Home » Artigos arquivados » 1999 – Placas de vídeo e monitores (Perguntas e Respostas)

1999 – Placas de vídeo e monitores (Perguntas e Respostas)

1) Mais cores na tela
Como obter mais cores no vídeo? Tenho um Pentium-100 com 16 MB de RAM, placa de vídeo Trident de 2 MB, memória cache de 512 kB usando Windows 95 sem problemas, mas o máximo que consigo são 256 cores. A limitação está no monitor ou na configuração da placa de vídeo?
Resposta:
Os drives para placas de vídeo Trident incluídos no Windows 95 operam com no máximo 256 cores. Para chegar o modo True Color será preciso instalar o driver fornecido pela Trident, em um disquete que acompanha a placa. O método de instalação varia de um modelo para outro, e de um fabricante para outro. Consulte o manual da sua placa para verificar quais comandos devem ser usados para a instalação. Em alguns casos as instruções são bem simples, impressas na etiqueta do disquete (Ex: “to install, run A:SETUP”). Caso você tenha perdido os drivers da sua placa, pode procurá-los na Internet, em http://www.tridentmicro.com.

2) Placa Trident troca cores em modo MS-DOS
Tenho um AMD 5×86 com 16 MB de RAM e monitor SyncMaster 3. Possui além de slots PCI e ISA, um slot VLB no qual instalei uma placa Trident com 2 MB (que aproveitei do meu antigo 486DX4-100). A placa tem ótimo desempenho em ambiente Windows e também quando utilizo aplicações de multimídia, como vídeo proveniente de um CD-ROM. Contudo, quando tento executar algum jogo no ambiente DOS (DOOM II, por exemplo), o colorido fica todo alterado, sem que nada possa fazer para resolver. Existe algo a ser feito ou terei que adquirir outra placa com o barramento PCI?
Resposta:
Antes de gastar dinheiro em uma placa SVGA PCI, tente fazer a sua atual funcionar, através de modificações no CMOS Setup. Anote as configurações atuais e use o comando “Load Power On Defaults”. Verifique agora se os jogos funcionam (não se preocupe com a lentidão, é provisória). Se funcionar, você deverá colocar os ítens do Setup como estavam, um de cada vez (alterar, salvar, testar o jogo), até descobrir qual deles tem influência sobre o problema. Quando você encontrar, deixe aquele ítem na opção que foi programada pelo comando “Load Power On Defaults”, e coloque os demais ítens como estavam antes.
Lembre-se também que muitos jogos apresentam problemas quando executados pelo Prompt do MS-DOS no Windows 95. Verifique se você os está executando a partir do modo MS-DOS.
Finalmente, confirme os valores do clock externo do 586 (é recomendado usar 33 MHz, ao invés de 40 MHz), e do clock do barramento ISA (é recomendado usar 8 ou 8,3 MHz, mas não valores superiores a este).
Se nada disso adiantar, aí sim compre uma placa nova.

3) Chuvisco na tela
Tenho um Pentium-133 com 32 MB de RAM, placa de vídeo Trident com 2 MB, kit multimídia 6X e um monitor Sony 15SFII. E deve ser este último o culpado!!! O monitor apresenta chuviscos na horizontal todas as vezes que utilizo animações, clipes, telas de proteção, etc. Aparentemente o problema deve ser com a taxa de renovação (refresh), mas também não consigo alterá-la para mais de 60 Hz. O que posso fazer? Em tempo, o que significa “OEM”, que vem acompanhando a descrição de alguns programas atualmente?
Resposta:
Você tem um bom monitor, que certamente custou mais caro que o popular Samsungs SyncMaster 3NE. Merece o uso de uma placa de vídeo de melhor qualidade (a Trident é uma das mais simples, voltada para o mercado de baixos custos). Se pensar em upgrades, sugiro a instalação de uma placa SVGA Diamond. Afirmo que os chuviscos são gerados pela sua placa de vídeo, e não pelo monitor. Você pode confirmar, instalando o seu monitor em outro PC, e mesmo instalando provisoriamente outro monitor no seu PC.
Já vi outras placas apresentarem problemas de chuvisco. Certa vez vi placas baseadas em chips da Cirrus Logic apresentarem chuviscos na tela de inicialização do Windows 95. Um colega brincou, e disse que o chuvisco vinha daquelas nuvens. Resolvi o problema desabilitando a opção PCI Write Burst no CMOS Setup. A placa simplesmente não estava suportando a transferência de dados em alta velocidade oferecida pelo modo Burst.
Mesmo com a placa Trident, você pode tentar instalar o software que a acompanha (não use os drivers Trident que acompanham o Windows 95). Você encontrará entre os softwares fornecidos com a placa, um próprio para ajustar as freqüências do monitor (Refresh). Em muitos casos, este software é automaticamente adicionado ao quadro de propriedades de vídeo.
A sigla OEM significa “Original Equipment Manufacturing”. Um software ou um hardware dito OEM não pode ser vendido separadamente, e sim, agregado a outros produtos. Por exemplo, kits multimídia são acompanhados de versões OEM de diversos softwares.

4) Exceção fatal com placa Trident no Windows 95
Possuo um Pentium-133 com 32 MB de RAM e placa de vídeo Trident 9660 PCI. Instalei a placa e seus diversos drivers, mas ao tentar entrar em Propriedades de Vídeo, aparece a seguinte mensagem de erro:
run32dll.dll error
Uma exceção fatal 0E ocorreu em 0137:BFF9A08C. O aplicativo será fechado.
O que pode esar causando isto?
Resposta:
Execute um boot em modo de segurança. Ative o quadro de propriedades de vídeo (clicando uma área vazia da área de trabalho com o botão direito do mouse e no menu apresentado escolhendo a opção Propriedades). Selecione a guia Configurações. Clique sobre o botão Alterar Tipo de Monitor. Será apresentado um quadro com dois botões Alterar, sendo o primeiro relativo à placa de vídeo, e o segundo relativo ao montor. Use o primeiro deles, e será apresentado um quadro com duas listas, uma à esquerda para selecionar o fabricante, e uma à direita para selecionar o modelo de placa de vídeo. Marque a opção Mostrar todos os dispositivos. Na lista de fabricante, selecione a opção Tipos padrão de vídeo, e na lista de modelos, selecione Standard Display Adapter (VGA). Depois de fechar todos os quadros, responde Não quando for pedido para reinicializar o Windows. Vá agora ao Gerenciador de Dispositivos e remova o ítem relativo à placa de vídeo. Reinicialize agora o Windows (não mais em modo de segurança), e deixe que a nova placa de vídeo seja detectada. Utilize agora o procedimento de instalação dos drivers, conforme instruções existentes no manual da placa.
Em último caso, a reinstalação do Windows 95, mantendo o mesmo diretório, fará uma instalação novinha em folha relacionada com a placa de vídeo. Para muitas placas, será instalado um driver SVGA genérico, e a partir de então, pode ser usado o procedimento de instalação descrito no manual da placa.

5) Atualização de utilitários de vídeo para o Windows 95
Comprei um Pentium-100 com placa de vídeo Diamond Stealth 64 Graphics com 1 MB e monitor Samsung SyncMaster 3NE. Uso dual boot. A placa de vídeo veio com um software que faz a configuração do número de cores e resolução, além das freqüências de varredura (Refresh Rate) para evitar a cintilação na tela (flicker). Ocorre que este programa só funciona no Windows 3.x. No Windows 95, quando o aciono, o computador trava e nada funciona. Por causa disso, o Windows 95 só funciona com 16 cores e resolução de 800×600. Resoluções melhores provocam cintilação.
Resposta:
Para controlar as cores, a resolução e a varredura (evitando o flicker em 800×600), é realmente preciso instalar o driver e utilitários para a sua placa. No CD-ROM que a acompanha, você certamente encontrará os drivers e utilitários próprios para o Windows 95, mas caso trate-se de um modelo antigo, ou de uma versão com erro, você pode obter o software necessário acessando o site da Diamond na Internet. O software utilizado pela Diamond para este fim é o In Control Tools.

6) Placa Trident só mostra 256 cores
Tenho um computador Pentium-166 com 24 MB de RAM e placa de vídeo Trident com 1 MB. O meu problema é que o Windows 95 só mostra 256 cores! Acho que no Windows 3.1 mostrava mais cores. O que tem de errado?
Resposta:
As placas de vídeo mais antigas, mesmo sendo do tipo “Super VGA”, produziam no máximo 256 cores. Já na época das placas com o barramento VLB, e agora com o barramento PCI, é comum a exibição de até 16 milhões de cores (é o chamado “modo True Color”). O Windows 95 possui drivers para diversos modelos de placas, e na maioria dos casos, opera em modo True Color. Infelizmente, alguns dos drivers que a Microsoft incluiu no Windows 95 operam com apenas 16 ou 256 cores. Para obter o modo True Color, ou mesmo o modo Hi-Color (65.536 cores), é preciso instalar o driver do fabricante da placa, próprio para o Windows 95. Todas as placas de vídeo são fornecidas juntamente com um disquete ou um CD-ROM onde existe este driver. Ocorre que a maioria das placas SVGA produzidas antes do lançamento do Windows 95, mesmo com capacidade para operar em Hi-Color e True Color, não eram fornecidas com drivers para Windows 95. Verifique o que diz o manual da sua placa, e tente descobrir se o disquete ou CD que a acompanha possui ou não um driver para Windows 95. Caso não possua, você ainda tem uma chance. Procure um colega que tenha adquirido uma placa Trident mais recentemente, e tente instalar o driver em seu computador. É preciso também checar qual é o chip gráfico existente na sua placa. Se for o mesmo, é quase certo que este “transplante” de driver funcionará. Finalmentem, existe a opção de buscar o driver na Internet. No caso das placas Trident, procure o driver no site da Trident na Internet.

7) Nova placa de vídeo
Possuo um 486 e quero aumentar o desempenho em programas gráficos e visto que só possuo dois slots de memórias, atualmente com 24 MB instalados, qualquer ganho de desempenho é bem vindo, já que não posso instalar um Pentium. A placa de vídeo é embutida na placa de CPU e tem apenas 512 kB. Existe a possibilidade de instalar uma placa de vídeo de 1 MB neste equipamento?
Resposta:
Considero a instalação de uma nova placa de vídeo altamente recomendável. Atualmente, por pouco mais de 50 reais você pode adquirir uma placa SVGA com 2 MB de memória de vídeo. Recomendo as marcas Diamond e Expert Color, ambas encontradas com facilidade no mercado nacional. Antes porém, verifique quais são os tipos de slots disponíveis em seu PC. Muitos PCs 486 possuem slots VLB, obsoletos. Outros mais modernos apresentam slots PCI. As placas de vídeo com barramento PCI são atualmente as mais comuns.

8) Cores malucas na tela
Gostaria de saber porque as cores na tela do Windows 95 ficam malucas momentaneamente quando mudo de um programa para outro, e também quando tenho programas em execução em duas janelas lado a lado.
Resposta:
Isto ocorre quando o número de cores que a placa de vídeo é capaz de gerar, é inferior ao número de cores que as janelas abertas utilizam. Isto normalmente não acontece quando a placa de vídeo é capaz de operar com 256 cores, a menos que alguma janela esteja exibindo fotos coloridas. Quando a placa de vídeo é capaz de operar em modos Hi-Color (64k cores) ou True Color (16 M cores), este problema não ocorre. Consulte o manual da sua placa de vídeo, e verifique qual é o número de cores suportado na resolução que você utiliza. As placas SVGA mais simples (ISA de 16 bits), operam com 256 cores na resolução de até 800×600 (modelos com 512 kB de memória de vídeo), e até a resolução de 1024×768 (para os modelos com 1 MB de memória de vídeo). Já as placas de fabricação mais recente (VLB ou PCI), podem operar com no mínimo 64k cores na resolução de 640×480. Para usar o número máximo de cores que uma placa de vídeo pode gerar, é preciso instalar o driver SVGA para Windows. As instruções são apresentadas no manual. No Windows 3.x, isto é normalmente feito através do Config do Windows. No Windows 95, a instalação é feita pelo ítem Configurações, do quadro de propriedades de vídeo, obtido através do Painel de Controle.

9) Rastro deixado pelo mouse com placas Trident
Uso uma placa Trident, e em alguns programas gráficos para MS-DOS, o ponteiro do mouse deixa um rastro permanente sobre a tela, como se estivesse apagando tudo.
Resposta:
Já observei este problema em alguns modelos de placas Trident de 16 bits (TVGA 8900), e trata-se de um “bug” de hardware, sem solução, a não ser alterando o modo gráfico. Certos programas apresentam o defeito na resolução de 1024×768, mas funcionam bem em 800×600. Tenho notícias de usuários que conseguiram eliminar o problema do “rastro do mouse” em placas Trident desabilitando o Video BIOS Cacheable e a Shadow RAM, apesar de diminuir o desempenho da placa de vídeo.Altere também os itens 8 bit I/O Recovery e 16 vit I/O Recovery para seus valores máximos. Sei também de alguns que resolveram o problema mudando o Mouse Driver. Nas placas Trident às quais tenho acesso, não observei mudança alguma, mas de qualquer forma fica aqui a dica.

10) Expansão da memória de vídeo
Minha placa Trident tinha 1 MB, e fiz expansão para 2 MB. Como saber se esta nova memória é reconhecida pelo Windows 95?
Resposta:
Uma forma simples de checar se o Windows 95 reconhece a maior quantidade de memória na placa de vídeo é verificar se podem ser obtidas mais cores nas altas resoluções. Placas com 1 MB permitem chegar no máximo a 24 bits por pixel (True Color, ou 16 milhões de cores) na resolução de 640×480, 16 bits por pixel (65.536 cores – algumas só permitem 8 bits por pixel nesta resolução, ou 256 cores) em 800×600, e finalmente 8 bits por pixel em 1024×768. Quando é feita a expansão para 2 MB, é possível obter mais cores em 800×600 e 1024×768. Placas que operam com no máximo 8 bits por pixel em 800×600 com 1 MB, passarão a chegar a 16 bits por pixel nesta resolução após a expansão para 2 MB. Se com 1 MB já era possível usar 16 bits por pixel em 800×600, com 2 MB será possível operar com 24 bits por pixel.

11) Ícones com cores malucas
Comprei um Compaq Presario 2110 de 133 MHz, 16 MB de RAM e Windows 95. Quando estou usado os softwares Word, Power Point, Publisher, Internet Mail e Lotus Organize, os ícones da barra de tarefas ficam pretos ou cinzas quando são clicados, voltando ao normal apenas se minimizar e maximizar o aplicativo. Com outros softwares, como o Access e Excel, o problema não ocorre. Consultei a Compaq e a Microsoft sem sucesso, reinstalei todos os softwares, inclusive o Windows, e o problema continua.
Resposta:
Desconfio que o problema está relacionado com o driver da sua placa de vídeo. Para confirmar, experimente primeiro configurá-la como VGA padrão. Selecione o ítem Vídeo no Painel de Controle, clique na guia Configurações, e clique no botão Alterar tipo de monitor. Será apresentado um quadro com dois botões Alterar, sendo o primeiro para a placa de vídeo e o segundo para o monitor. Selecione o primeiro, e será apresentado um quadro, no qual você deve marcar a opção “Mostrar todos os dispositivos”. O quadro passará a exibir uma lista de fabricantes e modelos. Selecione o fabricante “Tipos padrão de vídeo”, e na lista de modelos, a opção “VGA”. Reinicie o computador, e o vídeo passará a operar com resolução de 640×480, 16 cores, no padrão VGA. Aposto que neste modo gráfico, o problema não ocorrerá. Você precisará agora providenciar um driver SVGA mais atualizado para a sua placa, o que pode ser obtido em http://www.compaq.com.

12) Laptop em 800×600
Possuo um Laptop Sharp 8650-II com 4 MB de RAM. Originalmente vinha com o Windows e trabalhava na resolução de 640×480. Resolvi então configurá-lo para 800×600. Já tentei usar os drivers para o seu chip gráfico (Cirrus Logic CL-GD62X5), encontrados no site da Cirrus Logic, e também os drivers para este chip encontrados no Windows 95 (para isto comprei e instalei o Windows 95), e apesar do quadro de propriedades de vídeo apresentar a opção 800×600, ele nunca funciona, voltando sempre à configuração de 640×480. Uso este notebook para fazer demonstrações de home pages para meus clientes, e preciso muito usar 800×600.
Resposta:
Com exceção dos modelos de fabricação mais recente, que possuem telas de 800×600 e até mesmo 1024×768, a maioria dos notebooks e laptops possui telas de 640×480. Seus pixels são construídos fisicamente sobre a tela, e não projetados como ocorre no caso dos monitores. Por isso, não é possível redimensionar a tela para outras resoluções (exceto quando operam nos modos gráficos de 320×200, 320×240 e similares, obtidos através de repetição de pixels). O que a maioria dos notebooks faz quando é utilizada uma resolução maior que a permitida é um “scroll” na tela, andando com uma janela de 640×480 sobre uma tela virtual de resolução maior. Felizmente muitos desses portáteis permitem a conexão de um monitor externo. Desta forma, a resolução de 800×600 pode ser usada. Consulte a documentação do seu laptop para verificar como fazer a conexão de um monitor externo (caso exista esta opção). Você poderá então levá-lo aos seus clientes e na ocasião da demonstração, usar 640×480 ou pedir aos seus clientes que emprestem um monitor para ligar no notebook e fazer a demonstração em 800×600.

