Home » Artigos arquivados » 2001 – Interfaces (Perguntas e Respostas)

2001 – Interfaces (Perguntas e Respostas)

1) Driver para controladora SCSI
Tenho uma gravadora plextor px-r412ci c/ controladora. Precisei formatar meu micro e não consigo instalar novamente, o computador reconhece a placa controladora mas não consigo achar a gravadora, como eu faço? Uma vez que eu não tenho o disco instalador, me disseram que é só digitar o caminho, mas onde?

Resposta:
O computador reconhece a placa controladora devido ao fato da mesma ser Plug and Play. Entretanto é necessário instalar os drivers apropriados para que a controladora funcione. Em caso de problemas, a melhor solução é procurar o suporte do fabricante. Em www.plextor.com, na seção de download / drivers, encontramos as informações necessárias. No seu caso, o fabricante explica que não fornece drivers próprios, mas mostra como utilizar os drivers do Windows, que devem ser instalados manualmente. Use Painel de Controle / Adicionar novo Hardware / Controladores SCSI. Indique a marca e o modelo da controladora que você usa (ela pode variar, já que não são produzidas pela Plextor). Examine sua placa controladora e provavelmente você encontrará alguma inscrição, indicando a marca e o modelo, para que possa fazer a instalação do seu driver sob o Windows.2) Interfaces e periféricos USB
Possuo uma placa mãe Asus P5A-B. Como esta placa não tem interface USB, gostaria de saber se não existe um adaptador ou alguma coisa que emule este tipo de conexão.

Resposta:
É difícil encontrar placas de expansão com interfaces USB, pois há vários anos que a maioria das placas de CPU vêm com essas interfaces incluídas. Desde 1995 os chipsets Intel possuem duas interfaces USB, característica logo seguida pelos demais fabricantes de chipsets. Ocorre que na época os dispositivos USB eram muito raros, e muitos fabricantes de placas de CPU optaram por não incluir os conectores para essas interfaces. Muitas possuem até mesmo comandos no CMOS Setup para habilitar e desabilitar essas interfaces mas seu uso é impossível porque seus conectores não foram instalados pelo fabricante. Hoje os dispositivos USB são muito comuns, encontramos vários modelos de teclado, mouse, joystick e scanner. A lista continua com câmeras digitais, WebCams, gravadores de CDs, ZIP Drives e vários outros dispositivos. As placas de CPU padrão ATX, mesmo as mais antigas, possuem interfaces USB, mas as placas no padrão AT nem sempre a possuem, como é o caso da P5A-B. Para resolver o problema, a solução é instalar uma placa de expansão. Em Belo Horizonte, posso sugerir a Escori Informática (www.gravador.com.br), especializada em gravadores de CDs, mas que também tem placas de expansão USB e Firewire. Já vi também no comércio especializado, uma placa de interfaces USB importada pela Leadership, encontrada com relativa facilidade. Com esta placa você poderá instalar os dispositivos USB de que necessita.

3) Adaptador serial para mouse
Possuo um Computador Pentium MMX 233, Chipset i430VX, 64 Mb de RAM e Windows 98 SE… Recentemente ganhei de presente um mouse optico com 5 botões e conector padrão USB, junto veio um adaptador de USB para PS/2, porém o meu computador não tem essas portas, apenas a tradicional porta Serial. Comprei então um outro adaptador de PS/2 para serial, mas o windows não o reconhece e avisa não haver mouse instalado. (Porque vendem adaptadores assim se eles não resolvem nada?) Minha placa mãe tem conectores para USB e PS/2, separados, mas não consigo achar conectores que se encaixe nesses conetores, o que fazer para usar o meu Mouse? Terei que comprar um computador novo pra isso?

Resposta:
O adaptador de mouse DB9/PS2 existe porque certos modelos de mouse podem operar tanto no modo Microsoft, compatível com as portas seriais, quanto no modo PS2. Um modelo que opere apenas no modo PS2 não funcionará ao ser ligado em uma porta serial com esses adaptadores. Tudo depende do chip existente dentro do mouse. As interfaces USB e PS2 faziam parte dos chipsets usados nas placas de CPU desde 1994, mas o mouse PS2 era bastante raro, sendo mais comum o serial. Os dispositivos USB eram ainda mais raros, apenas a partir de 1999 tornaram-se comuns. Todas as placas de CPU atuais têm portas USB, mas no tempo da sua placa de CPU, provavelmente 1996 ou 1997, os fabricantes nem sempre adicionavam os conectores necessários para o uso dessas portas. As interfaces USB existiam no computador mas não podiam ser usadas porque eram inacessíveis. Um técnico poderia instalar um conector auxiliar, identificando os pinos do conector USB em relação aos pinos existentes na sua placa de CPU, mas seria preciso que o manual tivesse esta pinagem indicada. Uma opção mais fácil, porém mais cara (pode até ser mais barata, se você mesmo fizer a instalação) é comprar uma placa de interface USB, e assim ligar diretamente o seu novo mouse.

4) Interface USB antiga
Soube que a versão antiga (versão de hardware 000) do chip Intel 82371SB PCI para controladora de host universal USB pode fazer com que portas e dispositivos USB não funcionem adequadamente. A versão de hardware do meu, no Gerenciador de Dispositivos, é 001 e soube que esse risco também existe no caso dessa versão. O fato é que comprei uma câmera USB (revisão 1.0) da TCE e também uma placa adaptadora USB, da Leadership. Só que o meu micro, que tem Windows 98, Pentium (1)150 MHz e 48 MB de memória RAM, além de muito espaço livre (mais de 800 MB) em disco, não consegue identificar a placa. Na bios, a opção USB está habilitada (só é possível reconhecer a placa e a câmera com essa opção habilitada, certo?). Será que a única saída é trocar o chip? Qual versão pode ser suportada por minha placa-mãe, que é uma ATC 1020 430 VX? Esse chip pode ser encontrado facilmente e vendido separadamente? Pergunto isso porque comprar um chip novo, pelo menos aparentemente, deve ser menos complicado que atualizar a bios da placa mãe (que é algo que tem seu risco). Desculpe todas essas perguntas, mas é que estou querendo usar a câmera e ainda não consegui. Muito obrigado.

Resposta:
É verdade que placas de CPU antigas tinham interfaces USB problemáticas. Os problemas têm uma razão muito simples. Na época quase ninguém usava dispositivos USB, portanto os fabricantes não se empenhavam em testar exaustivamente suas interfaces. Ao serem encontrados bugs, não havia necessidade de fazer correções, ou mesmo um “recall” de um produto sem uso. Alguns fabricantes de placas de CPU chegavam a incluir interfaces USB (que afinal já eram parte integrante do chipset), mas não instalavam os conectores que davam acesso a essas interfaces. É possível que as interfaces USB da sua placa de CPU sejam problemáticas, apesar de eu não ter “sabido” que especificamente esta versão do chip 82371SB tinha problemas. Você comprou uma placa de interface USB padrão PCI. Essas interfaces USB podem ser usadas no lugar das existentes na sua placa de CPU. Para isso será preciso desabilitar as interfaces USB no CMOS Setup. Esta desabilitação diz respeito às interfaces da placa de CPU, e não da placa de expansão. O Windows 98 deveria detectar a placa de expansão com interfaces USB e instalar seus drivers nativos, mas na falta desses drivers você pode utilizar os que são fornecidos junto com a placa da Leadership. Trocar o chipset não é solução viável. Este chip não é encontrado à venda no varejo, além do mais seu processo de soldagem é especial, e não pode ser feito com um ferro de soldar comum.