “PC100”. Sua cache L2 ter 256 kB, contra 128 kB da versão anterior do Celeron. É portanto a mesma cache L2 do Pentium III (exceto os novos modelos do Pentium III, que têm 512 kB de cache L2). O barramento externo é de 100 MHz, superior ao de modelos antigos do Celeron (66 MHz), mas ainda inferior aos dos modelos mais novos do Pentium III, que operam externamente a 133 MHz. Podemos assim concluir que o atual Celeron tem características de cache L2 e barramento externo similares aos de um Pentium III Coppermine com barramento de 100 MHz. Internamente a diferença é o uso da tecnologia de 0,13 micron, contra os 0,18 microns usados no Pentium III Coppermine. Externamente existe a questão da voltagem externa, que é de 2,5 volts, ao invés de 3,3 volts. É necessário usar uma placa de CPU que suporte processadores Pentium III e Celeron da família Tualatin. Você está correto. O Celeron como antes conhecíamos acabou. O Pentium III agora é fabricado com caches L2 de 256 kB e 512 kB. A versão de 256 kB passou a ser chamada de Celeron Tualatin. Isso é muito bom, pois o desempenho aumentou bastante. O preço também está bastante acessível. Considero este um excelente produto da Intel.

46) Upgrade em PC Compaq com processador Cyrix
Tenho um Compaq 2262 que possui um processador Cyrix 300 Mhz (socket 7, gostaria de informações sobre que tipo de processador posso utilizar para substituí-lo.
Resposta:
Este computador provavelmente não admite expansão do processador. Antes de mais nada, existe uma grande confusão em relação ao clock dos processadores Cyrix 6×86, 6x86MX e MII. Esses processadores não são identificados pelo clock, e sim por um índice comparativo com o Pentium MMX. O MII/300 (que provavelmente é o seu) foi fabricado em duas versões, sendo uma com clock de 225 MHz (75 MHz x 3) e outra com 233 MHz (66 MHz x 3,5). Portanto o seu processador está provavelmente operando em um desses modos. A maioria das placas de CPU desta época não estava preparada para gerar multiplicadores superiores a 4x, necessário para o uso de processadores a partir de 266 MHz. Existe entretanto um macete que pode ser tentado, que é programar um K6-2 com multiplicador 2x, que será entendido por este processador como 6x. Se for possível usar na sua placa, o clock externo de 75 MHz, isto resultará em 450 MHz. Se a placa não suportar 75 MHz, irá operar apenas com 66 MHz externos, e o clock do processador será de 400 MHz. Existem entretanto mais dois problemas. A substituição do processador feita desta forma não é homologada pelo fabricante da placa mãe, nem pela Compaq. Seu funcionamento terá que ser testado. O outro problema é que o K6-2 exige tensões de núcleo de 2,2 a 2,4 volts, e a maioria das placas antigas fornecia 3,3 volts, 2,8 volts ou 2,9 volts (esta é a tensão usada pelo processador Cyrix). Esta instalação poderia ser tentada por um técnico experiente, porém é uma tarefa muito difícil para um usuário inexperiente com hardware, já que não se trata de um upgrade usual.

47) Checando a velocidade do processador
Tenho um AMD Athlon 1.0 giga e gostaria de saber onde posso ver se o processador está rodando realmente com 1.0 ou menos hertz. Estou com dúvida em relação ao desempenho apresentado.
Resposta:
Você pode confiar no valor do clock apresentado pelo BIOS durante o boot. Não existe interesse em falsificações nesta área. Existem ainda inúmeros programas que informam o clock do processador. Posso citar por exemplo o PC-Certify (www.eurosoft-usa.com), o PC-Check (www.eurosoft-uk.com) e o HWINFO (www.hwinfo.com). Esses programas são usados para diagnóstico e análise de configuração, apresentando inúmeras informações sobre hardware, inclusive o clock do processador. Quanto ao desempenho, asseguro que é bem elevado. Uso diariamente um Athlon de 1 GHz e todos os programas modernos são executados de forma rápida. Note entretanto que o desempenho não depende só do processador. Um modem problemático pode resultar em lentidão na Internet, uma placa de vídeo fraca ou onboard pode resultar em lentidão em jogos 3D, assim como uma quantidade reduzida de memória resulta em lentidão no uso de programas grandes. Um Athlon/1000 bem configurado pode ter desempenho global melhor que o de um Athlon XP 2000+ mal configurado.

48) Problemas com placa Soyo
Montei um computador com uma placa Soyo SY-K7V Dragon e um Athlon xp 1800, win me, e estou querendo instalar o windows xp, só que ele faz uma verificação e me diz que alguns componentes não funcionaram corretamente. Onde eu encontro os drivers dessa placa para o XP, e se possível me dê o nome do arquivo para que eu não pegue o errado.
Resposta:
O CD-ROM que acompanha esta placa tem drivers que habilitam o seu funcionamento no Windows XP. Você deve instalar o sistema e depois instalar esses drivers. Esta regra geral deve ser aplicada a qualquer placa de CPU. Você pode ainda obter a versão mais nova desses drivers, no site do fabricante da placa de CPU. No seu caso o site é www.soyo.com.