13) Quantidade de memória de vídeo
Meu PC tem uma placa de Trident 9440 com 2 MB de memória de vídeo. Estou com problemas para obter altas resoluções em certos jogos, e gostaria de saber como confirmar se a placa realmente possui 2 MB.
Resposta:
Instale os drivers SVGA para Windows 95 que acompanham a placa. Se você conseguir usar a resolução de 800×600 com 24 bits por pixel, ou 1024×768 com 16 bits por pixel, fica provado que possui no mínimo 2 MB, pois placas com 1 MB não podem operar nesses modos (não teriam memória suficiente). Entretanto, o fato da placa não atingir esses modos gráficos não é suficiente para garantir que a memória é de apenas 1 MB. Uma boa forma de tirar a dúvida é através do software Display Doctor (http://www.scitechsoft.com). Este software, além de indicar a quantidade de memória de vídeo, possui ainda um BIOS VESA, com o qual muitos jogos para MS-DOS são capazes de operar em altas resoluções.

14) Placa Trident com 256 cores
Meu PC tem uma placa Trident com 2 MB que não chega às resoluções de 640x480x32 bits, nem 800×600 com 32 ou 16 bits. Minha antiga placa Cirrus Logic, também com 2 MB, conseguia chegar a essas resoluções.
Resposta:
Este é um problema realmente muito comum. Você deve estar utilizando o driver SVGA Trident que acompanha o Windows 95, capaz de operar com no máximo 256 cores. Instale o driver SVGA que foi fornecido junto com a sua placa, e você conseguirá obter mais cores.Note que apenas as placas Trident ISA, como as que usam os chips TVGA 8800 e 8900, são restritas a 256 cores. As mais novas podem operar em modos Hi Color e True Color.

15) SVGA só apresenta 16 cores
Meu PC é um 486DX4-100 com 8 MB, 256 kB de cache, placa de vídeo PCI com 1 MB. Uso o Windows 3.11. No manual do monitor, está indicado que o mesmo suporta todas as principais resoluções, mas no Config do Windows está indicado como VGA, e não consigo ativar as demais resoluções. A placa veio com um disquete indicado “VGA PCI”. Abri o gabinete e constatei que a placa de vídeo não está conectada em um slot PCI, e sim em um ISA ou VESA, não sei distinguir.
Resposta:
Os disquetes que acompanham o seu monitor, com a indicação “VGA PCI” não dizem respeito ao monitor, e sim à placa de vídeo. Não existe “monitor PCI”, e sim, placa SVGA PCI. Neste disquete você encontra drivers que permitem o uso de altas resoluções em ambiente Windows. O Windows 3.11 é acompanhado de drivers SVGA geréricos que funcionam bem com a maioria das placas SVGA, mas esses drivers genéricos só devem ser usados quando o usuário não possui os drivers fornecidos pelo próprio fabricante da placa SVGA. No seu caso, os drivers SVGA genéricos que acompanham o Windows 3.11 mostraram-se incompatíveis com a sua placa SVGA, portanto mais uma razão para você utilizar os drivers existentes no disquete “VGA PCI”. Para instalar esses drivers, existem dois processos. Um deles é usar o programa CONFIG DO WINDOWS, usar a opção “Alterar configurações” e selecionar a opção “placa de vídeo”. Você verá uma lista de fabricantes e modelos, mas deve escolher a opção “Outros – requer disquete do fabricante”, localizada no final da lista. A seguir, indique o drive onde você vai colocar o disquete. O disquete será lido e será mostrada uma janela com os nomes dos drivers SVGA encontrados no disquete. Selecione um deles (alguns fabricantes usam vários drivers diferentes, sendo um para cada resolução, outros usam um único driver que suporta várias resoluções). Alguns fabricantes oferecem um processo mais simples para esta instalação. Ao invés de usar o programa CONFIG DO WINDOWS, executa-se um programa de nome SETUP.EXE ou INSTALL.EXE localizado nos disquetes que contém os drivers SVGA. A partir daí tudo é fácil, basta indicar a resolução desejada e o driver será instalado. De qualquer forma, o manual da placa SVGA sempre traz as instruções para esta instalação.
Se você abriu o gabinete e constatou que a placa SVGA está em um slot que não é do tipo PCI, pode ser que o seu fabricante tenha cometido um engano e instalado uma placa SVGA errada. Contacte-o para devidos esclarecimentos.

16) VGA ou SVGA?
Meu computador foi vendido como tendo uma placa Super VGA, com 2 MB de memória de vídeo, mas quando executo o programa Norton Sysinfo, é apresentado: VGA Display Adapter, 256 kB video memory”. Será que fui enganado?
Resposta:
Provavelmente não, já que muitos programas que analisam a configuração do micro não detectam corretamente a quantidade de memória de vídeo. Além disso, muitos chamam as placas SVGA simplesmente de VGA, já que “Super” é uma espécie de apelido que alguns fabricantes de placas de vídeo adotaram. Para detectar corretamente a quantidade de memória de vídeo, sugiro usar o programa Display Doctor, que pode ser obtido em http://www.scitechsoft.com.

17) O que há de bom no monitor SyncMaster 3NE?
Tenho um Pentium-133 com 16 MB de RAM, HD de 2 GB EIDE, monitor SVGA color de 14″ e placa de vídeo PCI com 2 MB, drive de CD-ROM 6X, placa Sound Blaster 16 e fax/modem de 28.800 bps. Qual é a diferença entre meu monitor e o SyncMaster 3NE?
Resposta:
Os monitores SyncMaster 3NE são superiores aos modelos SyncMaster 3, pois atingem freqüências horizontais e verticais mais elevadas, o que resulta em imagens mais nitidas e mais confortáveis à visão nas resoluções de 800×600 e 1024×768. Na resolução de 640×480, esta vantagem é quase imperceptível. Não sei qual é o modelo do seu monitor, mas é possível que tenha características semelhantes ao do SyncMaster 3NE. Verifique no seu manual qual é a máxima freqüência horizontal que suporta. Se for em torno de 35 kHz, significa que é um modelo mais simples, similar ao SyncMaster 3. Se for de 48 kHz ou superior, você pode fazer com que a sua placa SVGA opere em uma freqüência horizontal mais elevada, o que traz os benefícios visuais já citados. Você encontrará, em um dos disquetes que acompanha a sua placa SVGA, um utilitário (o nome deste utiitário varia dependendo da marca e do modelo da placa) que permite ajustar a freqüência horizontal, extraindo assim o melhor desempeho visual do monitor. Normalmente esses programas apresentam uma lista de modelos de monitores para que o usuário especifique qual é o seu. Caso o seu modelo não esteja na lista apresentada, podemos usar a opção “Custom”, e definir individualmente suas características. Caso não possua tal utilitário, você poderá utilizar o Display Doctor (www.scitechsoft.com) para fazer o ajuste.

18) Performance de placas de vídeo
Comprei uma placa de vídeo Diamond 64 1 mega DRAM, resolvendo os problemas de lentidão para o windows, mas não para o DOS. Recentemente adquiri uma Diamond Stealth 3D 3000 com 2 Mega VRAM e foi a maior decepção, pois os jogos para o DOS ficaram mais lentos do que com a anterior (um dos jogos testados foi o Descent II, que fornece os ‘frame rates’. Para obter uma visão adequada precisa-se de 30 ou mais quadros por segundo). Atualmente estou com um Pentium 200MHz, 32 Mega de RAM e cache de 512k.
Resposta:
Nem sempre o baixo desempenho de uma placa de vídeo é causado pela mesma, mas sim pelo microprocessador. Você precisa usar um programa medidor de desempenho (recomendo neste caso, o PC Bench 9.0, que pode ser obtido em http://www1.zdnet.com/zdbop ou ftp://ftp.zdnet.com/pub . Com ele você mede o desempenho da placa de CPU e da placa de vídeo, de forma individual, no modo MS-DOS. Um Pentium-200 deve apresentar um índice CPU Mark16 entre 380 e 430, medido por este programa. Se o índice estiver abaixo, a CPU mal configurada pode ser a causadora da lentidão. Ajustes no CMOS Setup devem ser feitos para melhorar o desempenho. Já o desempenho da placa de vídeo, apesar de poder ser medido por este programa, não pode ter valores padrão definidos, já que os índices dependem do modelo de placa de vídeo, do microprocessador, e também de ajustes no CMOS Setup. Em particular, habilite os ítens “Video BIOS Cacheable” e “Video Shadow RAM” no Advanced CMOS Setup. Isto aumentará o desempenho da placa de vídeo. Devo dizer ainda que possuo uma placa Diamond Stealth 3D 3000, com 4 MB de VRAM, instalada em um Pentium-166, que apresenta excelente desempenho no jogo Descent II. Esta é uma placa tridimensional de alto desempenho para a sua época (foi lançada em 1997), e o problema pode consistir em alguma configuração indevida. Tente alterar as opções gráficas do programa e verifique os resultados. Experimente ainda desabilitar totalmente os sons, pois sua reprodução exige trabalho do microprocessador, que pode ficar muito ocupado, ficando com menos tempo para recalcular a tela. Se for comprovado o problema, experimente sons mais simples (11 kHz ao invés de 22, mono ao invés de estéreo). Dê preferência à música proveniente do CD, ao invés das músicas MIDI.

19) Chip Trident TVGA 8900 não suporta mais de 256 cores
Há tempos venho enfrentando problemas de configuração no meu velho computador com placa de vídeo PCI Trident de 1 MB, baseada no chip gráfico TVGA8900C. Não consigo alterar a paleta de cores para qualquer valor acima de 256 cores. Instalei o driver padrão do Windows 95 para monitor SVGA e adaptador de vídeo Trident SVGA, mas nem aparecem as opções de High e True Color.
Resposta:
O chip gráfico TVGA8900, fabricado pela Trident, só pode operar com modos gráficos de no máximo 256 cores, não importa qual driver você instalar. Esta é uma característica de praticamente todas as placas de vídeo ISA (16 bits). Somente a partir do lançamento do barramento VLB, passaram a ser comuns os chips gráficos que operam em modos Hi Color e True Color. Apesar de ser um modelo PCI, a sua placa está utilizando um chip antigo, incapaz de operar em Hi Color e True Color, como ocorre com praticamente todas as placas modernas. Para ter mais cores, será preciso adquirir uma nova placa.

20) Placa de vídeo aceleradora 3D
Quero comprar uma placa de vídeo 3D para o meu Itautec Infoway, Pentium-133 com 48 MB de RAM e placa de vídeo de 1 MB embutida na placa mãe. Corro risco de sub-utilizar a placa por causa da velocidade (baixa) do processador? Estou dividido entre duas opiniões. A primeira opinião diz que, se eu instalar uma placa aceleradora de vídeo, a que já existe no micro ficará automaticamente desabilitada. A segunda diz que a placa 3D acrescenta memória ao sistema existente. Se a placa que já tenho no micro fica desabilitada, a nova placa vai conseguir aproveitar a memória da antiga?
Estou com problemas para rodar jogos, gostaria que alguém me ajudasse a escolher uma boa placa de vídeo que acelere tanto jogos 2D como também os em 3D. Existe placa assim? Senão, o que faço para acelerar os meus de jogos de 2D, se preferir optar por uma placa com aceleração 3D? Ou preciso ter as duas placas ao mesmo tempo? Estou fascinado com os novos jogos que estão aparecendo por ai, mas ao mesmo tempo com medo de comprar e me decepcionar, como foi o caso desse jogo, o Comanche, que não exige aceleração 3D e mesmo assim só roda aos “trancos e barrancos”… Só melhorar a CPU (Pentium 200 MMX) me libera da compra da placa?
Resposta:
A placa dos sonhos de qualquer usuário de jogos deve ter bom desempenho em aceleração 2D e 3D, além de ser barata. Infelizmente não existe uma placa que atenda a esses três requisitos simultaneamente. Posso sugerir um modelo que é muito bom: Diamond Viper V330. Placas com maior desempenho em 2D e 3D são muito mais caras que esta. Quem quer ter um excepcional desempenho em 2D e 3D deve realmente utilizar duas placas. A Diamond Monster 3D II (que usa o chip 3DFx Voodoo 2) é uma acelera 3D que opera em conjunto com a aceleradora 2D já existente no micro. Esta solução é muito mais cara, pode segui-la apenas se dinheiro não for problema para você. Sugiro que você opte pela Diamond citada, que irá acelerar 2D e 3D. A placa de vídeo que já existe embutida na sua placa de CPU deverá ser desabilitada (no CMOS Setup, ou através de jumpers), e a Diamond será a nova placa para todas as aplicações. Não fique triste, pois este modelo da Diamond, mesmo em 2D é muito superior à placa de vídeo que está embutida na sua placa de CPU. A placa nova não usará a memória da antiga.
Existem ainda modelos mais avançados, como a Diamond Viper V770 Ultra e as equipadas com o novo chip Voodoo 3.
A Viper V330 apresenta desempenho bem elevado, mesmo quando a CPU não é tão veloz. Por outro lado, manter a placa de vídeo atual e instalar um Pentium-200 MMX poderá melhorar em média 50% o desempenho de jogos que “não necessitam de aceleração 3D” (claro, pois nesses casos, é a CPU que faz todo o trabalho, e não a placa de vídeo). Ainda assim, os jogos que estão preparados para aceleração 3D não serão muito beneficiados por um Pentium mais veloz. Se você quer acelerar todos os tipos de jogos (os que possuem e os que não possuem suporte para aceleração 3D), a solução será fazer os dois upgrades (de CPU e de vídeo). Observe que quanto mais modernos são os jogos, mais atualizado o computador precisa estar em relação à tecnologia de hardware. O usuário adepto de jogos precisa ter o computador mais sofisticado para usar os jogos de última geração, ou ter um computador um pouco mais simples e se contentar com jogos um pouco mais antigos (por exemplo, lançados há um ano).

21) Placa de vídeo aceleradora 3D
Na matéria sobre placas 3D, é dito que a Stealth 2000 funciona em computadores 486. Possuo um AMD 486DX4-100 com 16 MB e placa de vídeo Trident 9440. Há algum tempo venho querendo trocá-la por uma aceleradora 3D, mas soube por várias fontes que por serem de 64 bits, essas placas só funcionam com o Pentium. Qual é realmente a verdade? No manual da minha placa mãe é dito que ela é compatível com PC 2.0. Todas as placas apresentadas na matéria são compatíveis com PCI 2.1. Elas funcionam no meu computador?
Resposta:
Funcionar no 486, ela funciona. Tenho várias placas 3D aqui, e realmente funcionam em PCs 486. O problema é que o desempenho é bastante prejudicado. A geração de gráficos tridimensionais é feita em conjunto pelo processador (que calcula as coordenadas dos vértices dos polígonos e envia comandos apropriados para a placa de vídeo) e pela placa de vídeo (que faz a renderização de texturas, e outras operações gráficas). Se o processador não for bastante veloz, não adianta de nada a placa ser veloz. Um 486DX4-100, por exemplo, é de 3 a 4 vezes mais lento que um Pentium-200. Você não conseguirá desta forma, um frame rate razoável, e a imagem apresentará saltos. Também será difícil usar resoluções mais altas, como 640×480. Terá que se contentar com 320×240. Note ainda que os jogos mais modernos, que fazem uso de placas de vídeo tridimensionais, requerem um processador veloz. Muitos são os que exigem Pentium-75 para início de conversa, e recomendam Pentium-133 para obter bons resultados. Por outro lado, os jogos menos novos, que funcionam bem em um 486DX-100 (Duke Nukem 3D, por exemplo) não usam os recursos de placas de video 3D. Portanto, apesar de funcionar, não é recomendável, e não são bons os resultados obtidos com a instalação dessas placas em PCs 486. Não tem nenhuma relação com o número de bits. O barramento PCI opera com 32 bits, tanto no 486 como no Pentium. Internamente, as placas de vídeo 3D operam com 64 ou 128 bits, dependendo do chip gráfico, e mesmo independente do processador da placa mãe.

22) Problema no Quake II com placa de vídeo 3D
Comprei uma placa de vídeo DIAMOND VIPER V330 4MB e a instalei no lugar da minha antiga DIAMOND STEALTH VRAM 4MB!!! Só que estou tendo um problema com esta nova placa de vídeo(VIPER): Quando estou usando a definição 1024x768x16bpp(a definição padrão da placa é esta)e vou executar o jogo QUAKE ou o QUAKE WORLD, assim que saio do jogo, a tela fica toda deformada e aparece a seguinte msg na tela:
WINOLDAP causou uma falha de proteção geral no modulo KRNL386.EXE em 0001:00004c39
Tenho que resetar o computador! Então pensei, se eu mudasse a definição de 1024×768 pra 800×600, quem sabe não resolveria o problema!! Tentei isso, e ao sair do jogo não houve erro algum! Porém depois de várias tentativas o erro voltou a acontecer, porém sem a msg acima, mas só com a tela deformada! Mas descobri um jeito de voltar a tela ao normal, entrando e saindo do QUAKE2, porem às vezes trava o computador totalmente e tenho que resetá-lo!!
Resposta:
Testei esta placa com este jogo e tudo funcionou bem. Vou então apresentar algumas diretrizes. Placas de vídeo 3D, quando dotadas de 4 MB de RAM, podem apresentar problemas nas resoluções mais elevadas. Esta quantidade de memória de vídeo é bastante generosa para placas 2D, mas limitada para placas 3D, que precisa, armazenar, além da imagem propriamente dita, o Z-buffer (que define a profundidade) e as texturas que são aplicadas sobre as superfícies. Em 1024×768, a memória de vídeo é insuficiente, e o jogo precisa usar a memória RAM da placa de CPU. Além de causar lentidão, essas transferências tornam o jogo mais sensível a bugs. Você mesmo observou que os problemas ficaram reduzidos na resolução de 800×600. Para ficar, não imune, mas talvez com mínimas chances de problemas, use a resolução de 640×480. Instale uma versão mais recente do DirectX, que pode ser obtido em http://www.microsoft.com/directx . Se você estiver usando uma versão mais antiga, sua placa poderá não funcionar adequadamente. Finalmente, você pode consultar as áreas de FAQs do fabricante da placa (http://www.diamondmm.com) e do Quake ( http://www.idgames.com ).

23) Perda momentânea de sincronismo
Tenho uma placa de video IGS 1682 PCI 1 MB e estou tendo problemas com a tela em alguns jogos para Windows, como, por exemplo, o “The Need for Speed 2” e o “Sega Rally Championship”. No menu de início, a imagem se desloca, ficando apenas parcialmente na tela e volta ao normal rapidamente. No “The Need for Speed 2” isto também acontece na tela dos resultados de corrida. Tenho tentado de tudo para resolver, mas nada dá resultado. Liguei para a assistência técnica da Kemitron, onde comprei o computador para ver se me informavam o que pode ser, mas, o técnico nunca viu problemas desse tipo com essa placa de vídeo. Queria que vocês me ajudassem a resolver o problema.
Resposta:
Eu diria que isto é um erro de projeto inofensivo, que pode ser culpa da placa de vídeo, ou do monitor, ou de ambos. O rápido deslocamento lateral da imagem ocorre quando é mudado o modo gráfico da placa. É normal ocorrer isso nas placas de vídeo, e só não vemos isto com freqüência porque dentro do Windows, o modo gráfico permanece constante, exceto quando executamos certos jogos que fazer esta alteração. Ocorrendo uma mudança no modo gráfico, a maioria dos monitores apresenta perturbações na imagem, em geral com duração inferior a um segundo. Pode ocorrer um deslocamento lateral, ou vertical, ou mesmo ambos, fazendo a imagem rolar em diagonal. O tempo da perturbação é pequeno, apenas o necessário para os circuitos do monitor detectarem a mudança e adaptarem os amplificadores de deflexão para as novas características da imagem. O mesmo tipo de perturbação pode ser notado quando comandamos uma mudança na resolução ou no número de cores da tela do Windows, através do quadro de propriedades de vídeo. Para evitar este problema, muitos jogos escurecem a tela durante a alteração de resolução. Se você quer minimizar este problema, tente programar os seus jogos para usarem a mesma resolução gráfica do Windows.

24) Driver para placas Trident 9680
Quando eu fui comprar meu computador (Pentium 166 MMX com 16 MB de RAM) fiquei sabendo que placas de vídeo com 1MB de memória travavam muito a máquina, então pedi uma com 2MB, eles me mandaram uma placa Trident modelo (Union TD9680P), mas quando eu instalei o Microsoft PLUS 95 e os componentes High Color, o computador começou a travar. Resolvi então desinstalar estes componentes High Color e o problema desapareceu. Fiz o mesmo teste com outras versões do PLUS 95 e o problema continuava. Daí fiquei intrigado, pois coloquei uma outra placa Trident, essa com 1MB de memória, reinstalei o PLUS 95 e seus componentes High Color e não ouve problema algum. Acho que este problema está sendo causado pelo driver errado, pois usei na outra (de 1MB) e uso agora (na de 2MB) o mesmo driver (Trident 9660/968X/038X, Linear Accelerated For PCI V1.31.10 [2-14-1996]). Gostaria de saber como resolver este problema, se for o driver como posso conseguir o correto, e se for outro o problema, gostaria de esclarecimentos, obrigado!!
Resposta:
Os mesmos drivers são usados para os chips 9660 e 9680 da Trident. O driver da sua primeira placa (9660) deveria funcionar com a segunda placa (9680). Isto pode ser um “bug” desta versão antiga do driver, do início de 1996. A primeira coisa que você deve fazer é realmente instalar uma versão nova deste driver. Experimente usar o driver que foi fornecido junto com a segunda placa, em disquetes ou CD-ROM. Se você não recebeu este software, reclame com o revendedor. Ele é obrigado a fornecer a placa com os seus drivers. Você pode ainda obter os drivers mais recentes através da Internet. Acesse o site da Trident ( http://www.tridentmicro.com ) e procure em Drivers, depois TVGA/TGUI, e faça o download dos drivers para 9660/9680, contidos no arquivo W95-9680.EXE. O driver que lá está é de versão bem mais recente que aquele que você está usando, e tem grande chance de resolver o seu problema.

25) Checando o tamanho da memória de vídeo
Comprei um PC com placa de vídeo de 2 MB. Gostaria de saber como faço para checar se a quantidade de memória de vídeo que a empresa forneceu é realmente a que comprei.
Resposta:
A forma mais simples de checar isso é verificar se a resolução de 800×600 com 24 (True Color) bits, ou então a resolução de 1024×768 com 16 bits (High Color), funcionam. Placas com 1 MB não podem chegar a essas resoluções com este número de cores. Note entretanto que algumas placas, dependendo do chip gráfico, podem também não chegar a essas resoluções, mesmo com 2 MB. Em alguns casos, essas resoluções podem não ser atingidas, não pelo fato da memória de vídeo ser insuficiente, mas devido ao driver de vídeo instalado. Por exemplo, o driver de vídeo que o Windows 95 possui para as placas Trident só fornece 256 cores, mesmo que existam 4 MB de memória de vídeo. Seria melhor então, instalar o driver que acompanha a própria placa de vídeo.
Portanto, o fato dessas resoluções não serem atingidas não é suficiente para garantir que a memória tenha apenas 1 MB. Uma segunda forma é checar a mensagem que o BIOS da placa de vídeo coloca na tela quando o PC é ligado, antes da contagem de memória. Muitas placas apresentam nesta mensagem, a quantidade de memória de vídeo instalada. Se ainda assim não for possível determinar a quantidade de memória de vídeo, a solução é usar o programa Display Doctor, que pode ser obtido gratuitamente em http://www.scitechsoft.com . Este software, entre diversas outras funções, apresenta informações sobre a configuração da placa, entre as quais, a quantidade de memória de vídeo.

26) Monster 3D II
Gostaria de saber o que a placa Diamond Monster 3D II poderia fazer pelo computador além de melhorar a resolução dos jogos. Ele tem alguma aplicação para melhorar programas gráficos, páginas da Internet, etc?
Resposta:
Esta placa utiliza um dos mais novos chips para processamento gráfico tridimensional, o 3DFX Voodoo 2. Não funciona sozinha, e sim, conectada à placa SVGA já existente no seu PC. A qualidade gráfica tridimensional é excepcional, o que resulta em maior realismo nos jogos que utilizam este recurso. No que diz respeito a programas gráficos e navegadores para a Internet, não existe melhoramento algum. As placas SVGA normais já são capazes de exibir gráficos em alta resolução e com 16 milhões de cores (claro, dependendo da quantidade de memória de vídeo instalada). Há muito tempo as placas SVGA normais são capazes de produzir imagens estáticas com máxima qualidade, como por exemplo, fotos coloridas. A deficiência dessas placas é a geração de imagens tridimensionais em tempo real e com realismo aceitável, e este é o objetivo das placas 3D.

27) Video x jogos
Possuo um Pentium-233 MMX com 16 MB de RAM e placa de vídeo Trident 9680 com 1 MB de memória. Quando tento usar o jogo The Need for Speed II, aparece a seguinte mensagem:
Display Window – Does not work in this display mode
O que quer dizer esta mensagem? Meu vídeo está configurado com 800x600x16 bits. Como posso resolver o problema? Eu pensei que fosse pelo fato de ter apenas 1 MB de memória de vídeo, mas com esta mesma placa um colega rodava no seu Pentium-150 perfeitamente.
Resposta:
A mensagem quer dizer que o programa não funciona no modo gráfico atual. Você deve tentar utilizar outras resoluções, como 800x600x8 bits ou 640×480, com 8, 16 ou 24 bits. Sugiro também que você tente utilizar os drivers mais novos para esta placa, que você pode obter em:
http://www.tridentmicro.com

28) Cores trocadas no vídeo
Após fazer um upgrade (Pentium 100 para Pentium 166) e acrescentar 1 MB à placa de vídeo, começou a ocorrer um tipo de erro em alguns jogos. A paleta de cores não define a cor certa. Por exemplo, em Monkey Island, o preto às vezes aparece como amarelo, de vez em quando como verdes, etc. Mesmo durante o jogo, as cores ficam mudando. Acho que isto ocorre pelo fato de minha placa mãe não ser Intel, e sim AMD-K6. Você poderia confirmar isso?
Resposta:
De modo algum, o modelo do processador não influencia neste problema. Pode estar ocorrendo devido a Overclock (quando o processador está programado para operar com um clock acima do normal), ou quando a placa de vídeo é muito lenta para o processador. Confirme se a sua placa está configurada para o clock externo de 66 MHz e multiplicador 2,5x, o que resulta no clock interno de 166 MHz. Esta é a forma correta de configurar um Pentium-166. Isto pode ser conferido checando os jumpers da placa de CPU, comparando com o seu manual.
A lentidão da placa de vídeo pode ser solucionada, fazendo com que os acessos do processador a ela sejam um pouco mais demorados. Isto é conseguido através do Advanced Chipset Setup. Aqui estão alguns itens que diminuirão esta velocidade:
• 8 bit / 16 bit I/O recovery: aumente o valor
• PCI Bursting: desabilite
• PCI Streaming: desabilite
• Video BIOS Cacheable: desabilite
• Video BIOS Shadow: desabilite
Não significa que todos esses itens devem ser remanejados. Provavelmente o I/O recovery resolverá o problema, mas se não resolver, tente os demais, um de cada vez.

29) Largura da imagem
Meu PC é um Pentium-166 com 32 MB de RAM, monitor Philips modelo 7CM5299/78T e placa Trident TD9680. Meu problema é que não consigo fazer com que a imagem ocupe todo o monitor. Fica aproximadamente um espaço de 1 cm do lado esquerdo e 2 cm do lado direito, sem imagem. No DOS, a tela fica toda preenchida. O que fazer para solucionar o problema?
Resposta:
A largura da imagem está diretamente relacionada com a freqüência horizontal do monitor. Com maior freqüência horizontal, o feixe eletrônico percorre a extensão da tela mais rapidamente, e pode não cobrir 100% da largura da tela. Podemos regular isto nos botões existentes no monitor, mas em alguns casos, mesmo com o controle no máximo, a tela não fica totalmente preenchida. Uma forma de resolver o problema é reduzindo a freqüência vertical do monitor, o que provoca uma redução automática na freqüência horizontal, e a imagem fica mais larga. A freqüência vertical de 60 Hz deixa a imagem bastante larga, mas a cintilação da tela incomoda a visão. Valores como 70 e 72 Hz são mais confortáveis à visão, e dependendo do monitor, podem deixar a imagem mais larga. Valores superiores estreitam mais ainda a imagem e não oferecem melhoramentos visuais significativos. Muito pelo contrário, a imagem começa a perder nitidez com freqüências mais altas. Junto com a sua placa de vídeo, você deve ter recebido um utilitário próprio para a regulagem dessas freqüências (Refresh Rate). Se não recebeu, pode utilizar o Display Doctor, encontrado em http://www.scitechsoft.com .

30) Tela cheia
Gostaria de saber se vocês conhecem algum programa que faça com que eu possa ver arquivos com a extensão AVI ou MOV em tela cheia da mesma forma que vejo os arquivos com extensão MPG. Esses de extensão MPG consigo ver em tela cheia graças a uma placa instalada no meu computador. Eu penso talvez que exista um programa que faça a conversão de arquivos AVI e MOV para MPG, ou até mesmo que os reconhece, mostrando em tela cheia, sem distorções.
Resposta:
Quem faz a exibição em tela cheia não é exatamente um programa, e sim, um CODEC para descompressão de vídeo. A sua placa de vídeo possui hardware decodificador MPEG, portanto este tipo de arquivo pode ser visualizado, sem a necessidade de descompressão por software. Sua placa provavelmente possui circuitos que fazem a expansão da imagem por interpolação, o que resulta em excelente qualidade. Sem o uso de placas especiais, a expansão da imagem é feita pela simples repetição de pixels. Podemos distinguir claramente que a imagem é formada por uma sucessão de quadrados, o que não ocorre quando a expansão é feita por hardware. Existem placas que só fazem a expansão da imagem em arquivos que também são descomprimidos (no seu caso, MPG). Outras placas são capazes de dar uma chance a arquivos AVI e MOV para que peguem uma “carona” nos seus circuitos de expansão. Provavelmente a placa foi fornecida com um software usado para a visualização de arquivos MPG. Verifique se este software também aceita abrir arquivos AVI ou MOV. Se não abrir, verifique se isto pode ser feito pelo Media Player. Em geral quando essas placas são instaladas, os recursos de exibição de vídeos são melhorados e incorporados ao Media Player. Se esta opção não existir, não adianta procurar softwares. A única coisa que poderá ser feita para expandir arquivos AVI e MOV é a repetição de pixels. No Windows 95 isto é configurado através do Painel de Controle / Multimídia / Vídeo. Lá você irá controlar o tamanho das janelas de vídeo.

31) Saída para TV
Preciso comprar uma placa que seja capaz de enviar a imagem, tanto para o monitor como para uma TV. Ouvi dizer que a Trident 9865 faz isso, é verdade?
Resposta:
É verdade que esta placa serve para o que você quer, e pode ser encontrada com facilidade nas revendas de informática. Outra placa que também faz isso é a ATI All-in-Wonder. A saída para TV é feita em vídeo composto no padrão NTSC, portanto você deve utilizar uma TV que possua entrada NTSC de vídeo composto, ou então uma que possua pelo menos vídeo composto em PAL-M e usar um transcodificador externo. Mesmo assim, existem produtos que são ligados na saída de qualquer placa de vídeo VGA, e enviam as imagens simultaneamente para o monitor e para uma TV. Desta forma você ficará independente da placa de vídeo usada, e poderá utilizar este sistema em qualquer computador.

32) Quero uma placa 3D
Tenho acompanhado matérias sobre Placas de Vídeo e gostaria de fazer uma aquisição que me deixasse tranqüilo por algum tempo. Tenho uma Placa de Vídeo Trident com 2 Mb, mas gostaria de ter melhores recursos pois usamos em casa alguns jogos que pedem melhor qualidade gráfica. Minhas dúvidas serão relatadas abaixo: qual a melhor placa de vídeo que use recursos 2D e 3D?; as placas de vídeo que usam recursos Voodoo podem ser colocadas sozinhas como placa de vídeo?; as placas AGP podem ser usadas e funcionar bem em um Pentium MMX? No caso de indicação de alguma placa, gostaria de que me fosse indicado o endereço/site para aquisição, podendo ser no Brasil ou no exterior.
Resposta:
Uma excelente placa de vídeo tridimensional é a Diamond Viper V330, disponível nas versões PCI e AGP. É uma aceleradora 2D e 3D, e funciona de forma autônoma. Você poderá encontrá-la à venda com relativa facilidade no comércio especializado, já que existem empresas que distribuem os produtos da Diamond para centenas de revendas. Entretanto, as placas de vídeo 3D mais sofisticadas no momento são as que utilizam o chip gráfico 3D/Fx Vodoo 2. Uma delas é a Diamond Monster 3D 2. Placas equipadas com este chip custam caro e podem ser encontradas em muitas revendas. Este chip não executa as funções de aceleração bidimensional, sendo totalmente dedicado ao processamento 3D. Portanto, essas placas precisam operar em conjunto com outra placa de vídeo para as funções 2D, que pode ser até mesmo a sua Trident.
Placas de vídeo AGP podem funcionar perfeitamente em PCs equipados com Pentium MMX, mas é preciso lembrar que nem todos os PCs que usam o Pentium MMX possuem barramento AGP. Para obter maiores informações, como endereços de fabricantes, você pode acessar a área de Links deste site. Selecione então “Placas de Vídeo”, e então você terá acesso aos sites de praticamente todos os fabricantes.

33) Falhas na imagem
Tenho um monitor Mtek MT-1428, high-resolution, Super VGA. Quando vou rodar algum jogo mais novo como FIFA 98, aparecem valhas linhas e a imagem fica diferente, sem condições de jogar (apesar de rodar). Gostaria de saber como eu posso configurar meu monitor para que ele rode todo tipo de programa. É necessário trocar? Obrigado.
Resposta:
Muitos jogos para MS-DOS de lançamento mais recente utilizam modos gráficos de alta resolução, seguindo o padrão VESA (Video Electronics Standards Association). Para que funcionem, é preciso que a placa de vídeo possua um BIOS VESA. Entre 1994 e 1996, praticamente todas as placas de vídeo possuíam as extensões VESA fazendo parte dos seus BIOS. Depois disso, novas funções gráficas foram acrescentadas a essas placas, principalmente em relação aos gráficos tridimensionais. Alguns fabricantes optaram por retirar o BIOS VESA, deixando assim espaço para essas novas funções (precisam manter o tamanho máximo de 32 kB para este BIOS, por questões de compatibilidade). Para resolver o problema, a maioria dos fabricantes de jogos fornecem um driver VESA que é automaticamente executado sempre que utilizamos seus jogos. Nem todos os fabricantes fazem isso, e nem sempre o driver VESA fornecido com os jogos são compatíveis com a placa de vídeo. Placas de vídeo novas podem não ser compatíveis com drivers VESA que acompanham jogos produzidos há dois anos atrás. O usuário precisa então providenciar o driver VESA apropriado. O melhor driver VESA é o Display Doctor, que pode ser obtido em:
http://www.scitechsoft.com
Este software realiza diversas funções, como por exemplo, a programação das freqüências do monitor, tanto no modo DOS como no Windows, obtendo assim uma imagem de melhor qualidade, dentro das capacidades do monitor. Antes de executar os seus jogos, execute o programa que ativa o driver VESA que faz parte do Display Doctor, e você poderá utilizar os jogos em alta resolução. Note que em muitos casos, é preciso antes executar o Setup do jogo para indicar qual é o driver VESA que será usado. Você deve indicar então o driver VESA com a opção “já instalado”.

34) Bagunça na tela
Em janeiro adquiri um PC com processador Intel 200 MMX, HD Western Digital de 2,6 GB, 32 MB de RAM, placa de video 2 MB Trident, memória cache 512 k, kit multimídia Creative Labs 24x. Estou com alguns problemas que o técnico não sabe a causa. Quanto coloco o CD do Almanaque Abril 96, as telas de apresentação aparecem com as imagens em dobro. As molduras que acompanham o ponteiro do mouse ficam um pouco abaixo do lugar onde deveriam estar. Em outro CD, escuto o som perfeitamente, mas, consigo ver somente uma parte do video.
Dizem que a culpa provavelmente é das DLL. No meu computador instalei alguns jogos como “Jedi Knight”, “Men in Black” e “Star Trek” que exigiu o DirectX 5.0. Tentei desinstalá-los mas não consegui. Aparece logo em seguida uma mensagem dizendo que ocorreu um erro na desinstalação e, por isso, não pode ser completada.
Pergunto: que significa DLL, para que serve e se é possível retirá-las do computador. Existe algum outro meio de acabar com a interferência nos meus CDs?
Resposta:
Essas DLLs (Dynamic Link Libraries) são arquivos que contém diversas funções. Uma delas é a responsável pela geração de gráficos. A DLL que o técnico se refere é a que faz parte deste CD-ROM. Lembro-me que no final de 1995 e início de 1996, alguns programas apresentavam problemas ao serem executados sob o Windows 95, principalmente aqueles que se propunham a funcionar tanto no Windows 3.x como no Windows 95. Alguns desses programas exigiam ser executados em determinados modos gráficos, caso contrário apresentariam problemas. O próprio dicionário Aurélio Eletrônico, mesmo fazendo a parte lingüística muito bem, apresenta algumas esquisitices na tela. Não existe portanto problema algum com o seu computador, e você deve tentar outras configurações de vídeo, mudando a resolução e o número de cores, até encontrar um modo que não apresente o problema. Em geral este problema está relacionado com o número de cores. Por exemplo, o problema pode ser manifestado quando a placa de vídeo opera com Hi Color (16 bits por pixel, 65.536 cores) e True Color (24 bits por pixel, 16 milhões de cores), mas funcionar bem quando a placa é configurada com 256 cores. Também é recomendável instalar uma versão mais nova para o driver desta placa de video, obtido no site da Trident.

35) Monitor com microfone
Recentemente adquiri um monitor da marca ADI modelo DUO de 17 polegadas com caixas de som e microfone embutidos. Porém não consegui até hoje descobrir como se usa o microfone deste monitor. No manual diz que o microfone já vem embutido, só que não fala aonde e nem como usá-lo. Estou precisando muito de usar este microfone!
Resposta:
Informações sobre este monitor podem ser obtidas em http://www.adiusa.com . Pelas suas características apresentadas, considero-o um excelente monitor. Não existe entretanto neste site, a versão on-line do seu manual. Você deveria consultar o manual que acompanha o monitor para obter maiores detalhes sobre a conexão do microfone. Entretanto, mesmo sem conhecer este modelo em particular, vou dar indicações de como é esta conexão neste tipo de monitor, conforme pude observar em outros modelos. O microfone é muito pequeno, e está embutido na parte frontal do monitor. Provavelmente você encontrará uma pequena ranhura na parte central superior ou inferior, na qual está o microfone. É possível que o microfone seja do tipo estéreo (duplo), e acessado por duas pequenas ranhuras na parte frontal, porém dispostas lateralmente. Você não precisa se preocupar em instalar nem configurar nada em relação à parte frontal do microfone. Apenas fale e o som será captado. Na parte traseira do monitor você encontrará diversos conectores, entre os quais um conector tipo P2 estéreo, do mesmo tipo existente na parte traseira das placas de som. Deve ser usado um cabo de áudio com conectores P2 estéreo em ambas as extremidades, para fazer a ligação entre o conector MIC do monitor e a entrada MIC da placa de som. Provavelmente este cabo foi fornecido junto com o monitor, mas se não for o caso, você poderá facilmente comprar este tipo de cabo em lojas de material eletrônico.

36) Listras na tela
Quando altero a configuração do vídeo para mais que 16 bits ou mais que 800×600, o computador fica com diversas listras, riscando a tela. O que fazer? (Tenho uma Trident 9440.)
Resposta:
Provavelmente um dos chips de memória da sua placa de vídeo está defeituoso. O erro deve estar no final da região de memória ocupada pelo chip, já que só ocorre quando você usa modos gráficos que utilizam mais memória. Nos modos gráficos de menor resolução e menos cores, apenas uma fração da memória de vídeo é utilizada, e a região com erro não é acessada. A solução mais barata para o problema (que nem sempre é possível realizar) é trocar os chips de memória de vídeo. Leve a placa a uma loja especializada e compre o chip necessário. Como existem muitos modelos de chips (existem muitas placas que utilizam o chip gráfico Trident 9440, e elas podem usar chips de memória bastante diferentes), não é possível indicar um determinado chip que atenda o seu caso. Por outro lado, se os chips de memória de vídeo forem soldados, não valerá a pena a sua substituição (os laboratórios em geral não possuem os equipamentos de soldagem necessários). Neste caso, a solução será trocar a placa de vídeo.

37) Placa 2D x placa 3D
Vou comprar uma placa Creative 3D BLASTER Voodoo II 8MB, para obter um melhor desempenho dos meus jogos em 3D. O problema é que minha placa de vídeo é uma Cirrus Logic 5434 PCI de apenas 1MB. Qual seria a melhor placa, em termos de preço e qualidade, para acompanhar a minha futura aceleradora 3D?
Resposta:
O funcionamento da 3D Blaster (assim como ocorre com as demais placas equipadas com os chips gráficos Voodoo I e II) não depende da velocidade da placa de vídeo 2D. As placas gráficas 3D equipadas com esses chips necessitam operar em conjunto com uma outra placa de vídeo, que pode ser de qualquer marca e modelo. Esta placa de vídeo exibirá as imagens normais, e a placa equipada com o Voodoo só entrará em ação quando forem usadas as imagens 3D dos jogos e demais programas.
Por outro lado, muitos usuários querem, já que vão utilizar uma super placa 3D, utilizar também uma super placa 2D. Em geral, modelos de baixo custo, como muitos da Trident e da Cirrus Logic não podem ser enquadrados nesta categoria. Os PCs ficariam com excepcional qualidade e desempenho nas imagens 3D, mas deixando a desejar na velocidade de exibição de imagens comuns, em 2D. Levando em isto em conta, o usuário poderá desejar instalar uma placa 2D mais sofisticada, ou mesmo placas que são 2D e 3D. Você pode adquirir qualquer uma, como por exemplo, a Diamond Fire GL 1000 Pro. Você poderá encontrar todas as informações sobre esta placa no site da Diamond. Outra placa bastante veloz nas operações 2D é a Matrox Millennium II. Se quiser encontrar informações em sites de vários fabricantes de placas de vídeo, dê uma olhada na área de links deste site.

38) Memória de vídeo
Como me certificar da quantidade de memória RAM existente na placa de vídeo?
Resposta:
Uma forma simples de checar a quantidade de memória de vídeo é tentando utilizar resoluções elevadas no Windows 95/98, com elevado número de cores. Se a placa é capaz de operar em 800×600 com 24 bits por pixel, fica comprovado que possui 2 MB ou 4 MB. Se é suportada a resolução de 1024×768 com 16 bits por pixel, também fica caracterizado que existem 2 MB ou 4 MB de memória de vídeo. Se é oferecida a resolução de 1024×768 com 24 bits por pixel, fica comprovado que existem 4 MB de memória de vídeo. Uma outra forma de checar esta quantidade de memória é através do programa Display Doctor, que pode ser obtido pela Internet, em http://www.scitechsoft.com. Na área de artigos deste site, você encontrará um que ensina a usar os recursos do Display Doctor.

39) Propriedades de vídeo
Estou com um problema no Windows 95. Tenho o Microsoft Plus! Instalado e nunca deu problema. Contudo, ultimamente quando tento acessar as Propriedades de Vídeo (Menu Iniciar / Configurações / Painel de Controle) simplesmente nada acontece. Os únicos programas importantes que foram instalados aqui foram o Netscape 2.02 e o Internet Explorer 3.02, além do acesso à Internet. Fora isso, apenas alguns joguinhos. Antes de alguma suspeita, tenho o VirusScan, da McAfee, na sua versão mais atualizada. Já experimentei reinstalar o Windows 95 por cima, mas nada funcionou. Tentei a detecção automática de hardware, agora ele não reconhece meu monitor SyncMaster 15Gli. Minha placa de vídeo é uma Trident 9440. Não consigo alterar as cores, o papel de parede, as fontes, o Screen Saver. O estranho é que os Temas para Área de Trabalho do Plus! funcionam perfeitamente.
Resposta:
O problema pode estar apenas no Painel de Controle, tendo sido perdida a ligação entre este programa e o quadro de Propriedades de Vídeo. Experimente clicar uma parte vazia da Área de Trabalho com o botão direito do mouse e escolher a opção Propriedades, o que também dá acesso ao quadro de propriedades de vídeo. Algum software que você instalou (programa ou driver) bloqueou o acesso ao quadro de propriedades.
Experimente reinstalar o Windows 95 sobre o diretório C:\WINDOWS, pois isto tem chances de resolver o problema. Também existem chances desta reinstalação não funcionar, pois quando você instala novamente o Windows 95 sobre o mesmo diretório, a maioria dos componentes de software adicionais instalados são mantidos. Nesse caso a nova instalação não desfaz o problema. Para remover totalmente o causador do problema será preciso apagar o diretório C:\WINDOWS e repetir a sua instalação. Confirme se o problema realmente foi resolvido, e repita a instalação de todos os softwares anteriormente instalados. A cada nova instalação de software, confira se o quadro de propriedades de vídeo está disponível, você assim poderá descobrir qual software é o causador do problema.

40) Visualização com 256 cores
Estou com um Pentium-100,16 MB de RAM, HD 1.2 GB, placa de vídeo Trident 256 cores e um monitor Daewoo 14″ 0.28 mm e resolução máxima 1024 x 768, só que está ocorrendo o seguinte, quando pego uma foto qualquer na Internet, seja de qualquer extensão, GIF, JPG, etc., a resolução fica deixando a desejar, mas quando faço a visualização da mesma pelo programa ACDSee 32 a coisa muda da água para o vinho, a foto fica com uma resolução excelente, mas quando a visualizo pelo browser IE 3.0 ou pelo Corel Photo a resolução não é a mesma que tenho no ACDSee 32. Existe algum lugar na configuração da minha maquina onde poço “fuçar” e conseguir uma excelente resolução para fotos em modo permanente, ou seja ter uma ótima imagem de fotos com qualquer programa de utilize para visualizá-las, se tiver alguma dica por favor me ajude, ficarei muito grato.
Resposta:
O problema é que as fotos que você está pegando foram feitas para serem visualizadas em modos Hi-Color e True Color. Como sua placa está operando com apenas 256 cores, a imagem não apresenta na tela todas as cores que armazena, e o resultado é bastante ruim. Isto não é problema de resolução, e sim, de número de cores. Programas visualizadores de imagens como o ACDSee utilizam um processo chamado Ditherization para simular um número maior de cores, utilizando uma placa de vídeo que opera com poucas cores. Este método faz verdadeiros milagres, já vi até placas que operam com 16 cores apresentarem resultados razoáveis. Consiste em misturar pixels de várias cores, usando apenas as disponíveis, simulando um número maior de cores. Apenas olhando bem de perto podemos perceber a mistura de cores.
Programas como o Corel Photo e o IE3 não se preocupam em usar a “ditherização”, pois partem do princípio que a maioria das placas de vídeo atuais (na verdade, as fabricadas depois e 1994) podem operar em modo True Color, ou pelo menos em Hi-Color. Acho difícil que a sua placa de vídeo esteja usando apenas 256 cores. Se for uma placa PCI, certamente você pode instalar um driver próprio para operar em True Color. Este driver está em um disquete que acompanha a sua placa de vídeo. Se você perdeu este disquete, obtenha o driver em http://www.tridentmicro.com . Ao operar em Hi-Color ou True Color, todos os programas passarão a apresentar as fotos com altíssima qualidade e realismo.
Note que se a sua placa de vídeo for um antigo modelo de 16 bits, equipado com os chips TVGA8900 (acho muito difícil), será preciso adquirir uma placa de vídeo nova para poder operar com mais cores.

41) Placa de recepção de TV
Tenho um Compaq Presario/166 com 48 MB de RAM, 3,2 GB de HD e placa de vídeo de 1 MB. Gostaria de instalar nele uma placa receptora de TV/FM, com captura de imagens (igual ou semelhante às que já vem instaladas nos INFOWAY), porém não consigo encontrá-las aqui na região de Ribeirão Preto/SP ou quando encontro alguma, não tenho informações técnicas suficientes para saber se o produto tem todas as funções que desejo. Quais os endereços onde posso obter maiores informações sobre estas placas?
Resposta:
Acho que vale muito a pena você fazer uma visita à cidade de São Paulo. Lá você encontrará praticamente todos os produtos oferecidos pelos fabricantes estrangeiros. Tenho visto em muitas lojas a placa ATI All-in-Wonder Pro, a mesma que tenho no meu PC principal. Esta placa não captura FM, mas captura sinais de TV diretamente de uma antena, podendo ser configurada para PAL-M, coisa que a maioria das placas não faz. A placa captura vídeo pode ser também ligada a uma câmera ou VCR, e tem saída de vídeo composto, possibilitando que as imagens geradas sejam gravadas em fita. Esta saída de vídeo composto pode ser também ligada em uma TV. Você poderá encontrar informações sobre esta placa no site da ATI ( http://www.atitech.ca ). Esta placa eu uso diariamente, vejo o jornal da Globo às 7 da manhã enquanto começo a trabalhar, e garanto que faz o que você quer.
A placa usada no Infoway é a AIT Wave Watcher. Você pode encontrar informações em http://www.aitech.com . Outra placa que possivelmente fará o que você quer é a PixelView Combo TV. Informações podem ser encontradas em http://www.prolink-usa.com/.

42) Pixels x Dot Pitch
Se um monitor SVGA possui uma shadow mask fixa e um único tamanho de dot pitch, então como esse monitor pode ser configurado de forma a definir várias resoluções diferentes?
Resposta:
A tela do monitor tem suas características físicas inalteradas. A alteração da resolução é obtida com alteração no tamanho dos pixels. Lembre-se que existe um feixe eletrônico que percorre internamente a tela do monitor, “iluminando” as tríades. Quando este feixe caminha mais depressa, tudo se passa como se a área iluminada a cada instante fique menor, ou seja, os pixels iluminam uma quantidade menor de tríades. Portanto, o que define a resolução é basicamente o tamanho dos pixels, que é definido pelo feixe eletrônico, este sim é variável.

43) Dois monitores
Estou muito interessado em adquirir um Pentium II, mas antes preciso saber tal equipamento pode fazer determinada tarefa. É possível, utilizando o Win98, conectar 2 placas de vídeo internas e usar 2 monitores em tarefas distintas? Como o micro ou o Win98 gerencia tal função? Já ouvi falar da saída USB, onde acredito eu possa colocar alguns periféricos externos como teclados por exemplo. Mas placa de vídeo/monitor eu também conecto por este tipo de saída? Por favor, estou muito curioso em saber se isto é possível. Desde já agradeço muito a atenção.
Resposta:
O Windows 98 permite conectar ao PC, vários monitores, cada um deles ligado a uma placa PCI. Primeiro instale o Windows 98 usando apenas uma placa de vídeo. Depois de instalado, desligue o PC e adicione a segunda placa de vídeo. Ligue-o, e ela será detectada e seu driver será instalado. No quadro de propriedades de vídeo, selecione a guia Monitores. Selecione então a placa de vídeo desejada e marque a opção Use este dispositivo como parte da área de trabalho.
O barramento USB permite ligar diversos dispositivos, como teclado, mouse, joystick, scanner, câmera digital, etc. A adoção deste padrão tem sido lenta, mas procurando com calma já é possível encontrar vários dispositivos USB. Pelas suas características, este barramento não é adequado à conexão de monitores. Portanto você nunca encontrará monitores USB.

44) Vídeo sem manual
Comprei um Pentium II de 300 MHz, 64 MB de RAM, HD de 5 GB, som e vídeo AGP on board e memória de vídeo que faz uso da RAM da placa de CPU (configurei como 4 MB). O manual da placa mãe não informa nada sobre som ou vídeo. Não acompanhou o micro nenhum manual referente à placa de vídeo e o CD-ROM que configura os drivers de som e vídeo não possui informações a respeito. Consultei a empresa que vendeu o computador e não obtive respostas sobre minha dúvida e sobre a placa AGP. Na parte traseira do gabinete referente ao monitor de vídeo constam 3 saídas: SVGA, TV OUT e S-VIDEO. Na saída SVGA conectei o monitor e tudo funcionou bem. A saída TV OUT, segundo a empresa que vendeu o computador, serve para ligar uma TV, obtendo assim na mesma a imagem do monitor, ou um VCR, para gravar em fita essas imagens. Isto requer hardware ou software adicional? A saída S-VIDEO, que desconheço, serve para quê? Preciso instalar hardware ou software adicional? Onde posso me informar? No Setup tenho as seguintes dúvidas: o que é SMART, e o que é DRAM Integrity Mode?
Resposta:
Peço aos leitores que em casos como este, forneçam o nome da empresa que vendeu o computador para que possamos divulgar. Se a empresa vendeu um computador de marca, o fabricante deve fornecer todo o suporte, manuais e informações técnicas para os usuários. Se foi um PC montado pela própria empresa que o vendeu (ou seja, um PC sem nome), a mesma passa a assumir responsabilidade de fabricante, devendo fornecer aos seus clientes todos os manuais e informações solicitadas. Também não é possível responder genericamente se é necessário algum hardware ou software adicional para utilizar as saídas TV OUT e S-VIDEO da sua placa. É possível que essas duas saídas de vídeo estejam automaticamente ativas, mas também é possível que seja necessário executar algum software de controle (que deveria ser fornecido junto com a sua placa de vídeo e descrito no seu manual) para a ativação dessas saídas. Experimente conectar em TV OUT, uma TV que tenha entrada de vídeo composto. Se não obtiver imagem, provavelmente será necessário usar um utilitário da placa de vídeo. Insista com o seu revendedor para obtê-lo. A saída S-VIDEO traz sinais de vídeo de melhor qualidade que as de vídeo composto normal. É usado por alguns aparelhos de vídeo mais sofisticados, como por exemplo, Video Lasers.
SMART significa Self Monitoring, Analysis and Reporting Technology. É um recurso presente nos discos rígidos modernos, através do qual eventuais erros são gravados em um relatório dentro do próprio disco. Ao consultar este relatório, através de utilitários apropriados, podemos identificar quando o disco rígido está com tendência a apresentar defeitos mais críticos. Você pode encontrar explicações detalhadas sobre SMART em http://www.quantum.com .
Finalmente, o item DRAM Integrity Mode indica qual será o método de detecção e correção de erros na memória a ser empregado. Para que essas técnicas possam ser utilizadas, é preciso usar memórias com paridade. Como no Brasil são muito raros os módulos com paridade, provavelmente este é também o seu caso, e você precisará deixar este item desabilitado no CMOS Setup. Quando as memórias possuem paridade podemos utilizar a paridade simples (EC Only) ou ECC, que é mais sofisticado.

45) Compactação AVI
Tenho um Pentium II com 64 MB de RAM, vídeo AGP de 4 MB, HD Ultra DMA de 4.3 GB, placa Sound Blaster 16, placa fax/modem 56k Aztech, drive de CD-ROM Creative 32x, gravador de CD CDD 3610 Philips e placa de captura RT300 da Creative. Sou programador de multimídia e estou com um problema em relação a vídeo AVI. Na captura a qualidade é mais que excelente para o tipo de trabalho que faço, a placa RT300 captura em 320×240 vídeo de grande qualidade. Entretanto, quando gravo esses mesmos vídeos em um CD, sua exibição se torna lenta, cheia de saltos e sem sincronismo entre som e imagem. Utilizo o Adobe Premiere para editar vídeos. Possuo uma enciclopédia sobre cinema bem antiga, mas os vídeos são reproduzidos de uma maneira por igual, tanto em drives 2x quanto em 32x. O que devo fazer?
Resposta:
A chave de tudo é o grau de compactação utilizado. Vídeos de alta qualidade, a 30 quadros por segundo e janela de tamanho normal (320×240) só podem ser reproduzidos sem problemas se for usado um drive de CD-ROM veloz, um processador veloz e uma placa descompressora de vídeo por hardware. Na maioria dos casos você não poderá partir dessas premissas, e precisará efetuar simplificações para que as imagens sejam exibidas em PCs mais modestos. A primeira providência é reduzir o frame rate. Valores entre 10 fps e 15 fps são aceitáveis. Verifique qual é o menor valor que você pode utilizar, ainda mantendo a qualidade desejada. Verifique se é aceitável utilizar janelas de menor tamanho, como 240×180.
O mais difícil é encontrar um equilíbrio perfeito entre compressão de imagem e os tamanhos dos arquivos digitalizados. Vídeos que usam pouca compressão, resultante de métodos de compactação simples (e fáceis de descomprimir) tendem a ocupar muito espaço em disco. Isso faz com que seja gasto muito tempo na leitura desses arquivos a partir do CD-ROM, deixando pouco tempo livre para o processador fazer a descompressão e a transferência para a tela. Se for usado um alto grau de compressão, os arquivos ficarão menores, tomando menos tempo do processador para a sua leitura, mas ocupando mais tempo no trabalho de descompressão e exibição. Experimente usar um método de descompressão que exija no máximo 50% da taxa de transferência do drive de CD-ROM. Se você vai especificar que sua aplicação de multimídia exige um drive de CD-ROM de no mínimo 4X (600 kB/s), não use um método de compressão que resulte em arquivos com mais de 300 kB para armazenar cada segundo de vídeo. Partindo daí, tente utilizar níveis maiores de compressão e verifique seu desempenho usando um PC com os requisitos mínimos para usar a sua aplicação. Verifique qual é o máximo grau de compressão que pode ser usado sem a ocorrência de saltos na imagem, e sem perder qualidade na imagem.
Já fiz várias experiências com gravação de vídeo digital, e os melhores resultados foram obtidos com os Codecs Cinepak e Intel Indeo.

46) PCI x AGP
Possuo uma placa de vídeo Diamond Monster 3D II PCI em meu PC, entretanto fiquei sabendo do novo bus AGP. Se eu adquirir um novo computador de placa mãe com bus AGP terei que jogar fora minha Monster 3D?
Resposta:
Não, de forma alguma. Mesmo as placas de CPU equipadas com o barramento AGP possuem também slots PCI, e em um deles você poderá conectar a sua atual placa de vídeo.

47) Problemas com placa de vídeo Cirrus Logic 5440
Recentemente, troquei minha placa de vídeo (tinha uma InterGraphics IGS 1682 1MB e instalei uma Cirrus Logic 5440 PCI 1MB). Após fazer a instalação física da nova placa, ao entrar no Windows, o computador travava no lugar de alguns objetos apareciam apenas seus espaços em branco. No modo MS-DOS, tudo funcionava perfeitamente, inclusive, os jogos. Tentei reiniciar o computador várias vezes, mas nenhuma deu resultado. Também tentei reinstalar o Windows 95, mas assim que eu entrava no programa de instalação, acontecia o mesmo problema que no próprio ambiente Windows. Tentei também trocar a placa de vídeo de slot, o que também não deu nenhum resultado. Então, desabilitei o jumper JP12 da placa de vídeo, o que fez com que ela trabalhasse com apenas um dos seus chips de memória, ficando assim com apenas 512KB de memória. Tentei remover e recolocar os chips de memória da placa de vídeo, mas nada deu resultado. Testei a placa no computador, onde estava anteriormente e ela funcionou normalmente. Seria algum jumper na placa mãe que eu teria de mudar por ter trocado a placa de vídeo? O que posso fazer para tentar resolver o problema?
Resposta:
Já tive problemas estranhos com placas baseadas no chip Cirrus Logic 5446, da mesma família que o 5440 usado na sua placa. O problema foi resolvido através da desabilitação dos itens PCI Bursting e PCI Streaming no CMOS Setup. Verifique ainda como está programado o funcionamento do barramento PCI na sua placa. Em placas de CPU 486 e 586, o clock PCI é igual ao clock externo do processador. Nas placas de CPU Pentium, o clock PCI em geral é igual à metade do clock externo do processador. Sendo assim, processadores 486 e 586 devem ser configurados para o clock externo de 33 MHz, enquanto processadores Pentium devem ter o clock externo programado para 66 MHz. Se a sua placa de CPU é ainda mais recente, o clock PCI não será necessariamente igual à metade do clock externo do processador. Será preciso consultar o manual da sua placa de CPU para programar corretamente o clock PCI para 33 MHz.
Tente também fazer a instalação do driver mais recente para a sua placa de vídeo, encontrado no site da Cirrus Logic.

48) Para instalar uma placa de vídeo 3D Diamond modelo V330
Não estamos conseguindo instalar uma placa de vídeo Diamond V330. Após terminar a instalação e reiniciar a CPU, a tela fica toda escura. Nossa configuração é um K6-2-300 com 64 MB de RAM PC-100 e Windows 98.
Resposta:
Este problema pode ocorrer quando é instalada uma placa de vídeo AGP em PCs equipados com chipsets não Intel, como o MVP3 e o Aladdin V. Como sua placa é PC-100, provavelmente usa um desses chipsets. Os drivers do Windows 98 para o barramento AGP não funcionam corretamente com esses chipsets, é preciso instalar um AGP Driver ou AGP Patch, fornecido em um disquete ou CD que acompanha a sua placa de CPU. Já observei anomalias na imagem quando este driver não é instalado, mas acredito que a tela escura também pode ser causada por este motivo.
Existe ainda outro ponto que deve ser checado, que é a taxa de atualização do monitor. Alguns monitores simplesmente desligam a imagem quando são alimentados por uma freqüência horizontal acima da permitida, para evitar a queima do flyback. Para resolver o programa, execute uma partida no modo de segurança (basta teclar F8 durante o boot e no menu apresentado escolher “modo de segurança”) e abra o quadro de propriedades de vídeo. Clique em Configurações, Avançadas e Adaptador. No campo Taxa de Atualização, escolha a opção “Padrão do Adaptador”. De volta ao quadro de configurações, selecione a resolução de 640×480 e reinicie o Windows. A taxa de atualização deverá estar dentro dos limites do monitor, e a imagem deverá voltar. Se o problema persistir, volte ao modo de segurança, e no mesmo quadro onde você escolheu Adaptador, selecione a guia Monitor e indique a marca e o modelo do seu monitor. Finalmente, instale o driver mais novo para esta placa, encontrado no site da Diamond.

49) Problemas com jogos modernos em um Pentium-120 com placa Trident 9440
Meu PC é um Pentium-120 com 16 MB de RAM e placa de vídeo Trident PCI 9440. Ao utilizar alguns jogos, alguns no Windows e outros no DOS, as imagens são exibidas totalmente sem sincronismo, embaralhadas e não dando para ver nada.
Resposta:
Seu monitor está perdendo sincronismo nos modos gráficos gerados por esses jogos. A solução para o problema é usar um utilitário de configuração de freqüência vertical (ou refresh rate) que acompanha a sua placa de vídeo. Se você não possui este programa pode usar o Display Doctor, obtido em http://www.scitechsoft.com. Este pacote possui vários utilitários de vídeo, entre os quais, aqueles que configuram as freqüências verticais usadas para cada resolução, tanto no Windows como no MS-DOS. Na área de artigos deste site você encontrará um artigo que ensina a utilizar este software.

50) PC bem configurado para usar uma placa Voodoo 3
Tenho um Pentium-166 sem MMX com 16 MB de RAM. Pretendo adquirir em julho uma placa 3D Voodoo 3. Quais são as mudanças mínimas a serem adicionadas neste computador para permitir a instalação desta placa, já que será produzida apenas na versão AGP?
Resposta:
Para não ficar decepcionado, você precisará de um processador mais veloz e mais memória RAM. Esta é uma placa de vídeo muito sofisticada, mas apesar da qualidade de imagem ser impressionante, um processador lento colocará tudo a perder. A geração de gráficos 3D é uma “parceria” entre o processador e a placa de vídeo. O processador é encarregado de calcular e enviar para a placa de vídeo informações numéricas que definem a imagem como uma “estrutura de arame”, aquilo que chamamos de wire frame. A imagem é formada como uma sucessão de triângulos e quadriláteros. A função principal da placa de vídeo 3D é preencher esses polígonos com as texturas apropriadas, o processo que chamamos de renderização. Não adianta ter uma excelente placa de vídeo 3D se o processador não é suficientemente veloz para gerar o wire frame rapidamente. O resultado é a perda de continuidade de movimentos. Será preciso também maior quantidade de memória RAM. As placas AGP podem gerar imagens com um número maior de elementos de textura, já que utilizam uma parte da memória RAM da placa mãe. Placas PCI também usam esta memória, mas de forma indireta. O processador lê as texturas do disco rígido ou CD para a memória RAM, e depois as transfere para a placa PCI. Com placas AGP o processador não perde tempo com a transferência de texturas, pois a própria placa de vídeo faz essas transferências. Por isso podem usar mais texturas sem degradar o desempenho do processador. Sugiro então que você use 64 MB de RAM, já que os jogos modernos utilizarão muita memória RAM para armazenar texturas. Quanto ao processador você pode utilizar um K6-3 ou um Pentium III de 450 ou 500 MHz. Note que sua nova placa de vídeo é cara e sofisticada, e precisa de um processador à altura para que seja melhor aproveitada.
1) Problemas com vídeo onboard
Tenho uma placa mãe Sis530 que possui placa de vídeo embutida e compartilha a memória de vídeo com a memória principal. O meu processador é um K6-2-350. Após instalar o win95 ou win98 percebo os problemas listados abaixo:
– Quando uso o DOS a tela não mostra as 25 linhas.
– Quando encerro programas em DOS a computador trava e a tela fica colorida (às vezes verde, outras vezes azul mas sem nenhuma imagem ou texto).
OBS.: Me disseram que eu preciso mudar a velocidade de 350MHz para 333MHz, mas vou perder desempenho.
Resposta:
Parece que muitos outros usuários têm problemas com esta placa. Procure pela string “SIS530” na Internet e você encontrará várias mensagens de outros usuários com problemas de vários tipos. Você encontrará também links para drivers novos. Melhor ainda é utilizar os drivers oferecidos pela própria SiS (Silicon Integrated Systems), em http://www.sis.com.tw/driver/MB_530.htm. Tente fazer a instalação de drivers novos e é possível que o problema seja resolvido.
Alguns chips da SiS, mesmo desenvolvidos para operar com clock de 100 MHz (como usa o K6-2-350) chegavam a apresentar problemas nesta velocidade, e era preciso programar os jumpers da placa mãe para operar com clocks inferiores, como 75 ou 83 MHz. O SiS530 é anunciado como capaz de operar a 100 MHz, mas você pode experimentar reduzir o clock externo para verificar se os problemas cessam. Você pode então programar a placa mãe para operar com clock externo de 83 MHz e multiplicador 4x, o que resulta no clock interno de 333 MHz. Realmente existe uma queda de desempenho de cerca de 5%, mas note que placas como esta normalmente apresentam quedas de desempenho muito maiores (até 30%) devido ao uso da memória de vídeo compartilhada (shared). Quando a memória de vídeo é subtraída da memória principal (por exemplo, usando 4 MB, um PC com 34 MB ficaria com 28 MB disponíveis), tanto o processador como o chip gráfico concorrem para acessar a mesma memória, o que causa uma grande queda no desempenho. Quando o chip gráfico utiliza uma memória à parte (o SiS530 pode operar desta forma, desde que o fabricante tenha usado chips de memória adicionais), não ocorre queda no desempenho. De qualquer forma, 5% a menos pelo fato de usar 333 MHz não será perceptível.

2) Mouse deixa rastro na tela
Minha placa de vídeo (Alliance Promotion) cria alguns pontinhos em cima da imagem que está sendo apresentada. Ao passar o mouse sobre a imagem que está sendo apresentada, vai sendo preenchida por pontos da imagem que está abaixo do ponteiro do mouse.
Resposta:
Já vi este problema ocorrer em placas de vídeo Trident 8900, ISA de 16 bits. A solução para o problema foi desabilitar no CMOS Setup comandos que aceleram o acesso ao BIOS VGA, como VGA BIOS Cacheable e VGA BIOS Shadow. Também é preciso aumentar os números nos comandos 8/16 bit I/O Recovery. Você pode tentar fazer isso, mas recomendo também que sejam tentadas outras resoluções e modos gráficos (16/24/32 bits).
Uma outra forma de resolver problemas como este é instalando um novo driver. Procure pela string “alliance promotion” na Internet e você encontrará vários links de páginas onde existem drivers para esta placa. Note que em alguns casos o nome da placa é apenas um “apelido”, e não reflete o nome real do chip gráfico. Se isto ocorrer você pode olhar a placa e anotar o número do chip. Observe que nos chips existem normalmente dois números, sendo um deles a data de fabricação (por exemplo, 9922 indica ano 1999, semana 22). Use o número do chip para fazer a busca na Internet e você terá maiores chances de localizar o driver.

3) Preciso de uma placa 3D
Adquiri o game F1 RACING SIMULATION que requer placa aceleradora 3D fx imaginando que rodaria no meu micro (Pentium-200 MMX), o que não aconteceu, pois minha placa de vídeo nem é 3D. Agora me encontro no dilema de decidir qual seria a melhor placa de vídeo, uma Diamond Stealth II S220 ou uma Diamond Viper V330 (preços em torno de R$ 110,00 e R$ 150,00 respectivamente). Essas placas funcionam no meu PC? Já vi a Viper V330 sendo vendida por preços que variam entre R$ 110,00 e R$ 220,00. É possível que as de preço menor sejam falsificadas? Existe outra placa de melhor relação custo/benefício no mercado? É melhor guardar o jogo para quando eu puder comprar outro PC já com a tecnologia AGP?
Resposta:
A Diamond Stealth II S220 é uma boa placa 3D, mas a Diamond Viper V330 é um modelo mais avançado (mais avançado ainda é a atual Viper V550). Tenho em casa um Pentium-200 MMX com uma placa Diamond Viper V330 PCI que funciona perfeitamente e executa com eficiência jogos 3D, entre os quais, The Need for Speed III, Tomb Rider II, Jedi Knight e Wing Commander Prophecy. Não é necessário esperar pela atualização do micro para utilizar o seu jogo. Mesmo após a atualização do PC com uma placa de CPU dotada de barramento AGP, sua placa de vídeo continuará funcionando, pois o barramento PCI também está presente nos PCs mais modernos, apesar de não ser tão veloz quanto o AGP. Se você gosta de jogos, vá em frente. Compre a V330 PCI, e se futuramente quiser trocar o micro, poderá manter a V330 ou vendê-la a um colega, substituindo-a por um modelo AGP.
Quanto aos preços, não fique preocupado com a questão da falsificação. Atualmente podemos encontrar modelos mais caros e mais baratos, dependendo do fato da placa ser de versão “retail” (são fornecidas em uma caixa, com manuais e em geral alguns CDs com jogos) e versão OEM (a placa é vendida sem caixa, muitas vezes sem manual, que está gravado em um CD-ROM, e apenas com o driver para instalação). As versões OEM são destinadas a serem vendidas a integradores de hardware, ou seja, empresas que montam PCs, não podendo ser vendidas diretamente ao público. Ocorre que no Brasil esta norma não é respeitada, e as placas OEM são vendidas diretamente ao público. Não sei de nada na legislação brasileira que torne ilegal a venda direta de produtos OEM, apenas está sendo contrariada a legislação do país produtor.

4) Falhas na imagem do monitor
Atualmente estou trabalhando na embaixada do Brasil em Luanda, Angola, mas recebo a PC World mensalmente, vinda de Brasília. Tenho aqui algumas dificuldades em informática, devido à falta de fontes de consulta, mas com o auxílio da PC World tenho solucionado a maioria dos problemas surgidos. Estou atualmente com um problema no vídeo, que fica com imagem turva (fosca, com baixa luminosidade, cor tendendo para o lilás) e logo em seguida volta ao normal, depois fica turva outra vez. Seria oscilação de energia ou problema de fósforo? O que será?
Resposta:
Existem problemas na parte eletrônica do seu monitor. Podem ser causados por fortes flutuações na rede elétrica, mas acho pouco provável, pois o computador travaria com tais oscilações. É muito provável que o problema esteja na fonte de alimentação do monitor, ou então no flyback, componente responsável por gerar alta tensão. Isso explica a imagem com baixa luminosidade. A imagem fica tendendo para o lilás porque os três amplificadores de vídeo têm as tensões reduzidas durante o problema, sendo que o verde é o mais prejudicado (com menos nível de verde, sobressaem as cores vermelha e azul, resultando no tom lilás). É preciso que o monitor seja consertado por um bom técnico especializado, ou na falta, por um técnico de TV a cores. Sei que isso é difícil por aí, mas é a solução.

5) Diamond V330 x V550
Gostaria de informações sobre modelos de placas de vídeo. Encomendei um Pentium-300 com chipset i440LX e barramento AGP, com uma placa Diamond Viper V330, mas esta placa ia demorar a chegar, e foi instalada uma provisória. Agora o revendedor está encontrando dificuldade para conseguir esta placa. Gostaria que fosse indicado outro modelo 3D, AGP, de 128 bits, memória SGRAM, RAMDAC de 230 MHz.
Resposta:
A Diamond Viper V330 é uma excelente placa 3D, uma das mais avançadas no início de 1998. Tenho duas delas, uma PCI e outra AGP. O modelo seguinte da Diamond, tido como sua sucessora, é a Diamond Viper V550. Comprei uma, com 16 MB de RAM, e o seu desempenho é ainda melhor. A qualidade gráfica mostrou ser equivalente, pelo menos com os jogos 3D que testei até agora. Você pode encontrar detalhes sobre esta placa em http://www.diamondmm.com . Essa é portanto a minha sugestão. Consulte sempre o site do fabricante para conhecer modelos mais recentes. Depois da V550, a Diamond já lançou a V770, e assim vai…

6) Verificando a quantidade de memória de vídeo
Gostaria de saber como verificar a quantidade de memória de qualquer placa de vídeo, particularmente a Trident 9685.
Resposta:
Um software bastante adequado para esta função é o Display Doctor, que pode ser obtido em http://www.scitechsoft.com . Além de detectar o chip gráfico e a quantidade de memória de vídeo, este software realiza uma função importantíssima, que é a programação das freqüências horizontais e verticais da placa de vídeo, permitindo obter a melhor imagem possível no monitor. Também pode regular a altura, largura e fazer a centralização da imagem, além de outros recursos. Possui ainda um BIOS VESA, software capaz de permitir que os mais recentes jogos para o modo MS-DOS operem em altas resoluções.

7) Preciso de uma placa de vídeo 3D
Tenho um Pentium-133 com placa de vídeo comum de 2 MB. Gostaria de colocar uma placa aceleradora com 3D para jogos novos e melhor visualização de vídeos. Qual placa é recomendada para meu PC de melhor relação custo/benefício? Me indicaram a Voodoo de 8 MB. Seria uma boa opção? Ela é compatível com 133 MB?
Resposta:
A exibição de imagens 3D é um trabalho feito em parceria entre o processador e a placa de vídeo. O processador é encarregado de calcular as posições dos inúmeros polígonos que formam as figuras, bem como mover essa estrutura (chamada wire frame, parece uma armação de arame). A placa de vídeo 3D é responsável pela renderização desses polígonos, isto é, a aplicação de texturas levando em conta fatores como luminosidade, sombra, distância, ocultação por outros polígonos, etc. Tanto o processador quanto a placa de vídeo devem ser rápidos. Os jogos modernos funcionam com melhor desempenho nos processadores velozes, pelo menos acima de 200 MHz. O Pentium-133 é um processador considerado lento para esses padrões, e o chip gráfico Voodoo 2, bem mais veloz (Ex: placa Diamond Monster 3D II). Então para visualizar melhor os jogos 3D você precisa de duas coisas: uma placa de vídeo melhor e um processador mais veloz. Placas equipadas com o Voodoo 2 são muito caras, e usadas principalmente pelos “gamemaníacos”, usuários que não se incomodam em gastar mais para ter a melhor imagem possível em jogos. De fato não estão errados. Ao invés de comprar 6 jogos de última geração é melhor comprar apenas 3 e usar o dinheiro restante para comprar uma placa de vídeo sofisticada. Observe também que um único jogo custa mais caro que uma placa de vídeo simples. É portanto bastante justificável a compra de uma placa de vídeo melhor. No seu caso, recomendo que faça primeiro a troca da placa mãe por outra mais veloz com processador de no mínimo 300 MHz, expansível para clocks superiores. Seu processador ficará então à altura de um chip gráfico Voodoo 2, e só então fará sentido a troca da placa de vídeo.
Obs: Já foi lançado o Voodoo 3. Consulte informações sobre ele no site da 3D Fx http://www.3dfx.com)

8) Configurando o vídeo para Hi Color
Instalei um monitor Itautec modelo Multimídia 1528 em uma CPU Pentium II/300 com placa MainBoard … mas não consigo uma configuração Super VGA com high color. O máximo que obtenho é a configuração VGA com 16 cores. Não sei que driver devo utilizar, nem onde encontrá-lo.
Resposta:
Para que seja possível utilizar modos gráficos com maior número de cores é preciso instalar o driver correto para sua placa de vídeo. Certamente sua placa é capaz de operar com mais cores, pois apenas placas de vídeo muito antigas não eram capazes disso. Por exemplo, em 1991, todas as boas placas SVGA podiam operar com 256 cores, em 1994 já eram capazes de operar com até 16 milhões de cores. Verifique se entre os disquetes que acompanham o seu computador existe um driver para a sua placa de vídeo, e faça a sua instalação. Se você não tem experiência com este tipo de instalação, consulte o artigo a respeito, na área de artigos deste site. Se você não encontrar o disquete com o driver apropriado, poderá obtê-lo junto ao fabricante.

9) Protetor de tela não funciona mais
Estou com o seguinte problema: Tenho screensavers em backup. Instalei o Autocad 14 e parece que ele “tomou” para ele a extensão do arquivo. Agora não consigo fazer essa tela de descanso funcionar. Como faço para acessar essa screensaver, tirando essa programa do vínculo com o Autocad. Já renomeei para .scr mas não adiantou. O que fazer?
Resposta:
Abra uma janela qualquer do Windows e use o comando Exibir / Opções de Pasta. Selecione a guia Tipos de Arquivos. Na lista de tipos apresentados, procure a extensão usada pelo seu Screen Saver Original. Clique neste tipo de arquivo e use o botão Editar. Você verá que este tipo de arquivo está associado ao AutoCAD. Volte agora à lista de arquivos e use o botão Remover. Estará desfeita a associação com o AutoCAD, e agora seu protetor de tela voltará a ter uso normal.
Se o arquivo do protetor de tela original era de extensão SCR (proteção de tela do Windows), procure na lista de arquivos registrados o item Proteção de tela e use o botão Editar. Programe então os seguintes campos:
Instalar C:\WINDOWS\rundll32.exe desk.cpl,InstallScreenSaver %l
Configurar “%1”
Testar “%1” /S
Essas são as configurações default para os arquivos SCR no Windows.

10) Imagem anormal com placa Trident 9440
Minha placa de vídeo (Trident 9440 de 1MB de 1994) quando entra em qualquer que possa precisar de DirectX ou no modo Windows, a tela fica trêmula, dividida em várias partes e rachadura com a tela do jogo e preto. O que devo fazer para resolver este problema?
Resposta:
Nos modos gráficos ativados pelos programas que usam o DirectX, está sendo utilizada uma freqüência vertical não suportada pelo seu monitor. Verifique se sua placa possui algum utilitário que permita a calibração da freqüência vertical em função da resolução. Se não conseguir, use o programa Display Doctor, encontrado em www.scitechsoft.com. Você encontrará na área de artigos deste site um artigo ensinando a usar o Display Doctor.
Note que esta placa não possui aceleração tridimensional. Jogos 3D utilizarão renderização por software, que é muito lenta. Por isso os jogos podem entrar por default na resolução de 320×240. Perda de sincronismo pode ocorrer nesta resolução caso as freqüências do monitor não estejam calibradas. Procure utilizar a menor freqüência vertical possível (ex.: 60 Hz), desde que não apresente cintilação perceptível.

11) Placas de vídeo AGP e 3DFx
Qual a diferença entre uma AGP e uma 3DFX?
Resposta:
AGP é um barramento utilizado para placas de vídeo (assim como o PCI e o ISA são outros barramentos usados para conexão de placas), e 3DFx é um fabricante de placas de vídeo e chips gráficos 3D de alto desempenho. Inclusive a própria 3DFx produz placas de vídeo no padrão AGP, assim como também no PCI.
O barramento AGP foi criado pela Intel para ser utilizado por placas de vídeo 3D de alto desempenho. A transferência de dados entre a placa de CPU e a placa de vídeo é feita em velocidade muito mais elevada que a obtida com o barramento PCI. Outra vantagem das placas AGP é que podem utilizar a memória da própria placa de CPU para o armazenamento de texturas, permitindo assim a geração de imagens com melhor qualidade e maior resolução. Se não fosse por este recurso, a placa de vídeo precisaria ter uma quantidade de memória de vídeo muito maior.
Entre todos os fabricantes de chips gráficos 3D, a 3DFx é o que produz os chips mais sofisticados. O chip 3DFx Voodoo 2 e os modelos mais recentes Voodoo 3 são considerados entre os melhores do mercado. Vários fabricantes de placas de vídeo compram chips da 3DFx para utilizar em suas placas. A Diamond, por exemplo, utiliza o chip Voodoo 2 na sua placa Monster 3D II. Para aqueles interessados em qualidade gráfica excepcional em jogos, além de elevado desempenho, essas são as placas mais recomendadas.

12) Problemas com o DirectX
Na hora da instalação dos jogos “Test Drive 4” e “Oddworld: Abes Oddysee”, ambos exibem uma caixa dizendo que para rodar o jogo é necessário ter DirectX 5 e se eu desejo instalá-lo. Eu já tinha o DirectX 5, porém, cliquei acidentalmente em “sim” e ele foi instalado. Um outro jogo que veio junto com o “Oddworld”, o Excalibur 2555 AD, necessitava de DirectX 5 e fez a mesma pergunta. Cliquei em “não” e está funcionando normalmente sem problemas. Sua instalação foi feita antes dos outros jogos que mencionei, anteriormente. Já os desinstalei e instalei, mas não adiantou nada. O problema persiste.
Resposta:
Realmente não entendi qual é o seu problema. Quando um jogo requer uma versão do DirectX, pode funcionar perfeitamente com versões mais recentes. Por exemplo, o jogo TIME COMMANDO requer a versão 2, mas eu o utilizo com a versão 6.1 sem problemas. Como você está usando a versão 5, sugiro que faça o download da versão 6.x, no site da Microsoft: www.microsoft.com/directx/. Por via das dúvidas, reinstale todos os jogos e quando for perguntada sobre a instalação do DirectX5 (que é fornecido junto com os jogos), responda NÃO. Todos os jogos deverão funcionar sem problemas.

13) Substituindo o vídeo onboard por uma placa de vídeo 3D
Tenho uma placa mãe PC100 com chipset M585LMR (www.pcchips.com) com vídeo (8 MB), modem (56k) e som onboard, processador AMD K6-2 de 400 MHz e 32 MB de RAM. Recentemente li na sua coluna que este tipo de placa prejudica o desempenho do computador. A placa tem um slot PCI e um slot ISA livres. Gostaria de saber qual seria uma boa placa de vídeo 3D para ser instalada, sendo que meu objetivo são jogos 3D. Como desativar o vídeo onboard?
Resposta:
Realmente o vídeo onboard, quando utiliza memória compartilhada, prejudica bastante o desempenho do processador, já que este e o chip gráfico concorrem para o acesso à mesma memória. Este problema não existe quando o vídeo onboard utiliza memória de vídeo independente. É fácil reconhecer a diferença. No caso da memória compartilhada, que prejudica o desempenho, existe no CMOS Setup um comando para definir o tamanho da memória de vídeo, e o tamanho escolhido é descontado da quantidade total de RAM (ex.: em um PC com 32 MB usando 4 MB para memória de vídeo, o Windows indica a presença de apenas 28 MB). Vídeo onboard que possui memória própria (em geral 8 MB) não produz queda de desempenho no processador, mas em geral utiliza um chip gráfico de limitadas capacidades (lembre-se que este tipo de placa é voltado para o uso em PCs de baixo custo, mesmo com desempenho prejudicado). A solução para ambos os problemas é instalar uma placa de vídeo de boa qualidade. A Diamond Monster Fusion que você citou em sua carta é uma excelente opção. Se quiser comprar uma placa de menor custo e boa qualidade nos gráficos 3D, sugiro a Diamond Viper V330. Mesmo no modelo mais simples, com 4 MB, esta placa apresenta gráficos de excelente qualidade, não deixando nada a desejar quando usamos os mais modernos jogos 3D. Note que ambas as placas citadas, assim como a maioria das placas 3D, também fazem aceleração 2D. As placas que fazem apenas aceleração 3D, necessitando operar em conjunto com uma placa 2D são aquelas que utilizam os chips Voodoo (ex.: Diamond Monster 3D II). Para desabilitar o vídeo onboard, faça no CMOS Setup. Salve o Setup e quando estiver sendo feita a contagem de memória, desligue o computador. Instale então a nova placa de vídeo e nela conecte o monitor.

14) Vídeo PAL-M x NTSC
Tenho uma placa de vídeo Trident 3D/TV modelo 975 e quando a ligo na televisão, a tela fica em preto e branco, sendo que a TV é colorida de 29 polegadas. O que devo fazer para ficar colorido?
Resposta:
Tenho em meu laboratório uma placa como a sua. A saída de vídeo composto desta placa segue o padrão NTSC, usado nos Estados Unidos, e a sua TV segue o padrão PAL-M, usado no Brasil. Algumas placas de vídeo permitem selecionar o sistema a ser usado, mas não é o caso da Trident 975, que opera exclusivamente em NTSC. Isto não é problema algum, pois você pode ligar entre a saída da placa e a entrada da TV, um transcodificador (transcoder) externo. Este aparelho pode ser encontrado em lojas especializadas em som, rádio e TV. O aparelho deve ter entrada em NTSC e saída em PAL-M, ambas em vídeo composto. Existem transcoders mais sofisticados e mais caros, que fazem também a conversão de PAL-M para NTSC, tanto em vídeo composto como em RF (antena), mas no seu caso não é necessário, basta um modelo simples que converta vídeo composto NTSC para PAL-M.

15) Driver para placa Trident e DirectX
Quando coloco o driver da minha placa de vídeo Trident 9660/968X Linear Accelerated foi PCI V 1.0a (6-21-1995), eu consigo colocar a resolução 800×600 até para iniciar o computador. Na verdade, a minha placa de vídeo é na placa mãe e o driver certo pelo DirectX seria o Trident 9685/9680/9682/9385/9382/9385-1 PCI (v 6.00.20 Microsoft 1-10-1999). Este, no entanto, não inicia o computador com 800×600, que trava quando coloco para iniciar assim. Será que teria um outro driver para colocar que daria certo? Com o primeiro driver que citei alguns jogos também não funcionam.
Resposta:
A melhor coisa a fazer é acessar o site da Trident (www.tridentmicro.com) e fazer o download do programa CHIPNUMB.EXE. Este programa detectará corretamente o número do chip gráfico Trident existente na sua placa de vídeo (ou embutido na placa mãe). De posse deste número, faça o download do driver correto e instale-o no seu computador. A seguir acesse o site do DirectX (www.microsoft.com/directx/) e obtenha a versão mais recente do DirectX. Instale-o no seu computador. Você estará assim com as versões corretas e atualizadas dos drivers da placa de vídeo e do DirectX. Desta forma seus problemas serão resolvidos.

16) Anomalias no vídeo
Adquiri um computador AMD K6 II com Windows 98. Não consigo configuração ideal, quando acesso o modo MS-DOS. Além de não aparecer a última linha do prompt, o vídeo fica parecendo que está com defeito, cheio de chuviscos, o que não é verdade. Contatei o fornecedor e ele orientou a instalação de um drive para DOS. Instalei o drive e ele criou o diretório ADI 42 no drive C. Executo o programa SVGAUTL.Exe e ele cria a seguinte inha no AUTOEXEC.BAT:

C:\ADI 42\SVGAUTL /D: 2E /FO:60 /F1:56 /F2:87 /F3: 87/PA:00 /PB:00
Também mostra a opção de resolução 640 X 480, 800 X 600, etc. Não consigo fixar a configuração escolhida. Basta mudar de prompt e os problemas na tela retornam.
Resposta:
Já recebi algumas reclamações de usuários de placas de CPU com vídeo onboard, nas quais são suprimidas as duas ou três últimas linhas da tela quando operando no modo MS-DOS. O problema pode ser “resolvido” com a eliminação das linhas abaixo, no AUTOEXEC.BAT:
MODE COM COPEPAGE PREPARE….
MODE COM CODEPAGE SELECT….
A supressão desses comandos, ambos relacionados com o conjunto de caracteres a serem utilizados pela placa de vídeo quando operando em modo texto, pode suprimir alguns caracteres acentuados da língua portuguesa. Como na maioria das vezes os programas para MS-DOS de interesse do usuário são jogos ou aplicativos comerciais, e não processadores de texto e editores, a falta de alguns acentos realmente não chegará a incomodar. De qualquer forma, trata-se de um bug do chip gráfico existente nesta placa de CPU, já que esses comandos de configuração são utilizados há pelo menos 12 anos. Podemos assim afirmar que este chip gráfico não é 100% compatível com o padrão VGA. No seu caso, além de resolver o problema do sumiço de linhas, poderá também resolver as outras anomalias observadas.
Ainda em relação aos chuviscos, o problema pode estar no CMOS Setup. Experimente desabilitar as opções PCI Streaming e PCI Bursting. Já observei casos de placas de vídeo equipadas com chips da Cirrus Logic que apresentavam chuviscos, eliminados após esta modificação no CMOS Setup.

17) Problemas com placa de vídeo 3D
Meu micro tinha uma placa Asus, com Pentium II/400, 128 MB de RAM e placa de vídeo Diamond Viper V330 com 4 MB. Usava o jogo Roque Squadron, que funcionava com resolução de 1024×768. Tive que trocar a placa mãe devido à perda do BIOS por um vírus, por uma PC100 M748MR. Tentei usar o vídeo onboard de 8 MB, mas algumas vezes travava ou era bastante lento. Instalei de volta a Viper V330, mas se a resolução estiver configurada para 1024×768, o jogo só apresenta a opção de 640×480. Se alterar para 800×600, o jogo passa a poder operar com 800×600, mas com a placa de CPU antiga eu conseguia 1024×768. Em seguida comprei o jogo Alliance, e quando faço a instalação, avisa que não existe placa 3D. Também não consigo resolução maior que 640 nos 2 novos jogos do Episódio ! de Guerra nas Estrelas. Como posso resolver este problema com a placa V330 atual?
Resposta:
Como sempre costumo dizer, o vídeo onboard é bom para quem quer um computador barato, mas péssimo para quem deseja o melhor desempenho gráfico, como é o caso dos jogos 3D em altas resoluções. Uma Viper 330 com 4 MB (placa projetada em 1997 e lançada em 1998) com 4 MB, mesmo PCI, é melhor que o vídeo onboard de 8 MB das placas de CPU atuais. Você não consegue agora utilizar a V330 com a mesma resolução que usava quando seu PC tinha a placa de CPU anterior. É preciso que você cheque três pontos: a) Verifique qual é o driver da V330 que você está usando. Se possível, use o mais novo disponível no site da Diamond (www.diamondmm.com); b) Instale a versão mais nova do DirectX, encontrada em www.microsoft.com/directx; c) Verifique se o seu jogo está configurado para aceleração 3D por hardware ou para fazer renderização por software. Por incrível que pareça, quando a renderização é feita por software, toda a memória de vídeo está disponível para formar a imagem na tela, sendo assim é possível obter resoluções mais elevadas, apesar da lentidão, que provavelmente é compensada pela velocidade do seu processador. Quando é usada aceleração 3D, apenas uma parte da memória de vídeo é usada para formar a imagem, grande parte é usada para o Z Buffer e para o armazenamento de texturas, sobrando menos memória para a formação das imagens, o que causa a limitação no número de cores e na resolução máxima durante o jogo. Experimente ativar a renderização por software e a aceleração por hardware (cada jogo tem um setup próprio para esta opção) e verifique os resultados. Eu consigo jogar o Episódio 1 de Star Wars com uma placa V330 PCI com 4 MB e resolução de 800×600. A instalação do driver correto e da versão mais nova do DirectX poderá resolver o seu problema.
Vejo que você gosta muito de jogos e quer investir em um bom equipamento. Sugiro a Diamond Viper V770 Ultra. Outra boa opção são as novas placas equipadas com o chip gráfico Voodoo 3000. Você encontrará uma boa comparação entre os modelos disponíveis em www.sysdoc.pair.com .

18) Problemas com o slot AGP
Tenho um Pentium II, 350 MHz, 64Mb de RAM, Placa mãe PC100 com slot AGP. Comprei uma placa de vídeo Diamond Stealth III s540. Ao instalar tal placa, deparei-me com uma mensagem de erro antes que o Windows 98 termine de ser carregado: “ocorreu um erro fatal em 032F:0000049F.O aplicativo em uso está encerrado” Atualizei meu DirectX (6.1), e continuei sem sucesso. Recentemente, ao desabilitar o desempenho da aceleração da placa, consegui fazê-la funcionar como uma placa comum, com um desempenho ainda inferior à Trident 9750AGP, antes utilizada. Começo a pensar em problemas do slot AGP da minha placa mãe. Gostaria de saber se há algo a ser feito, para que o desempenho da placa possa ser maior do que atualmente é: zero.
Resposta:
Sugiro que antes de mais nada você instale os drivers mais recentes para esta placa, disponíveis no site da Diamond (www.diamondmm.com). Reduza a velocidade de funcionamento do slot AGP (1x, 2x) através do CMOS Setup. Ajuste o item AGP Aperture Size para metade da quantidade total de RAM (no seu caso, use 32 MB). Finalmente, existe a possibilidade da sua placa estar realmente com problemas. Peça ajuda do revendedor no sentido de realizar uma troca.

19) Problemas com vídeo onboard
Tenho duas perguntas. A primeira relacionada às imagens que estão sendo visualizadas no DOS do meu computador. O que está ocorrendo é que as imagens (qualquer uma delas, seja texto, figura ou programa), quando executadas no DOS, estão na parte inferior cortada, ou seja, esta parte não aparece na tela, ficando em seu lugar uma faixa escura, o que não ocorre no Windows., que rodam perfeitamente. O que fazer para corrigir este problema? A segunda pergunta é: quando coloco a resolução do meu computador para True Color(32bits), a imagem fica com algumas ranhuras deslizantes. São umas linhas verticais que ficam se mexendo, e que, quando retornamos à resolução High Color(16bits), elas desaparecem. Devo lembrar que a placa de vídeo é um SiS 620 onboard e que esta não tem 2 meses de uso.
Resposta:
O problema do sumiço das últimas linhas no modo texto do MS-DOS com essas placas pode ser resolvido com a retirada dos comandos MODE existentes no arquivo AUTOEXEC.BAT. A única desvantagem nesta remoção é que você perderá alguns caracteres acentuados da língua portuguesa no modo MS-DOS (praticamente só as maiúsculas, as minúsculas continuarão normais). Este problema é resultante de um bug no chip gráfico onboard existente nessas placas, que não é totalmente compatível com o padrão VGA. Já o problema das ranhuras verticais pode ter várias causas. É um dos tipos de problema que pode ocorrer quando a memória de vídeo é compartilhada com a memória do processador, característica comum na maioria das placas de CPU com vídeo onboard. Esta memória é acessada simultaneamente pelo processador e pelo chip gráfico. Quando o processador precisa esperar para que o chip gráfico realize seu acesso, ocorre lentidão no processamento. Quando o chip gráfico precisa esperar para que o processador ou o controlador de cache L2 faça seu acesso, ocorrem pequenos riscos ou faixas na imagem. Eu tentaria trocar a placa, já que ainda está na garantia. É possível que esta placa faça parte de um lote defeituoso. Aproveito ainda para lembrar que toda semana recebo inúmeras cartas de leitores com problemas nessas placas com vídeo onboard, que são baratas mas de qualidade precária. Se quiser pode comprar uma boa placa de vídeo e conectar na sua placa de CPU, desabilitando antes o vídeo onboard através do CMOS Setup. Note que nos Estados Unidos, essas placas destinam-se a atender uma pequena faixa de mercado, em que o preço é importante, e o desempenho não. No Brasil, essas placas estão simplesmente dominando o mercado, por imposição dos próprios revendedores.

20) Placa 2D e 3D para jogos pesados
Tenho um Pentium II 233 com 32 MB de RAM. Procuro uma placa que seja aceleradora gráfica 2D e 3D, com o principal objetivo de rodar jogos mais pesados. Gostaria muito de uma ajuda na escolha da melhor placa
Resposta:
Vale a pena investir em uma boa placa de vídeo. Se você comprar, por exemplo, um processador de última geração, certamente estará bastante atualizado dentro de dois anos, mas uma boa placa 3D ainda atenderá muito bem aos requisitos dos jogos mais modernos, por um período bem maior que este. Se você quer uma placa 3D boa e de baixo custo, sugiro uma Diamond Viper V330. Esta foi considerada pela imprensa especializada a melhor placa de 1998, e ainda apresenta excelentes gráficos nos jogos mais recentes. Se você estiver disposto a gastar um pouco mais para ter uma placa de última geração, sugiro a Diamond Viper V770 Ultra 2. Ambas podem ser encontradas com facilidade no mercado nacional.
Já que você falou em “jogos mais pesados”, devo prepará-lo para um problema. Já existem alguns joguinhos infantis que exigem no mínimo um Pentium-200 MMX. O bom desempenho gráfico 3D depende da qualidade e velocidade da placa de vídeo, mas também depende bastante da velocidade do processador. Portanto, provavelmente você encontrará jogos pesados pela frente que o obrigarão a fazer um upgrade de processador.

21) Imagem borrada
Depois que instalei o IE.5.0, as fotos que uso como papel de parede começaram a ficar manchadas e sem aquela qualidade que existia antes. Eu sempre usei a resolução 800×600. Antes da instalação do I.E.5.0, qualquer foto do tipo 800×600 ou superior, ficava excelente como papel de parede; Agora, só fica boa com 800×600.
Resposta:
Este problema ocorre devido ao processo utilizado para reduzir / ampliar o tamanho das imagens. O método mais rápido é o “Resize”, que consiste na repetição ou eliminação de linhas e colunas da imagem para ajustá-la ao novo tamanho. O outro método é o “Resample”, que utiliza interpolação para converter a figura ao novo tamanho. O resultado é muito melhor, porém o método é mais demorado. Muitos programas gráficos, para serem capazes de alterar rapidamente o tamanho de imagens, utilizam o Resize. Para que você volte a ter boa qualidade de imagem quando as dimensões do papel de parede forem diferentes das dimensões da tela, será preciso converter os arquivos gráficos para a resolução que você utiliza na tela (800×600). Esta conversão pode ser feita pela maioria dos programas gráficos. Se você não possui tais programas, sugiro o Paint Shop Pro, que pode ser obtido gratuitamente em www.jasc.com. Use então o comando Image / Resample para converter a imagem para 800×600. Se a imagem não possuir relação de aspecto de 4×3 (largura é 4/3 da altura), mantenha a largura em 800 e desmarque a opção “Maintain aspect ratio” (faça isto se a altura for menor que 600. Se a altura for maior que 600, converta o tamanho da imagem para que possa ter altura 600, e a largura será menor que 800). Ao aplicar a imagem sobre o desktop, desmarque a opção “Expandir a imagem para o tamanho do desktop”. Desta forma as imagens voltarão a ter boa qualidade ao serem usadas como papel de parede.

22) Driver para placa Trident 9420
Gostaria de atualizar o driver de minha placa de vídeo Trident 9420PCI. procurei na home page da Trident (www.trid.com) mas só encontrei outros tipos de adaptadores como a Trident 9420DGI. Eu poderia então fazer o download desse driver? Eu não encontrei especificamente a 9420PCI. Como posso atualizá-la?
Resposta:
Realmente usuários de placas Trident devem sempre instalar os drivers da Trident, já que os drivers para essas placas que acompanham o Windows 95 e 98 em geral não usam os recursos de aceleração gráfica 2D e 3D e são limitados a 256 cores. O endereço correto para você obter os drivers é www.tridentmicro.com (em caso de dúvida, consulte sempre a seção de links para fabricantes na área de links deste site. Selecione então technical support, driver e TVGA/TGUI. Lá você encontrará o driver para TGUI9420DGI, além de vários outros. Uma outra opção para encontrar drivers é acessar a biblioteca de drivers em www.drivershq.com. Note que o sufixo DGI refere-se ao chip, e PCI refere-se ao barramento. O driver com o sufixo “DGI” é o correto para a sua placa. Faça o download, descompacte-o e execute a sua instalação. Existem dois métodos de instalação dos drivers. Um é através da execução de um programa de instalação, como SETUP.EXE, encontrado no pacote que acompanha os drivers. O outro método consiste em utilizar o quadro de propriedades de vídeo. Selecione então Configurações, Avançadas, Adaptador e Alterar. Você terá então que indicar o drive e o diretório onde está o arquivo INF que acompanha os drivers. Se você não tem experiência com a instalação de drivers para placas de vídeo, consulte o artigo 17 – Instalando um driver SVGA.

23) Dúvidas sobre vídeo e modem onboard
Adquiri recentemente um PC equipado com o processador K6-2/400, 32 MB de memória, placa mãe PC-100 com chipset SiS 530 Super 7, utilizando sistema onboard para som e vídeo. Algumas pessoas me disseram que este sistema reduz a velocidade do equipamento por usar memória RAM para executar principalmente as operações de vídeo. Este sistema permite usar até 8 MB para vídeo e estou no momento usando apenas 2 MB. Gostaria de saber se realmente estou perdendo performance com esta configuração e gostaria de saber o que pode ser feito para resolver o problema.
Resposta:
Som e vídeo onboard (embutidos na placa de CPU) trazem vantagem no que diz respeito ao preço total do equipamento, já que não requer o uso de uma placa de som e uma placa de vídeo separadas. A integração desses dispositivos na placa de CPU é uma seqüência natural da evolução dos PCs, que nos últimos anos passaram a incorporar interfaces IDE, interface para drives, interfaces seriais e paralela, circuitos que antes eram encontrados em uma placa de expansão à parte, chamada IDEPLUS. Além do som e vídeo onboard já é possível encontrar placas de CPU que possuem interfaces SCSI e modems.
Não existe nada de errado com o som onboard. Um chip sonoro localizado na placa de CPU não prejudicará o desempenho do processador. Apenas o usuário deve saber que trata-se de um chip de possibilidades modestas em comparação com as placas de som mais modernas. Esses chips possuem recursos similares aos de uma Sound Blaster 16, mas nunca oferecerão os recursos de som 3D e Wave Table de uma Sound Blaster Live, ou uma Sound Blaster PCI 128. Os sons são muito bons, apesar de não serem considerados de última geração.
Um modem onboard não dará ao processador mais trabalho que dá um modem normal, seja ele interno ou externo. Entretanto é bom lembrar que existem certos modems que realmente atrapalham o desempenho do processador, sejam eles onboard ou presentes em uma placa. São os chamados soft modems. Nesses modems, ao invés de existir um processador de sinais digitais encarregado de tratar os sinais analógicos transmitidos e recebidos, esta trabalho é feito pelo processador principal da placa de CPU, o que reduz bastante o seu desempenho. PCs equipados com processadores mais lentos (abaixo de 300 MHz) podem até mesmo ficar impossibilitados de estabelecer conexões em altas velocidades (56k bps), de tão elevada é a taxa de utilização do processador. Ainda são raras as placas com modem onboard, mas como os soft modems são muito baratos, eles têm grande probabilidade de serem adotados por fabricantes de placas de CPU que venham a decidir usar modems onboard.
Quanto ao vídeo onboard, existem dois tipos: os que usam memória própria e os que usam a memória do processador. Os que usam memória própria, normalmente formada por dois ou quatro chips idênticos, não causam perda no desempenho do processador. Em geral a quantidade de memória de vídeo é fixa (4 MB ou 8 MB), não podendo ser declarada no CMOS Setup. A única desvantagem deste tipo de vídeo é que o desempenho gráfico 3D não é tão bom quanto o das placas de vídeo 3D de última geração. Não espere portanto efeitos gráficos tão espetaculares se o seu objetivo é usar jogos em 3D.
O vídeo onboard ruim é aquele que compartilha a memória com o processador da placa de CPU. Como o chip gráfico e o processador concorrem pelo acesso à mesma memória, existirão situações em que o processador terá que esperar um pouco pelo acesso pelo chip gráfico, para então acessar a memória. A queda de desempenho do processador pode chegar a 40%. Este é o tipo de vídeo onboard que deve ser evitado. É fácil reconhecê-lo, pela ausência dos chips de memória de vídeo na placa de CPU (em geral localizados ao lado do chip gráfico) e pela possibilidade de ajustar o tamanho da memória de vídeo (a ser descontada da memória total disponível para o processador) no CMOS Setup. Por exemplo, um PC com 32 MB que utilize 4 MB como memória de vídeo terá a memória total reportada na contagem de memória e no quadro de propriedades do sistema do Windows como 28 MB.
Se você possui uma placa de CPU com vídeo onboard que compartilha a memória com o processador, existe uma forma de resolver o problema da lentidão do processador. Basta instalar uma placa de vídeo, mesmo que seja uma Trident, e desabilitar o vídeo onboard no CMOS Setup.

24) Placa Diamond Monster Fusion
Instalei recentemente uma placa aceleradora Diamond Monster Fusion em um computador Pentium II/266 com 64 MB de RAM, HD Quantum de 4,3 GB e drive de CD-ROM 44x da Creative. Foi instalado o Windows 98 e o software Need for Speed IV. O problema é que quando uso o comando Iniciar / Desligar / Desligar o computador, tudo corre bem, mas se uso Iniciar / Desligar / Reiniciar, o boot começa com velocidade violenta e é executado o Scandisk, como se o computador não tivesse sido desligado corretamente. Já instalei o Windows 98 quase 10 vezes, em quatro HDs diferentes de mesmo modelo, com duas placas de vídeo do mesmo modelo e seis módulos de memória do mesmo modelo e marca e o problema não foi resolvido. O problema não ocorre quando utilizo um outro modelo de placa de vídeo.
Resposta:
Os drivers da placa Monster Fusion já foram atualizados, mas pude constatar que existem placas deste modelo à venda no mercado acompanhadas de um CD-ROM com a primeira versão dos drivers. Instalei em meu laboratório uma Monster Fusion usando os drivers antigos, mas não ocorreram problemas como o seu. Provavelmente trata-se de uma incompatibilidade envolvendo a placa de vídeo, o driver e o tipo de chipset existente na placa de CPU. Sugiro que você faça o download da versão mais recente de driver para esta placa, em www.diamondmm.com e repita a sua instalação utilizando este driver.
Não esqueça também de desabilitar o Gerenciamento de Energia no CMOS Setup, pois segundo a Microsoft, ele pode causar problemas de finalização como este.

25) Faltam duas linhas nas telas do MS-DOS
Tenho um PC K6-II/350 com vídeo e som onboard. Toda vez que reinicio o computador, durante o processamento do AUTOEXEC.BAT noto que são exibidas apenas 23 linhas, ao invés de 25, ou seja, as duas últimas linhas ficam sempre em branco. Qualquer programa em ambiente DOS também apresenta este problema.
Resposta:
Já tive várias reclamações sobre problemas como este, ocorridos em placas de CPU que possuem vídeo onboard. Ainda não consegui reproduzir o erro em laboratório, ou seja, as placas de CPU com vídeo onboard que possuo não apresentam este problema. Sugiro que você tente instalar uma versão mais recente do driver para este chip gráfico. Provavelmente trata-se de um chip produzido pela PC Chips (www.pcchips.com ). Lá você encontrará então o driver apropriado. Se não for o caso, procure descobrir o fabricante do chip gráfico utilizado na sua placa. O manual da placa de CPU pode ter esta informação. Procure então a página deste fabricante para obter o driver mais recente. Aproveito mais uma vez para lembrar que é recomendável optar por uma placa de CPU de alta qualidade, como os modelos da Asus, A-Trend, Diamond, FIC e Soyo, encontrados no Brasil com relativa facilidade. As placas de CPU mais baratas, tipicamente sem nome e com som/vídeo onboard apresentam qualidade inferior.
Experimente também fazer a desabilitação dos comandos MODE no AUTOEXEC.BAT, como mostrado na dúvida 16 desta página.
Uma outra solução para o seu problema é instalar uma nova placa de vídeo, desabilitando o vídeo onboard, que além de ser de recursos limitados (por usar chips gráficos baratos), reduz o desempenho do processador. Entre no CMOS Setup e desabilite o vídeo onboard, salve o Setup e desligue o computador. Conecte a nova placa de vídeo e nela o monitor. Faça então a instalação da placa de vídeo, utilizando os drivers que a acompanham.

26) Imagem borrada
As letras na tela do meu monitor, onde quer que estejam escritas, ficam borradas de uma maneira ilegível. Aparece tanto no Word, no Outlook Express ou nas páginas da Internet, sendo que no Word aparece inclusive na barra de ferramentas. Já testei em outro monitor e o problema persiste. No Word o problema aparece inclusive na barra de ferramentas. Conforme vou escrevendo, as letras vão piorando até ficarem ilegíveis. Este defeito aparece a some, voltando sozinho ao normal, conforme estou utilizando o computador.
Resposta:
Problemas de imagem borrada, na maioria das vezes são defeitos no monitor ou no cabo. Também podem ser causados pelo uso de caixas de som inadequadas (sem blindagem magnética) próximas ao monitor. Você já fez a troca do monitor e o problema persistiu, então a culpa não é dele. Além disso, quando o defeito está no monitor e no cabo, toda a imagem fica borrada por igual, e não apenas as letras. Certamente o seu problema é uma anomalia muito estranha, e tem grande chance de estar localizado na placa de vídeo. Espero que o seu computador ainda esteja no período de garantia, pois será preciso trocar a placa de vídeo. Se for uma placa de vídeo onboard (atenção leitores, existem dúzias de cartas com reclamações sobre o vídeo nessas placas), será preciso instalar uma placa de vídeo nova, padrão PCI ou AGP (este é o tipo mais indicado, caso a sua placa de CPU possua um slot AGP). Placas de marca Trident são consideradas “fraquinhas”, mas mesmo dão ao computador desempenho melhor que o obtido com o uso do vídeo onboard.

27) Troca de vídeo onboard por placa de vídeo Diamond
Tenho um PC Pentium III com uma placa de vídeo onboard de 8 MB. Tenho também uma placa de vídeo avulsa Diamond modelo Fire GL 1000 Pro com 8 MB. Os drivers são para Windows 95. Gostaria de saber se vale a pena desabilitar o vídeo onboard e instalar esta placa sob o Windows 98 segunda edição.
Resposta:
Em geral os chips de vídeo onboard são mais simples (e mais lentos) que os existentes nas modernas placas de vídeo. Sendo assim, normalmente vale a pena instalar uma placa de vídeo avulsa. Ocorre que no seu caso, existe um detalhe importante. A placa Fire GL 1000 Pro, da Diamond, tem seu chip gráfico otimizado para operar sob o OpenGL (o padrão gráfico utilizado pelos programas que geram gráficos profissionais, como CAD, por exemplo). Já os chips gráficos existentes nas placas de CPU em geral são otimizados para operar com o Direct3D (mais utilizados por jogos). Se você pretende dar ao seu PC aplicações gráficas profissionais em 3D, certamente vale a pena instalar a placa Fire GL 1000 Pro. Por outro lado, se sua intenção principal é jogar no computador, é possível que o chip gráfico existente na sua placa de CPU seja mais veloz na execução do Direct3D que a placa Fire GL 1000 Pro. A única forma de tirar a dúvida é instalando a placa e medindo o desempenho, por exemplo na movimentação de jogos 3D.
Você pode instalar a placa Fire GL 1000 Pro com os drivers para Windows 95 que acompanham, pois eles funcionam. Entretanto é sempre melhor utilizar os drivers mais recentes. Você pode obtê-los no site da Diamond, www.diamondmm.com .

28) Instalação de driver de vídeo
Estou tentando instalar o driver da minha placa de vídeo, ele está em um disquete (arquivo AI241600.EXE). Uso Painel de Controle / Adicionar novo hardware / Dispositivo não está na lista / Selecionar dispositivo da lista / Adaptador de vídeo / Com Disco. Surge a tela “Instalar a partir de disco”, clico em Procurar e vem a tela Abrir, e aí começa o problema. Observe que ele só aceita arquivos de extensão INF, mesmo quando coloco *.* ele não aceita o AI241600.EXE. Como fazer a instalação?
Resposta:
Existem duas formas dos fabricantes fornecerem drivers, e também duas formas de instalação. Na primeira forma, a clássica, o disco do fabricante possui os drivers propriamente ditos e arquivos de informação (extensão INF) sobre os drivers, necessários à instalação. Quando o fabricante fornece os drivers deste forma, fazemos a instalação pelo processo que você utilizou. A outra forma de instalação consiste em executar um programa de instalação (provavelmente é o seu caso, já que o arquivo tem extensão EXE). Ao executarmos este software, os drivers são automaticamente instalados e são feitas as devidas alterações na configuração do sistema, sem que o usuário precise usar comandos do Painel de Controle, como você fez. Portanto, para instalar o driver da sua placa de vídeo, basta executar o programa AI241600.EXE existente no seu disquete.
Aproveito para lembrar que em caso de dificuldade de localização de drivers a partir do fabricante, a melhor coisa a fazer é procurá-los no site Drivers Headquarters (www.drivershq.com).

29) Imagem do monitor some
Temos micros da marca Scopus – Pentium II 400 MHz – 64 Mb RAM – Monitor LG Studioworks 55i. Em um deles quando utilizamos uma resolução acima de 16 bits, a imagem some como se tivesse desligado o monitor e retorna após alguns segundos e algumas vezes chega a travar o computador. Como faço para solucionar este problema. Constatei que o problema não é o monitor pois já testamos o mesmo em outro computador e não apresentou nenhum problema.
Resposta:
Este problema (que não considero um problema, e sim um incômodo, o sumiço da imagem durante alguns segundos quando é alterado o modo gráfico) pode ocorrer com certos modelos de monitor, dependendo de como a placa de vídeo está configurada. Quando é alterada a resolução ou o número de cores, a placa pode passar a operar com uma freqüência horizontal ou vertical diferente. Os monitores ajustam automaticamente seus circuitos quando ocorrem alterações nessas freqüências. Alguns modelos podem perder o sincronismo durante alguns segundos enquanto é feito o ajuste. Outros modelos podem simplesmente desligar o amplificador de vídeo neste período (daí a tela escura). Você provavelmente escutará dentro do monitor o barulho (clic) dos relés que são ligados ou desligados para ativar as bobinas e capacitores que irão trabalhar com as novas freqüências. Uma forma de evitar o apagamento da tela é fazer com que o monitor opere com a mesma freqüência vertical em todas as resoluções e modos gráficos. Este ajuste é feito através do quadro de propriedades de vídeo. No quadro onde você faz a troca da resolução e do número de cores, use Avançado / Adaptador e ajuste a taxa de atualização para 72 ou 75 Hz. Repita o procedimento para cada modo gráfico suportado pela placa, alterando primeiro a resolução / número de cores e depois a taxa de atualização. Depois que todas estiverem iguais (ou pelo menos com valores próximos), o monitor não precisará mais fazer o ajuste quando for trocada a resolução ou o número de cores.

30) Redução da altura da imagem em tela de notebook
Tenho um notebook Compaq Armada 1120, no qual existem problemas de tamanho em algumas telas. Quando uso o Windows 95, a tela é toda preenchida, mas durante o boot (logotipo do Windows) e em telas do MS-DOS, apenas uma parte da tela é preenchida. O que é preciso para resolver este problema? Outro problema é que quando tento instalar o Explorer 4.0, uma mensagem diz que são necessários no mínimo 12 MB para sua instalação. Ocorre que este computador já teve o Explorer 4.0 instalado, e precisei reformatar o HD. O que devo fazer para instalar o Explorer 4.0 sem ter que expandir a memória?
Resposta:
Trata-se de um problema típico de notebooks. Tome como exemplo uma tela com resolução de 640×480. Quando opera em modo texto, a tela utiliza apenas 640×400, já que cada caracter tem 8 pixels de largura por 16 pixels de comprimento. Quando opera em modo texto (25 linhas de 80 colunas), apenas 400 das linhas são usadas, sobrando duas faixas de 40 linhas, na parte superior e na parte inferior da tela. Nos monitores, esta resolução provoca o aumento automático da imagem para que a tela inteira seja ocupada. Isto é possível porque a imagem é projetada sobre a tela. Nas telas de notebooks, não existe projeção. Cada pixel ocupa um local fixo, não sendo possível este redimensionamento. O problema ocorre com o seu e com a maioria dos demais notebooks. Existem notebooks com telas de 800×600 nos quais o modo texto utiliza para cada caracter uma matriz de 10×24, sendo assim a tela inteira é ocupada em modo texto. Isto depende do chip gráfico existente no notebook.
O Explorer 4.0 realmente requer 12 MB de memória para sua instalação. No seu notebook este programa já estava instalado porque foi gerado na fábrica, a partir de um disco matriz. Nas fábricas não é feita a instalação de softwares, apenas a cópia de todo o software já instalado, a partir da matriz. Por isto seu notebook podia executá-lo, mas não pode instalá-lo. Sugiro que você passe a utilizar o Netscape Navigator ou que realmente faça uma expansão de memória, o que trará benefícios para muitos softwares.

31) Imagem instável no monitor
Possuo um Pentium 166MMX, 32 RAM, Placa de vídeo Cirrus Logic 5436/5446 PCI e um monitor Samsung SyncMaster 3Ne, resolução 640X480.). Estou utilizando o WIN 98, e ocorre o seguinte: a imagem no monitor fica trêmula (só ocorre com o WIN 98 ), já testei com os outros WIN 9x e com 3.x, testei também outras resoluções e não ocorreu tal anomalia, enquanto que no WIN 98 com outras resoluções apenas ameniza o efeito. Meu monitor tem 2 anos de uso e utilizo protetor de tela.
Resposta:
Você deveria ter explicado melhor o que quer dizer com “trêmula”. A imagem move-se rapidamente para os lados, ou para cima e para baixo? Ou fica piscando rapidamente (cintilação)? Muitos monitores apresentam “tremedeira” lateral sob efeito de campos magnéticos. Até mesmo se dois monitores estiverem próximos, seus campos magnéticos podem interferir um com o outro, e como resultado a imagem não fica estabilizada, apresentando pequenas movimentações laterais. Caixas de som de baixa qualidade também podem produzir cintilação, o mesmo ocorrendo com adaptadores DC utilizados por essas caixas. A amplitude desta “tremedeira” depende da freqüência horizontal utilizada. O driver para a sua placa de vídeo no Windows 98 pode estar utilizando uma freqüência horizontal mais sensível ao campo magnético, coisa que pode não estar acontecendo no Windows 95 e no Windows 3.x. Além disso, se o efeito “tremedeira” ao qual você se refere é uma cintilação, a causa é a freqüência horizontal. Percebemos cintilação na tela de um monitor quando a freqüência vertical (que por sua vez depende da horizontal e da resolução) é inferior a 70 quadros por segundo. No Windows 98 você pode regular a freqüência através do quadro de propriedades de vídeo. Use o comando Vídeo no Painel de Controle e selecione a guia Configurações. Clique sobre o botão Avançado e selecione a guia Adaptador. Na parte inferior do quadro apresentado você encontrará uma opção indicada como “Taxa de Atualização”. Escolha para ela a configuração “Padrão do Adaptador”. Em alguns casos existem opções medidas em Hz, como 60, 70, 75Hz, e assim por diante. Se for o caso, escolha valores entre 70 e 75 Hz para evitar a cintilação.

32) O que é Ultra SVGA?
Qual a diferença entre um monitor ULTRA SVGA e um SVGA da mesma marca, modelo TCE 14″ dot pitch .28?
Resposta:
Os termos ULTRA, HYPER e SUPER sempre foram usados como apelidos carinhosos que os fabricantes dão aos seus produtos, sobretudo monitores e placas de vídeo. Já ouvi um vendedor dizer que VGA é 640×480, Super VGA é 800×600 e Ultra VGA é 1024×768. Tudo besteira. Convencionou-se chamar informalmente de Super VGA qualquer monitor ou placa de vídeo capaz de ultrapassar a resolução de 640×480. Este fabricante oferece um modelo chamado por ele de ULTRA SVGA por que tem algo melhor que o modelo SVGA (ou o seu modelo SVGA tem algo pior que o ULTRA SVGA). A diferença pode estar no dot pitch, na banda passante ou na freqüência horizontal máxima.